A profissão de ator, assim como todas as outras regulamentadas no Brasil, requer um registro profissional DRT para que possa ser exercida com todas as garantias legais.

Se você ainda tem dúvidas sobre o registro, quer obtê-lo, mas não sabe como, preparamos um texto com todas as orientações que podem ajudá-lo.

O que é o DRT?

De acordo com a lei 6.533 de 1978, conhecido pela sigla DRT, originário de Delegacia Regional de Trabalho, o documento é uma espécie de registro profissional, o que significa que a pessoa está capacitada e tem autorização legal para trabalhar como ator profissional.

Atores que não possuem o DRT até poderão exercer sua profissão, mas sempre de forma amadora. Ficarão eternamente num segundo plano, com personagens figurantes ou até mesmo sem falas.

Por outro lado quem tem atesta sua capacidade profissional e esta apto a seguir carreira e ser contratado como ator e atriz profissional em atrações veiculadas na TV, no cinema ou no teatro.

Quem pode tirar o DRT?

Existem duas formas.

Podem solicitar a emissão do DRT no Ministério do Trabalho, todos que tenham cursado um curso profissionalizante de teatro reconhecido pela Delegacia de Ensino MEC, como é o caso do Teatro Escola Macunaíma ou uma faculdade de teatro.

Esta é a melhor forma para tirar o tão sonhado DRT pois o estudo dedicado, o conhecimento e a prática vivencial que uma escola proporciona é o melhor diferencial para um ator recém formado. Muitos atores imaginam que o simples fato de terem já será uma garantia de trabalho. O que não é verdade.
A outra forma é por meio do Sated (Sindicato dos Artistas e Técnicos de Diversão). Neste caso você precisa ter comprovação de anos e anos e uma extensa bagagem em peças teatrais, televisão ou cinema. Tudo comprovado por meio de documentos legítimos, e que devem ser entregues ao Sated.
Em alguns casos, pode ser necessária a realização de uma avaliação, julgada por uma banca. Após aprovado, o Sated concede um provisório, com duração de um ano. Nesse período, o ator precisará realizar mais um trabalho para que dê entrada no documento definitivo. Além de várias taxas que serão cobradas pelo Sated.
Para quem cursou uma escola regulamentada não existem taxas para o DRT no Ministério do Trabalho.

O que muda para quem tem o DRT?

Tanto para agenciamentos e grupos de casting o DRT é obrigatório.

Como já mencionado, atores sem DRT terão enorme dificuldade para seguir carreira.Na maioria dos testes quem tem DRT tem direito a um “cachê teste”. O que já não acontece para quem não tem.

Muitas pessoas procuram a carreira de dubladores. O pré requisito é ter um DRT de ator para conseguir entrar nesta profissão.E por fim, o DRT é a comprovação pessoal que você pode seguir sua carreira livre e sem depender de “jeitinhos” para conseguir os melhores trabalhos.

Viu como é importante para atores e atrizes possuírem o registro na DRT para exercer a profissão? Então, de posse do seu DRT saiba aproveitá-lo! Ahh… e um plano de ação é sempre bem vindo!

0 Comentários

Cancel