Continue a leitura e confira como lidar com a timidez excessiva no meio profissional. Continue a leitura deste artigo aqui.

8 problemas que uma pessoa tem por demonstrar timidez no trabalho

Ser diferente é necessário. Afinal de contas, a sociedade não teria chegado onde estamos hoje se fôssemos todos iguais. No entanto, algumas características podem trazer mais dificuldades, como é o caso da timidez no trabalho.

Na verdade, a timidez, por si só, não deve ser vista como um problema. Ela é uma parte da personalidade de indivíduos que têm características especiais e muitas vantagens. As pessoas tímidas costumam ser, por exemplo, muito mais observadoras e detalhistas.

No ambiente profissional, no entanto, ser tímido pode gerar alguns obstáculos de comunicação com a chefia e outros colegas de profissão. Por isso, é essencial que ela seja trabalhada para que não gere prejuízos. Mas, então, como isso pode ser feito?

É justamente disso que trataremos neste post! Continue a leitura e confira como lidar com a timidez excessiva no meio profissional:

Quais problemas os tímidos enfrentam no ambiente profissional?

Nossa sociedade está, de certa forma, condicionada a amar os personagens extrovertidos. Por isso é que ser tímido é tido como uma desvantagem em um ambiente tão dominado por pessoas com características contrárias.

Vejamos, a seguir, alguns dos problemas enfrentados por esses indivíduos.

1. Dificuldade para ser proativo

No ambiente profissional, ser proativo é ainda mais difícil para os tímidos. Essa é uma das habilidades mais desejadas por empregadores e recrutadores — mas, infelizmente, fica a desejar no caso de muitos tímidos, que se retraem e deixam passar oportunidades por conta de sua vergonha.

Isso não quer dizer, de modo algum, que esses indivíduos sejam menos capazes ou qualificados. Na prática, quer dizer que o medo diante de situações sociais pode deixá-los menos propensos a agir e se destacar em um ambiente repleto de pessoas competitivas e ambiciosas.

2. Problemas para desenvolver relacionamentos

A timidez também pode não ser tão favorável para o desenvolvimento de relações entre os colegas de trabalho, essenciais em qualquer profissão. Isso dificulta até o networking — nome dado às redes de contatos criadas entre profissionais de uma mesma área.

Outro ponto importante é o prejuízo para os relacionamentos com os próprios chefes e superiores, prejudicando a comunicação entre essas partes. Por isso, muitas vezes, pedir um favor ou informar algum problema pode ser bem difícil para pessoas tímidas.

3. Dificuldade de conseguir novas oportunidades

Por fim, podemos citar como um problema os obstáculos colocados para a conquista de novas oportunidades, sejam novos empregos ou a promoção, por exemplo. Isso afeta diretamente a possibilidade de crescimento dentro do ramo de atuação.

Enfrentar entrevistas de emprego ou demonstrar as características necessárias para uma promoção e cair nas graças dos chefes é muito mais complicado para pessoas introspectivas e retraídas, o que pode prejudicar o avanço na carreira escolhida.

4. Dificuldade em expressar opiniões e ideias

A expressão de opiniões e ideias não só é uma capacidade muito valorizada nos dias atuais (especialmente em empresas que têm a cultura do feedback como um de seus valores), como também pode auxiliar qualquer colaborador a melhorar muito as suas habilidades e capacitação.

A comunicação é um ponto crucial para qualquer trabalho e, por isso, deve ser parte do dia a dia dos funcionários. Expressar as suas visões pode fazer com que não só você seja favorecido, mas toda a empresa. Além disso, esse tipo de prática também auxilia na criação de laços e otimiza o networking.

5. Redução da produtividade e bloqueio do potencial

Não conseguir se comunicar adequadamente é prejudicial também para a exploração de todo o potencial das pessoas tímidas. Por serem mais retraídas, elas tendem a se isolar e não experimentam novas situações, além de terem um receio maior de se arriscar por medo de represálias.

Outra consequência direta da timidez excessiva é a redução da produtividade. Por terem medo de serem repreendidos ou de levar broncas, especialmente em frente aos outros colegas, muitos tímidos acabam não se expondo o bastante e não tomando a frente em situações que podem gerar momentos muito produtivos.

6. Dificuldades para desenvolver novas habilidades

O medo mencionado no tópico anterior traz outra séria consequência para os tímidos: a dificuldade do aprendizado de novas habilidades, algumas delas cruciais para o aprimoramento e capacitação dentro da carreira.

Isso ocorre justamente pelo medo excessivo em arriscar e não obter êxito. Em alguns casos, os tímidos têm até mesmo receio de irem bem e serem elogiados em público, atraindo toda a atenção para si. Com isso, se isolam em suas funções, fazendo apenas o básico, sem ousar.

7. Diminuição da autoestima

Embora os tímidos sejam extremamente capazes e a timidez traga muitas vantagens (como a maior capacidade de observação e uma grande empatia), o excesso dessa característica pode ser prejudicial para a autoestima, fazendo com que o indivíduo não confie em seu potencial e se compare frequentemente com as outras pessoas, vendo a si mesmo como inferior.

Os problemas de autoestima podem ser prejudiciais, especialmente a longo prazo. Tudo isso faz com que a timidez excessiva se torne uma reação em cadeia, que afeta os mais variados âmbitos da vida de uma pessoa.

8. Desenvolvimento de problemas emocionais

Por fim, uma das consequências mais graves da timidez no trabalho é o possível desenvolvimento de problemas emocionais, acarretados por um conjunto de fatores que vão desde a queda no desempenho no emprego ou a falta de interação social com os colegas da empresa.

Doenças como a depressão, a ansiedade ou a fobia social são comumente associadas às pessoas tímidas, mesmo que não exclusivas desse grupo. Por isso, trabalhar a timidez para que ela se mantenha em um nível saudável é fundamental não só para a carreira, mas para a saúde mental dessas pessoas.

Como o teatro pode ajudar a vencer a timidez excessiva no trabalho?

Quando falamos sobre atividades capazes de trabalhar o emocional e melhorar o autoconhecimento, o teatro é uma das melhores alternativas. Por conta disso, estas aulas são altamente recomendadas para pessoas tímidas ou com dificuldades de encarar situações sociais.

A questão é: por que isso acontece? O que podemos dizer é que as aulas teatrais trabalham diversas habilidades essenciais para os relacionamentos humanos, como a empatia, a comunicação e a oratória.

Além de auxiliar as pessoas a se portarem diante de outras — tanto no palco quanto em situações do dia a dia —, o teatro trabalha o indivíduo de dentro para fora. Por isso, características como o autoconhecimento, a autoconfiança e a autoestima são exploradas todos os dias.

O aluno passa a se conhecer melhor e, ao mesmo tempo, pratica elementos fundamentais para o relacionamento com os outros. Dessa forma, a longo prazo, a atividade favorece imensamente o currículo e traz mais desenvoltura no ambiente profissional.

E aí, pronto para vencer a timidez no trabalho? Depois dessas dicas, considere as aulas de teatro como uma alternativa para lidar com essa situação! Com certeza, você achará um equilíbrio entre a sua personalidade e a vida profissional, de modo que uma não prejudique a outra.

Agora, se gostou deste post, que tal compartilhá-lo em suas redes sociais? Assim outras pessoas ficarão sabendo como o teatro pode ajudar na vida profissional!

Neste post, vamos mostrar como algumas técnicas teatrais podem auxiliar você nessa jornada de melhorar a autoestima. Veja mais aqui.

    Quer aprender a se comunicar melhor? Receba nossas dicas:

    Sem comentários

    Cancelar