All posts by Gabriel Machado

você quer saber como o teatro pode ajudar no desenvolvimento do seu filho, confira as dicas que reunimos neste post!

Educação e teatro: sucesso na infância

Educação e teatro são conceitos que se complementam. Afinal, práticas lúdicas e cênicas desenvolvidas a partir do teatro são importantes ferramentas para o desenvolvimento cognitivo das crianças. Atividades realizadas para além da escola são capazes de despertar novas habilidades, estimular a criatividade e melhorar a autoconfiança e as relações interpessoais.

Se você quer saber como o teatro pode ajudar no desenvolvimento do seu filho, confira as dicas que reunimos neste post! Preparado para redescobrir um novo mundo de possibilidades? Então, vamos lá!

Descubra os benefícios de aprender coisas novas na infância

Segundo estudos realizados pelo Instituto Nacional de Saúde Mental nos Estados Unidos e pelo Wellcome Trust, da Grã-Bretanha, as crianças possuem maior facilidade de assimilar novos conhecimentos.

As pesquisas mostraram que o cérebro delas possui maior plasticidade devido a grande distribuição das células que envolvem os neurônios, também conhecidas como mielinas. Por causa desse fator, muitas crianças e adolescentes são incentivados a aprender novos idiomas, por exemplo.

De acordo com os pesquisadores, é na infância que o ser humano está mais propenso a absorver as informações e estímulos externos. Dessa forma, consegue desenvolver as habilidades cognitivas naturalmente.

Saiba por que o teatro é a atividade ideal para seu filho

É importante não fazer escolhas aleatórias em relação a atividade pretendida. Conhecer a criança e compreender a personalidade, interesses e habilidades individuais é essencial para garantir a melhor escolha. Além disso, você precisa conhecer quais são os benefícios e especificidades que cada escolha é capaz de proporcionar.

O teatro, por exemplo, é uma das alternativas mais completas quando o assunto é desenvolvimento infantil. No universo cênico é possível aprimorar a oratória, dicção, postura, sociabilidade, desenvoltura, criatividade além de trabalhar a timidez.

Durante as aulas, os alunos são incentivados a conhecer e trabalhar com outras crianças, aprimorar a prática de atividades em equipe e a reconhecer a importância da coletividade.

Além disso, o teatro auxilia  para que meninos e meninas cresçam confiantes e aprendam a valorizar o corpo como um todo – saúde física, mental e emocional. Afinal,  corpo humano é uma máquina capaz de realizar feitos incríveis e, por conta disso, deve ser desenvolvido e cuidado.

Vale dizer que o teatro também auxilia na melhora da consciência corporal, aprimora a elasticidade do corpo e contribui para uma postura mais saudável.

O teatro também é uma das melhores maneiras de despertar a curiosidade e desenvolver a coordenação, e comunicação de uma criança. As atividades desenvolvidas nas aulas despertam a sensibilidade auditiva e auxilia no desenvolvimento do olhar poético e lírico sobre a vida. Afinal, o teatro é uma maneira de expressar sentimentos e a si mesmo..

Pra finalizar, é importante pontuar que atividades em excesso podem prejudicar a criança e, por isso, é muito importante que os pais sempre estejam acompanhando essas atividades extracurriculares. Acrescentar outros afazeres deve ser, apenas, com o intuito de beneficiar e aprimorar o crescimento intelectual, físico e mental dos filhos.

Se você gostou do nosso conteúdo sobre atividades extracurriculares, educação e um curso de teatro infantil, continue em nosso site descubra como o teatro pode ajudar a desenvolver a autonomia na infância.

Um quadro clínico de depressão necessita de acompanhamento médico e psicológico, mas existem diversas outras atividades que podem auxiliar no tratamento.

Veja como a atividade teatral auxilia no combate à depressão

O grande mal do século XXI é a depressão, uma doença psíquica que acomete um grande número de pessoas e está crescendo especialmente entre jovens. Essa grave condição afeta níveis emocionais, químicos e físicos do corpo e tem levado a saúde mental da nova geração a um estado debilitante.

De acordo com um estudo preocupante conduzido pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, o índice de depressão subiu 37% nas pessoas de ambos os gêneros de idade entre 12 e 25 anos entre os anos 2005 e 2014. Observou-se que um dos principais responsáveis foi o cyberbullying e a hiperconectividade dessa geração.

No entanto, não há uma causa única e específica para a depressão. Ela pode acometer pessoas de qualquer idade, classe social, etnia ou gênero. Seus sintomas podem ser bem nítidos ou quase imperceptíveis, mas em geral são: apatia, desapego pelas pessoas próximas, irritabilidade, perda de apetite ou exagero na hora de comer, ficar trancado em casa, aumento de consumo de álcool e, até mesmo, outras drogas.

Um quadro clínico de depressão necessita de acompanhamento médico e psicológico, mas existem diversas outras atividades e atitudes que podem auxiliar no tratamento. Um exemplo é a atividade teatral.

Para descobrir como a atividade teatral pode ajudar no combate à depressão, continue lendo o nosso artigo!

Ajuda a expressar os sentimentos

O teatro é uma atividade que trabalha muito o emocional e a alegria. Ao interpretar personagens variadas, é possível se conectar com outros sentimentos e expressá-los. Ademais, para uma boa atuação, o espírito alegre como de uma criança é muito exercitado.

Por isso, muitos exercícios das atividades teatrais são dirigidos a lidar com o emocional e saber canalizá-lo. Um dos sintomas graves da depressão é justamente a dificuldade de lidar com os sentimentos e externalizá-los para outras pessoas, mesmo as mais próximas. Por isso, cursos como os oferecidos pelo Teatro Macunaíma ajudam nesse processo.

Estimula o autoconhecimento

O teatro, muitas vezes, tem roteiros profundos, que fazem emergir o próprio eu e entrar em contato com partes de si que estavam inconscientes, trazendo essa exploração íntima e importante à tona na interpretação. É um processo prazeroso, capaz de despertar emoções e auxiliar nessa busca interior ao conectar-se consigo mesmo.

Esse estímulo ao autoconhecimento é importante para ajudar no combate à depressão especialmente por permitir compreender e lidar com os próprios sentimentos conflitantes assim como a visão de mundo.

Promove a prática de atividade física

Um dos conselhos dos psiquiatras e psicólogos para o combate à depressão é a prática de atividade física, por motivos de equilíbrio hormonal e liberação de endorfina, por exemplo. Além disso, a prática de uma atividade física ajuda a estabelecer rotinas, que é muito relevante para quem está travando essa luta.

A atividade teatral, embora não pareça à primeira vista, traz enorme e profunda consciência corporal para melhor expressão.

Melhora a capacidade de se comunicar

O teatro é, em sua essência, sobre a comunicação. É transmitir de um ator ao outro uma verdade, aqui e agora, dentro da encenação e ao público a verossimilhança daquela cena. Ao interpretar, a pessoa se comunica por meio de “outra voz” que, em algum nível, também é dela. Isso ajuda a melhorar a capacidade de se comunicar.

Um dos grandes efeitos da depressão é a dificuldade de estabelecer elos e laços com o outro. Por isso, a atividade teatral pode ser de grande auxílio nessa árdua batalha, permitindo que, mesmo pela voz de uma personagem, a pessoa consiga dar os primeiros passos no sentido de reestabelecer esse vínculo de entendimento mútuo.

Permite buscar soluções para conflitos internos

O teatro, quase sempre, lida com questões profundas da psique humana ou de como a estrutura social atinge as pessoas. Os roteiros, quase sempre, são grandes metáforas para problemas e conflitos da humanidade. Essas lições ajudam a pensar nos próprios conflitos internos e nas formas de lidar com eles.

Isso auxilia muito no processo de identificar os gatilhos depressivos e os problemas da própria vida, questões essenciais para quem está combatendo a depressão. O reconhecimento dessas questões internas e a busca por soluções é um passo essencial para quem sofre de depressão.

Eleva a autoestima

A depressão ataca diretamente o senso de valor e a autoestima da pessoa. Realizar uma atividade como o teatro, em que é possível desenvolver-se e perceber-se na história e no mundo, ajuda a recuperar o amor-próprio, elevando a autoestima da pessoa.

O empoderamento que a atividade teatral fornece é um grande trunfo no combate à depressão. Ajuda a fortalecer a consciência de si mesmo, o que também auxilia a começar a retomar o controle sobre as ações do dia a dia.

Ajuda a desenvolver vínculos

Um dos maiores e mais preocupantes sintomas da depressão é o afrouxamento e o afastamento dos vínculos que a pessoa tem com entes queridos, amigos e colegas de trabalho. Isso, inclusive, gera um círculo vicioso difícil de ser quebrado, em que o depressivo se sente cada vez mais sozinho e o processo de solidão é intensificado por ele se sentir rejeitado.

O Teatro, em primeiro lugar, cria um grupo de amigos composto por pessoas usualmente empáticas e com interesses em comum. Segundo, permite que a aproximação seja gradual, inclusive com o intermédio da interpretação de papéis, o que ajuda no processo de combate à depressão. Além disso, é uma atividade interessante, complexa e que permite muitas conversas e discussões saudáveis.

Como vimos, a atividade teatral ajuda a tratar a depressão em diversos níveis. No entanto, é claro que os cuidados médicos, com o acompanhamento de psiquiatras e psicólogos durante todo o processo, são fundamentais, pois a depressão é um transtorno mental sério.

É importante lembrar sempre que procurar ajuda não é sinal de fraqueza, mas de coragem e determinação. Quanto mais cedo começar o tratamento adequado, melhor. Não é preciso ter vergonha de procurar um médico, um amigo ou uma atividade que possa ajudar.

A atividade teatral pode ser uma excelente forma de combater a depressão, além de oferecer muitos outros benefícios. Quer saber mais informações? Descubra aqui!

Promover e criar meios que incentivem a criança a melhorar sua desenvoltura é uma ótima alternativa. Entenda neste artigo o porque.

Entenda como o teatro ajuda na desenvoltura do seu filho

desenvolvimento da criança tem como pontos fundamentais a socialização, a interação, a superação de obstáculos e o autonomia. Porém, todo esse processo de crescimento pode ser prejudicado quando ela enfrenta dificuldades de se adaptar e se relacionar com outras crianças e/ou com o meio que se encontra.

Nesse sentido, promover e criar meios que incentivem a criança a melhorar sua comunicação, expressão e consequentemente sua desenvoltura é uma ótima alternativa para tornar esse processo de integração e adaptação mais sólido e eficiente.

É exatamente aqui que podemos começar a entender como o teatro ajuda na desenvoltura da criança no presente e no futuro. É importante ressaltar, logo de início, que o teatro pode ser entendido como uma ferramenta que ajudará a criança a ter mais facilidade para se integrar, a trabalhar sua comunicação e expressão ampliando seu campo de experiências sociais.

Quer saber como o teatro pode ajudar nesse tema sensacional? Confira os próximos parágrafos. Boa leitura!

Comunicação e expressão

Pais e profissionais de educação, não raro, precisam lidar com crianças que precisam de uma ajuda adicional para se comunicar e se expressar melhor.

O grande desafio é encontrar um ponto de equilíbrio para trabalhar o aspecto comunicativo e é aqui que um curso de teatro pode ajudar.

Ao participar de um projeto teatral a criança terá que lidar em vários aspectos, com outras crianças e adultos, necessários ao progresso desta proposta. Essa interação permitirá que ela trabalhe e tenha um melhor desenvolvimento sobre os aspectos sociais, emocionais, de personalidade e físicos dela própria em relação aos outras crianças e consigo mesma.

Com isso, elas aprendem a explorar mais as sensações, a ouvir uma as outras e claro, a se comunicarem melhor fazendo-se entender. Por meio de atividades lúdicas teatrais elas aprenderão até mesmo a ter uma melhor percepção sobre valores morais e éticos.

Podemos resumir essa bagagem e estrutura em alguns pontos que serão úteis para a desenvoltura da vida da criança. Confira:

  • desenvolvimento da capacidade de observação e atenção;
  • compreensão das propriedades da comunicação e da expressão;
  • desenvolvimento da capacidade de organizar ideias para defende-las perante a um grupo.

Teatro, expressividade e desenvoltura

O teatro tem uma relação direta com o desenvolvimento da expressividade bem como de outras habilidades tanto cognitivas quanto sócio-adaptativas. Crianças um pouco mais tímidas ou com questões a serem trabalhadas na desenvoltura apresentarão maiores chances de ter problemas de aprendizagem e relacionamento, especialmente, devido a sua linguagem de comunicação (corporal ou oral) de alguma forma estar prejudicada.

Quando falamos sobre como o teatro pode ajudar na desenvoltura não estamos nos referindo a qualquer recurso, mas ao melhor dentre eles. A criança traz consigo um potencial enorme e natural para o seu pleno desenvolvimento. O teatro “traz à tona” todas as suas possibilidades de forma lúdica e criativa.

Com o passar do tempo essas crianças terão mais aptidão para dominarem toda a sua articulação, desenvoltura e assim, torná-los mais expressivos da mesma maneira que fizeram com suas habilidades orais.

Esses benefícios também poderão ser percebidos no plano coletivo quando a criança desenvolve a ideia de respeito mútuo, diálogo, fortalecimento das relações de cooperação, aquisição de autonomia e na flexibilidade que ela terá para aceitar, respeitar as diferenças ao mesmo tempo que precisará colocar seus quereres também!

Se depois de tudo isso você ainda tiver dúvidas, considere as palavras de Procópio Ferreira (1898 – 1979), ator e dramaturgo brasileiro:

“A vida é a miniatura do teatro. Ele a aumenta, a embeleza, a sublima. A vida cria o conflito: o teatro o resolve; e, nessa solução, a vida tem aumentado seu patrimônio moral. A vida está cheia de Cyranos, Hamlets e Otelos, mas só depois de a arte os haver mostrado é que o mundo começou a reparar neles”.

Gostou de saber como o teatro ajuda na desenvoltura e quer aprender mais? Então, confira nosso artigo especial sobre como estimular a criatividade de seu filho!

O improviso é uma habilidade das mais importantes nas relações sociais e no mercado de trabalho.

Como o teatro ajuda na improvisação das situações no dia a dia

Além de pontos como a desenvoltura e a comunicação, o teatro é um grande aliado no desenvolvimento da improvisação. Aqueles que se exercitam nessa área têm maior facilidade em lidar com situações inusitadas, com o inesperado, e assim, criar soluções mais interessantes e criativas para elas!

Mais do que a atuação em si, o alcance dessa forma de arte é muito mais amplo, e tem o poder de afetar nossas experiências diretamente fora dos palcos.

O improviso é uma habilidade das mais importantes nas relações sociais e no mercado de trabalho. Tudo que é feito sem prévios combinados e sem preparação requer o bom uso dessa aptidão. E quantas coisas acontecem no nosso dia a dia que são inesperadas, não é mesmo? Descreveremos neste post de que maneiras o teatro pode ajudá-lo nas situações do cotidiano! Vamos lá?

Adapte-se ao novo e inesperado

Viver é lidar com mudanças continuamente. Apesar dos nossos desejos de estabilidade, isso não é o que ocorre na maior parte do tempo. As pessoas mudam, novas relações são feitas e desfeitas e a sociedade em si está sempre se reorganizando também.

Sendo assim, podemos perceber que aqueles que conseguem se adaptar melhor têm uma vivência muito mais prazerosa e descomplicada. Somos muito mais mutáveis do que imaginamos, e o teatro está aí para nos ensinar e ajudar com isso.

Aqueles que se agarram às suas supostas características da personalidade, o que é perfeitamente normal e corriqueiro no ser humano, têm muito mais problemas em lidar com o novo. Essa rigidez tende a criar situações com mais atrito diante do inesperado e do diferente.

É uma dificuldade pela qual muitos de nós passamos, mas o aprendizado do trabalho do ator, além de ser divertido, ajudará diretamente a lidar com tais questões e desconstruí-las. A novidade costuma ser ameaçadora e angustiante, especialmente em nós mesmos. O teatro nos ensina que é possível se reinventar, assumir outras formas e evoluir dentro dessa multiplicidade.

Tenha maior prontidão nas respostas

Ao enfrentarmos novas situações, mesmo que fictícias, descobrimos mais sobre o outro e sobre nós mesmos. Somos testados em experiências inéditas constantemente no teatro, o que melhora bastante nossa capacidade de resposta.

Além disso, o exercício teatral é como uma partitura de ações: é necessário que haja uma interação e um “jogo” bem estabelecido entre os atores para que a peça aconteça. Essa prática torna uma pessoa muito mais responsiva, que sabe enxergar muito melhor o seu entorno e a reagir com prontidão quando necessário.

Estimule a originalidade

A originalidade é um fator desenvolvido naturalmente com a experiência da atuação. As aulas nos fazem reinventar constantemente aquilo que temos como confortável e conhecido.

Vivemos em uma sociedade massificada; portanto, quem tem originalidade é muito valorizado pelo mercado de trabalho e pela sociedade. Aqueles que se recusam a aceitar a diferença e propagam sempre os mesmos modelos de vida como legítimos terão cada vez mais dificuldades. Entrar em contato com o teatro é romper com tais paradigmas e buscar conforto no novo e disruptivo.

Saiba que é possível aprender com o teatro a usar a originalidade a seu favor, seja no cotidiano de uma empresa, ou mesmo para lidar com os conflitos interpessoais em busca de saídas que verdadeiramente favoreçam você.

Lide melhor com situações de crise

Associamos crises a um momento de despreparo e falta de estabilidade. Como apontamos, o teatro nos demonstra a transitividade das coisas. A partir desse conhecimento, é possível dar respostas mais eficientes e adequadas para os problemas.

Uma escola de atuação estimula a criatividade para construir saídas inteligentes e te tornar apto a enfrentar as adversidades da vida.

Agora ficou mais evidente como o teatro ajuda na improvisação, certo?! Vivenciar essa arte são formas saudáveis de se desenvolver enquanto indivíduo e obter ganhos em diversas áreas de sua vida.

Viu como aprender a improvisar pode te fazer crescer? Siga-nos nas redes sociais e aprenda ainda mais sobre o assunto! Estamos no Facebook

Mas afinal, o que é essa tal comunicação não verbal e qual o papel do teatro para o seu desenvolvimento? Descubra neste post!

O que é a comunicação não verbal? E como o teatro ajuda? Descubra!

Não é raro encontrarmos materiais sobre como o teatro auxilia no aprimoramento da oratória. Mas, além disso, você sabe como o teatro ajuda na comunicação não verbal?

Esse é um dos benefícios mais interessantes do teatro. Afinal, boa parte de nossa comunicação acontece sem percebermos, ou seja, por meio de gestos, reações e expressões silenciosas, mas que comunicam muito! Não se engane, grande parte da sua personalidade é revelada pela sua expressão não verbal.

Mas afinal, o que é essa tal comunicação não verbal e qual o papel do teatro para o seu desenvolvimento? Descubra neste post!

O que é comunicação não verbal e qual a sua importância?

De forma simples, podemos definir a comunicação não verbal como a capacidade de se comunicar por meio de gestos, sinais, expressões corporais ou faciais e reações do corpo aos diversos estímulos do ambiente e das pessoas que nos cercam.

A importância da comunicação não verbal se revela em várias situações da nossa vida, visto que ela tem mais força que a verbal. Por exemplo: em uma entrevista de emprego se o candidato diz estar tranquilo, mas não consegue parar de mexer seus pés ou mãos e desvia seu olhar do entrevistador repetidamente, sua linguagem corporal claramente está contradizendo a sua fala.

Um ator, por outro lado, normalmente consegue se sair extremamente bem em entrevistas. Isso porque seu repertório de comunicação não verbal é muito amplo e permite que ele não caia na monotonia. Assim, em uma conversa, seu sorriso, seu olhar e até o silêncio de suas pausas  — que é, na verdade, um item importantíssimo da comunicação não verbal — fazem toda a diferença.

Como o teatro ajuda na comunicação não verbal?

Agora que você já sabe o que é comunicação não verbal e conhece a sua importância, deve estar se perguntando se o teatro ajuda a desenvolvê-la, certo? A resposta é: sim — e você vai descobrir como isso acontece logo abaixo!

Desperta a consciência corporal

No teatro, a comunicação não verbal é muito utilizada e, para isso, é necessário um longo trabalho de consciência corporal. Por meio desse trabalho, o teatro busca “destravar” o indivíduo para que ele possa ampliar seu repertório de comunicação.

A consciência corporal é uma habilidade que explora as possibilidades de movimento, da ação física, consequentemente da expressividade do corpo. Por meio dela, é possível exercitar seus limites expressivos, suas dificuldades, suas possibilidades e suas potencias até então desconhecidas. A consciência corporal também mostra como as conseguimos interferir nas nossas emoções e como é possível direcioná-las em cena.

Desenvolve repertório expressivo

O aprimoramento com objetivo é a vivencia de exercícios da sua consciência corporal irão dar vida a um grande repertório expressivo para sua comunicação não verbal. Isso porque, ao experimentar um conhecimento mais profundo sobre nosso próprio corpo, a consciência corporal também traz à tona a nossa força expressiva.

Assim, se antes a comunicação estava restringida principalmente à voz, por meio de um trabalho contínuo, outras formas de interação ganham força. Seja um sorriso, um olhar mais profundo ou um simples levantar de dedo. São detalhes inconscientes capazes de gerar uma comunicação mágica e muito mais interessante!

Potencializa sua comunicação

Em nosso dia a dia, muitas emoções são transmitidas pelas nossas expressões faciais. Entretanto, esse processo nem sempre acontece da melhor forma. Isso é perfeitamente natural, pois são atos que acontecem de forma inconsciente. Não existe um roteiro, instruções ou regras para a comunicação não verbal, pois cada indivíduo tem suas próprias características.

Contudo, ao possibilitar o “destravamento” do indivíduo, o teatro permite que as expressões faciais sejam exploradas de forma mais potente para que a magia da comunicação não verbal floresça cada vez mais assertivamente.

Por fim, algo interessante a ser ressaltado é que, além de saber como o teatro ajuda na comunicação não verbal, você precisa entender que ele também auxilia a entender as expressões corporais das outras pessoas. Assim, é possível perceber não só a si mesmo, mas também o feedback que elas dão às suas reações.

E aí, gostou do assunto do post? Esperamos que sim!
Mas, afinal, quais são as habilidades ensinadas no teatro que auxiliam, desde cedo, no futuro sucesso profissional de crianças e adolescentes?

Descubra 9 habilidades desenvolvidas pelo seu filho no teatro

Além de benéficas para indivíduos de todas as faixas etárias, desenvolvendo características essenciais para as relações pessoais, as aulas de teatro são também indicadas para quem quer ser bom profissional. Isso inclui, obviamente, as crianças, que têm seu desenvolvimento potencializado de maneira positiva com a atividade.

As artes cênicas mexem diretamente com as emoções daqueles que a estudam, ensinando o praticante a lidar de forma mais inteligente com as próprias emoções e abordando os preceitos da empatia, por exemplo. Por isso, as aulas de teatro são indicadas até mesmo para quem não aspira uma carreira na área.

Mas, afinal, quais são as habilidades ensinadas no teatro que auxiliam, desde cedo, no futuro sucesso profissional de crianças e adolescentes? Como a educação lúdica pode contribuir para esse fim? Continue a leitura e descubra por que essas aulas podem mudar a vida de seu filho para a melhor!

1. Estímulo da inteligência

Em primeiro lugar, falaremos sobre o papel do teatro no estímulo da inteligência. Não é incomum encontrar pessoas que acreditam que as aulas dessa arte envolvam apenas fantasias e o mundo de faz-de-contas.

Embora a imaginação e a criatividade sejam fortemente incentivadas durante as aulas, outras capacidades cognitivas (como a memorização, o raciocínio lógico e a resolução de problemas) também são trabalhadas por meio da leitura, interpretação e debates sobre as obras estudadas.

2. Desenvolvimento da autoestima

Quando falamos na palavra autoestima, é muito comum que o nosso primeiro pensamento seja mais voltado para o senso estético. No entanto, estar em dia com essa característica vai muito além de se sentir bem com a sua imagem no espelho (ainda que isso conte bastante).

De forma resumida, a autoestima pode ser definida como o carinho por si mesmo. Em um ambiente profissional, essa é uma característica fundamental, já que o trabalhador precisa ter confiança em seu valor para conquistar oportunidades cada vez melhores no emprego.

3. Promoção do autoconhecimento

Outra habilidade muito ligada à inteligência emocional é a que chamamos de autoconhecimento. Como o próprio nome já indica, essa capacidade diz respeito ao conhecimento que temos de nós mesmos.

Por mais que isso pareça simples, nem todas as pessoas sabem muito bem quem são ou o que desejam fazer de suas vidas. O teatro trabalha isso diariamente durante as aulas, ajudando o aluno a fazer escolhas mais sensatas e a saber exatamente quais são os seus pontos fortes e fracos.

4. Melhora das habilidades sociais

Em nosso dia a dia profissional, precisamos lidar com pessoas de diferentes culturas, criações, personalidades e características. Por isso, é fundamental dominar as habilidades sociais e ter jogo de cintura para evitar conflitos, inimizades e discussões desnecessárias no ambiente de trabalho.

Felizmente, as aulas de teatro auxiliam o aluno a lidar melhor com suas próprias emoções e a se socializar melhor com outros indivíduos, facilitando as relações pessoais nos mais variados ambientes.

5. Aprendizado do trabalho em equipe

Ainda falando sobre as habilidades sociais, podemos citar outra competência importante aprendida nas aulas de teatro que auxilia as crianças a se tornarem bons profissionais no futuro: o trabalho em equipe.

Como sabemos, nenhum homem é uma ilha — e precisamos nos relacionar com colegas e figuras de autoridade em nosso dia a dia. Por isso, trabalhar em equipe sem dificuldades e conseguir produzir com qualidade em grupos é essencial para qualquer funcionário de sucesso.

6. Redução da timidez

Antes de mais nada, é importante ressaltar que a timidez não é uma característica negativa e que precisa ser eliminada, mas um traço de personalidade como qualquer outro. No entanto, ser excessivamente tímido pode ser muito prejudicial em situações sociais ou no ambiente profissional.

Por conta disso, é importante aprender a controlá-la e mantê-la em um nível saudável, de modo em que ser tímido não traga prejuízos no desempenho do trabalho ou faça com que a voz do indivíduo não seja ouvida.

No teatro, a timidez é muito trabalhada e os alunos aprendem a lidar com essa característica, se tornando mais abertos e sociáveis.

7. Desenvolvimento da empatia

Em poucas palavras, a empatia pode ser definida como a habilidade de se colocar no lugar do próximo, pensando como ele e simpatizando com suas dores e alegrias. No dia a dia de um ator ou aluno de artes cênicas, essa capacidade é constantemente trabalhada por meio da interpretação e do contato com pessoas diferentes.

Para ser um bom profissional, é necessário ser empático com as necessidades de seu público, de seus clientes, de seus colegas e de seus superiores. Essa capacidade é ainda mais importante para pessoas que trabalham em posições de poder e que precisam liderar.

8. Aumento da capacidade de liderança

Complementando o tópico anterior, podemos mencionar o desenvolvimento da liderança. Até o presente momento, é muito provável que você já tenha compreendido como o teatro ajuda no fortalecimento dessa importante característica para o ambiente profissional.

Alunos que fazem teatro aprendem a trabalhar em equipe, desenvolvem sua autoestima e se tornam mais empáticos. Eles são, portanto, líderes bastante controlados e justos, que conseguem construir um ambiente de trabalho muito mais harmônico e produtivo.

9. Incentivo da criatividade

Por fim, falaremos sobre uma característica fundamental para qualquer emprego: a criatividade. Hoje em dia, muito se fala sobre a importância da inovação. No entanto, esse conceito não é nada novo, já que apenas chegamos onde estamos atualmente em nossa sociedade graças aos gênios criativos.

Embora crianças sejam naturalmente criativas, é indispensável que essa habilidade seja constantemente estimulada. As aulas de teatro, então, contam com o ambiente perfeito para dar asas à imaginação, e os alunos são encorajados a deixar aflorar o que há de mais criativo dentro deles.

Agora que você já sabe como o teatro pode ajudar no desenvolvimento do seu filho, não perca tempo e procure uma escola de teatro para iniciar os estudos das artes cênicas. Aqui vai a dica de uma excelente escola! Até a próxima!

Neste post, vamos mostrar como algumas técnicas teatrais podem auxiliar você nessa jornada de melhorar a autoestima. Veja mais aqui.

Afinal, como o teatro ajuda a aumentar a autoestima?

Problemas com insegurança fazem parte da vida de muitas pessoas — e é até normal nos sentirmos dessa maneira em certas situações. No entanto, é preciso ficar atento para não deixar esse sentimento dominar você e, assim, procurar saber como aumentar a autoestima para desenvolver tanto suas relações pessoais quanto as profissionais.

Além disso, a autoconfiança é um fator importante no aprimoramento de sua inteligência emocional, o que afeta todas as áreas de sua vida. Porém, todo processo de crescimento demanda esforço, dedicação e, principalmente, paciência com suas limitações.

Neste post, vamos mostrar como algumas técnicas teatrais podem auxiliar você nessa jornada de crescimento como ser humano. Continue a leitura para conhecê-las!

Desenvolvimento das emoções

A maturidade emocional é um aspecto essencial de seu processo de desenvolvimento e, ao contrário do que se diz por aí, expressar seus sentimentos não é um sinal de fraqueza. Na verdade, extravasar raiva ou frustração ajuda a aliviar a pressão e o estresse, o que melhora sua qualidade de vida.

Dessa maneira, exercícios que são praticados durante as aulas de teatro podem ajudar você a conhecer melhor suas emoções e a canalizá-las para resultados melhores, como ter mais confiança, naturalidade e tranquilidade em suas ações.

Melhora na capacidade de análise e expressão

A expressão corporal é um dos pontos mais trabalhados nas artes cênicas, pois é necessário saber como se posicionar no palco e estar atento a seus gestos durante uma encenação, além de utilizar o tom de voz mais apropriado. Ademais, seu corpo fala e reflete seus sentimentos, daí a importância de conhecê-los e controlá-los.

Com o passar do tempo, você se torna uma pessoa mais centrada e com uma consciência corporal mais desenvolvida, sendo capaz de analisar situações com mais precisão e tomar decisões mais acertadas.

Reconhecimento de seus pontos fracos e fortes

É comum que cada pessoa demonstre maior habilidade em certas áreas, mas isso não significa que ela não possa aprender novas técnicas ou até desenvolver pontos que sejam mais problemáticos.

Aliás, trabalhar com seus pontos fracos — em vez de simplesmente ignorá-los — é crucial para seu crescimento pessoal e profissional. As aulas de teatro vão lhe mostrar que a imperfeição faz parte da vida, e que você precisa aprender a conviver com elas e utilizá-las a seu favor.

Aumento do jogo de cintura

Para viver uma personagem no palco de maneira completa, algumas técnicas das artes cênicas envolvem o confronto com diversos tipos de situações, muitas delas inusitadas. Consequentemente, sentimentos como medo e ansiedade diante do novo serão trabalhados em um ambiente acolhedor, o que aumentará sua autoconfiança.

Além disso, você aprenderá a ser mais flexível, conseguirá ser mais criativo na solução de problemas e estará mais preparado para enfrentar os obstáculos que aparecerem em seu dia a dia. Vale destacar ainda que tudo isso terá um impacto muito positivo em suas relações interpessoais, pois você conhecerá pessoas de todos os tipos e, assim, vai expandir seu círculo social.

Como se pode perceber, confiar em si e em suas próprias ações é algo essencial, mas é preciso lembrar que a jornada do autoconhecimento não é fácil. Sendo assim, é preciso ser gentil consigo e com sua própria evolução, lembrando-se de que não está sozinho nesse processo — seus professores e colegas de teatro serão grandes aliados.

Agora que você já sabe como aumentar a autoestima, aproveite para curtir nossa página no Facebook e acompanhar todos os nossos conteúdos!

Acompanhe neste post dicas imbatíveis para você dar conta ao mesmo tempo do emprego, estudos e das competências a serem aprendidas com as artes. Confira!

Como conciliar arte e trabalho?

Na vida, se a gente não encontra algo que nos dê prazer e desenvolva nossas habilidades, é possível que esta não pareça fazer sentido. Há pessoas que se aproximam do mundo das artes, especialmente o teatro, como forma de fazer a vida valer a pena. No entanto, é comum que a pessoa já tenha outros afazeres, como obrigações profissionais e acadêmicas.

Nesse caso, é possível conciliar estudos, arte e trabalho? É claro que sim! Basta saber como organizar a rotina para poder ajustar os horários para dar conta de tudo. Escolher uma escola de artes que seja flexível também ajuda bastante nesse processo.

Quer saber mais? Acompanhe este post e conheça dicas imbatíveis para você dar conta ao mesmo tempo do emprego, estudos e das competências a serem aprendidas com as artes. Confira!

Crie um cronograma semanal para dividir o tempo

Todo mundo já sabe que um dia tem 24 horas e uma semana sete dias. Apesar disso, poucas pessoas conseguem aproveitar todo esse tempo de maneira produtiva. Infelizmente, não podemos esticar o tempo, mas podemos fazer chegar perto disso. Como? Elaborando um cronograma semanal.

Esse tipo de estratégia permite separar cada compromisso da semana por tempo de realização. Para criar o seu planejamento, você deve listar todas atividades para esse período. Isso inclui a jornada de trabalho e estudo, o tempo que você precisa para se dedicar a sua arte e até mesmo aquelas idas ao supermercado — ou seja, tudo que você pretende fazer durante a semana.

Depois de reunir essas informações, você pode criar uma planilha. Nela, você deve distribuir suas atividades em dias e horários (lembrando que é interessante reservar pelo menos duas horas diárias para os estudos). Considere também o tempo de deslocamento entre casa e trabalho: isso faz toda a diferença no cálculo das horas disponíveis.

Lembre-se de incluir, nesta planilha e na sua vida, o tempo de descanso. Os fins de semana (ou pelo menos um dos dias dele) devem ser usados para relaxar. Se a arte que você se dedica for muito relaxante, aproveite o fim de semana para se dedicar ainda mais. Com esse cronograma feito, você terá mais chances de acertar na conciliação entre arte e trabalho.

Comprometa-se com o trabalho e estudo

Chegar em casa com trabalho acumulado não é uma coisa boa — e deixar para estudar no trabalho também não é seguro, pois aquele tempo que você separou no cronograma para se dedicar aos estudos ou trabalho vai ser comprometido. No fim das contas, você vai ficar atrapalhado e compensar seu tempo nas horas que você gostaria de dedicar à arte.

Para evitar isso, comprometa-se com o trabalho e estudos. Evite distrações durante os estudos para dar conta do conteúdo. Também mantenha o foco no trabalho e procure formas de ser mais produtivo. Por exemplo, tente delegar tarefas a seus colegas, trabalhe mais em grupo e tenha uma agenda organizada. Assim, você não deixa que suas atividades se acumulem ao longo da semana

Aproveite seu tempo ao máximo

Por acaso você usa transporte público? Tem ao menos quinze minutos livres dentro do seu horário de almoço? Já imaginou aproveitar esse tempo para realizar algumas atividades? Acredite: mesmo com apenas alguns minutos diários você consegue otimizar a sua dedicação ao seu trabalho, estudo ou à sua arte.

Nesses pequenos intervalos, aproveite para fazer uma leitura obrigatória do curso ou responder àquele e-mail do trabalho. Se quiser deixar esses intervalos prazerosos, aproveite para ler um texto ou assistir àquele vídeo que fala sobre teatro. Juntando minuto por minuto, você consegue reunir uma boa bagagem de conteúdo ao fim do mês.

Use a tecnologia a seu favor

Para organizar a rotina de trabalho e estudos não basta ter dedicação e boa vontade: hoje em dia, é preciso recorrer à tecnologia. Há uma série de aplicativos exclusivamente voltados para otimizar os estudos e o trabalho. Eles geralmente são gratuitos e podem ser baixados no seu celular.

É o caso do MyStudyLife. Esse aplicativo ajuda a fazer o planejamento de seus estudos. Com ele você pode cadastrar trabalhos, provas e compromissos, tudo organizado no dia e horário que você achar melhor. Ele também salva todas as informações na nuvem, não consumindo a memória do seu dispositivo e fazendo com que você consiga acessá-las de qualquer lugar. Baixe esse e outros aplicativos e se beneficie dessas tecnologias!

Conte com a colaboração da família e amigos

Mesmo com toda tecnologia disponível e um excelente cronograma semanal, pode ficar difícil conciliar trabalho e estudos se você não tiver uma ajudinha da família e amigos. Esses podem ser essenciais para manter você no foco e também oferecer apoio emocional.

Converse com seus familiares e amigos que você possui uma rotina tripla: quer se dedicar ao trabalho, estudos e também ao teatro. Peça para eles ajudarem você no cumprimento de algumas demandas vindas tanto do trabalho ou dos estudos quanto na vida em geral. Por exemplo, solicite a ajuda de um amigo para arrumar o seu quarto ou para consertar aquele computador que você precisa tanto.

Também conte com a ajuda deles para se sentir motivado. Compartilhe suas preocupações com eles e não se esqueça de desabafar quando as coisas apertarem. Assim, você se sente mais acolhido e terá mais energia para tocar a rotina.

Ainda convide-os para assistir peças de teatro e até mesmo acompanhar você no teste de elenco. Isso te auxiliará a ter mais otimismo e receber um feedback sobre a arte na qual você se dedica.

Procure escolas de arte com horários adaptáveis

Talvez fique difícil de mudar os horários do seu emprego e das suas aulas na faculdade. Então, a saída para poder conciliar estudos, arte e trabalho é recorrer a escolas de arte com horários adaptáveis. Existem, por exemplo, escolas de teatro que oferecem cursos nos três turnos, o que pode contemplar as suas necessidades.

Além disso, nessas mesmas escolas os encontros são uma vez por semana e têm duração de poucos meses. Assim, você consegue dar conta de outras obrigações, frequentar e se formar no curso de arte que agrada a você.

Essas foram algumas dicas para harmonizar a relação entre estudos, arte e trabalho. É importante destacar que a arte não serve apenas para nos dar uma sensação de relaxamento, mas também para nos possibilitar adquirir experiências diversas. Com o teatro, por exemplo, é possível melhorar a capacidade de expressão e criatividade, reduzindo a dificuldade de argumentar e se comunicar.

Por falar em teatro, já pensou em conhecer uma escola de teatro que oferece cursos para diversos níveis? Entre em contato com a gente e se surpreenda-se!

Quem nunca passou um tempo imaginando o que gostaria de realizar para o futuro? Sonhar é o que nos garante a capacidade de mudar a nossa própria realidade.

3 atitudes fundamentais para quem deseja realizar sonhos

Quem nunca passou algum tempo imaginando o que gostaria de realizar para o futuro e pensando na sensação de ver isso acontecer? Sonhar é o que nos garante a capacidade de mudar a nossa própria realidade. Mas realizar sonhos é o que nos motiva a continuar buscando os nossos objetivos.

Contudo, normalmente isso não acontece em um passe de mágica, como nos filmes. É preciso levar os seus sonhos realmente a sério e traçar uma estratégia para alcançá-los. Claro que você sempre pode mudar de ideia ao longo do caminho, mas isso não é justificativa para não começar a colocar as suas ideias em prática. Para isso, temos três dicas que vão ajudar você a realizar sonhos. Confira!

1. Idealize sonhos possíveis

É bom ter ambição e sonhar com voos mais altos, mas que tal estabelecer metas factíveis que possam ser alcançadas? Você pode querer acumular uma grande quantidade de dinheiro ao longo da vida, mas, para que isso aconteça, é melhor definir resultados que possam servir como etapas para o objetivo maior.

Antes de tudo, é preciso refletir. Se você é mais imediatista e sente que não terá paciência para esperar muito tempo para realizar sonhos, o melhor é que eles estejam próximos da sua realidade, para você sentir que consegue chegar até lá. Afinal, é muito desencorajador sonhar em ter uma casa de dois milhões de reais e sentir que nunca conseguirá concretizar essa meta.

2. Tenha foco no seu objetivo

Definir prioridades é o ponto principal. Tudo bem fazer uma lista de metas, mas se você tentar se dedicar igualmente a todas, não vai se esforçar em nenhuma, realmente. Ou então, o que é pior, poderá se cansar com as dificuldades — afinal, tentar seguir dez metas ao mesmo tempo é exaustivo — e desistir de todas.

Mas como escolher a principal? Todos os objetivos da sua lista podem ser necessidades reais para a sua vida, mas sempre existe um que tem mais a ver com você. Por exemplo, comprar um celular de última geração poderá ser muito útil para o seu dia a dia, mas e se viajar a Paris for realmente o que sempre quis? Realizar sonhos também tem a ver com mentalizar o que significa mais para você.

3. Busque a autodisciplina

Não tem jeito, é preciso de disciplina na hora de realizar sonhos! Se você quer alcançar o cargo de gerente, é preciso trabalhar muito, com consistência, para conseguir a promoção. Apenas sonhar pode parecer mais divertido do que se esforçar todos os dias, mas não é assim que as metas vão ser alcançadas.

Lembre-se de que os sonhos não se concretizam da noite para o dia e, às vezes, pode demorar bastante até que você chegue lá. Por isso, é preciso celebrar o próprio esforço e as pequenas mudanças que você vai notando de tempos em tempos, como fonte de automotivação.

Já definiu o que quer? Agora, o mais importante é começar. É bom se planejar, mas dar o primeiro passo é fundamental para que você ganhe velocidade e passe a se sentir motivado a continuar.

Pode ser um longo caminho, mas pratique a paciência e tenha consciência das qualidades que possui e que ajudarão a realizar sonhos. Que tal motivar um amigo a ir atrás de suas próprias metas também? Compartilhe este post em suas redes sociais!