Relacionamento

Atuar naturalmente: você sabe?

Atuar naturalmente: você sabe?

Para atuar naturalmente é preciso saber o que é necessário para se desenvolver no palco. Entenda mais sobre as técnicas teatrais nesse artigo.

Antes de mais nada, quem decide por essa carreira deve saber como tudo que almejamos na vida, não é uma tarefa fácil. Em primeiro lugar, alguns requisitos precisam ser preenchidos para se dar bem nessa escolha.

Entre eles estão: gostar muito de ler e estudar; possuir senso crítico sobre tudo; ser curioso e gostar muito do que faz.

Em seguida, se você possui algumas dessas habilidades, continue a leitura desse artigo, pois iremos lhe mostrar como atuar naturalmente vai fazer com que você ganhe a simpatia do público.

Como conseguir atuar naturalmente?

Essa é uma dúvida bastante comum entre quem está começando a estudar para se tornar ator ou atriz. Como atuar naturalmente? E foi pensando em como ajudar você que escrevemos esse artigo.

Separamos algumas dicas para ajudar você a atuar naturalmente e dessa maneira conquistar a confiança e simpatia do público.

Em primeiro lugar, tem uma atriz ou ator que você gosta bastante? Então, comece a seguir os passos desse artista. Passe a observar tudo o que ele ou ela faz. Assista tudo que tiver a participação desse profissional que você admira. Ou seja, novela, filmes, minisséries, teatro e etc.

Depois de observar todos os trejeitos, comece a imitar até incorporar o artista em você. E em especial preste muita atenção como ele interpreta seus papéis. além disso reserve diariamente um tempo para treinar.

Ao passar do tempo você vai perceber que de tanto treinar, vai agir de forma natural. Até como atuar naturalmente. Depois disso é só inserir a sua personalidade e alcançará o seu objetivo.

Mas, isso não é tudo! Para atuar naturalmente ainda é preciso, conhecer o roteiro profundamente, estudar de forma incansável o personagem, participar de oficinas da vida real, ou seja, buscar uma pessoa real que tem uma história semelhante ao personagem que irá interpretar e acompanhar a rotina dessa pessoa.

Agindo assim, você vai obter êxito na hora de atuar. E vai ver como o trabalho vai acontecer de forma natural. Porque você incorporou o personagem e mesmo que esqueça alguma fala, vai conseguir improvisar de forma que não atrapalhe o roteiro e nem prejudique os colegas de elenco.

Quais as melhores dicas para atuar melhor?

Leia o roteiro completo pelo menos duas vezes: é importante conhecer toda a peça ou filme no qual vai atuar e não somente as suas falas. Esse hábito é fundamental para que o ator consiga dar seguimento para a trama com a performance adequada em cada momento.

Conheça o desejo e características do seu personagem: tente entender seu personagem além do que está escrito no roteiro. É isso que faz com que o personagem funcione e você consiga agir com mais naturalidade, inclusive fazendo improvisações caso ache pertinente. Lembre-se que para representar outra pessoa é preciso conhecê-la a fundo.

Pergunte a visão que o diretor tem do personagem: essa é uma dica que complementa a anterior. Além da sua visão sobre o personagem, experimente ouvir a versão do diretor. Conte sobre as suas ideias e ouça o que ele tem a dizer.

Pratique as falas até que elas soem naturais: de preferência sem consultar o roteiro. Quanto antes decorar suas falas, mais rápido vai conseguir ensaiar as falas com mais naturalidade. Para construir seu personagem, brinque com as entonações até encontrar a que melhor se encaixa no perfil que está interpretando. Grave seus ensaios para poder assistir depois e captar pequenos erros ou novas ideias.

Como ganhar a simpatia do público?

Para aprimorar essas habilidades de como atuar naturalmente e ganhar a simpatia do público é imprescindível investir em um bom curso de teatro. Ele vai determinar onde você vai chegar, pois de nada vai adiantar se você tem o talento, mas não tem um bom professor para guia-lo pelo melhor caminho.

Além disso, se tornar um profissional por meio da realização de um curso de artes cênicas, ainda tem o networking que a escola de teatro proporciona. Ali você vai ter contato com aspirantes a atores e com atores profissionais em busca de reciclagem e dessa convivência pode surgir uma boa proposta de trabalho.

Clique aqui e entenda mais sobre como o teatro pode te influenciar positivamente!

Qual a importância do teatro na vida das pessoas?

Qual a importância do teatro na vida das pessoas?

O teatro é importante na vida das pessoas, mas você sabe quais são os reais benefícios que essa arte proporciona ao ser humano?

Eu não sei se você sabe, mas desde a Grécia Antiga, no século IV a.C., quando surgiu o teatro, onde as pessoas iam assistir a espetáculos para adorar o deus Dionísio, o deus do vinho e da alegria.

Ainda nessa época, as pessoas se mobilizavam para assistir a peças teatrais ao ar livre e não pagavam nada por isso. Dessa maneira, era um momento de descontração em um período que não tinha muitas opções de lazer.

Desde então, o teatro se tornou uma opção de cultura, lazer, entretenimento e reflexão. Além de favorecer outros inúmeros benefícios, como por exemplo, melhorar o senso crítico sobre os acontecimentos no mundo.

A importância do teatro para a vida das pessoas existe desde antes de Cristo

Conhecido como a segunda arte e é um dos meios mais importantes de divulgação das Artes Cênicas. Os primeiros eventos envolvendo eram realizados no século IV antes de Cristo.

Os destaques para esses eventos na época se relacionavam a celebração e para isso eram realizadas danças para retratar o dia a dia da sociedade naquela época.

Já o teatro como conhecemos hoje foi trazido pelos gregos que realizavam cultos ao deus Dionísio, considerado senhor do vinho e das festas.

Com o passar do tempo, as apresentações foram deixando o amadorismo de lado, até o ponto em que os participantes ensaiavam para dançar, cantar e produzir diálogos entre si.

Mas, qual a real importância do teatro na vida das pessoas nos dias atuais?

A importância do teatro na vida das pessoas hoje em dia, está intimamente ligada ao fato de provocar uma visão mais ampla sobre tudo.

Além disso, proporciona que essa sociedade inserida nesse contexto, possua uma mente mais aberta aos interesses da sociedade como um todo.

Dessa maneira, o teatro forma pessoas mais sensíveis, respeitosas, além de colaborar bastante com a formação de pessoas menos preconceituosas, mais tolerantes e com uma visão mais inteligente sobre tudo.

Essa arte também tem seu papel fundamental no combate ao preconceito e à discriminação em todas as suas formas.

Veja alguns dos benefícios do teatro na vida das pessoas:

  • Estimula o autoconhecimento e a comunicação
  • Promove o autoconhecimento e aumenta a autoestima
  • Aumenta de autoestima
  • Favorece a interação entre alunos e fortalece as relações sociais
  • Melhora da timidez
  • Ajuda a criar/melhorar a consciência corporal
  • Acionamento de foco e memória
  • Ativação da criatividade
  • Eleva o interesse pela leitura e estimula a criatividade
  • Possibilita o surgimento de novas amizades
  • Desenvolve o trabalho em equipe
  • Aumenta o senso de responsabilidade e comprometimento

Saiba a verdadeira importância do teatro na vida das pessoas

Ao longo do tempo, o teatro se tornou uma grande fonte de cultura para as pessoas. Além disso as apresentações desenvolvidas com forte cunho filosófico estimulam o pensamento crítico de atores e de quem assiste as apresentações.

Por isso, o teatro se tornou uma grande ferramenta de comunicação para as massas. O poder do teatro foi descoberto ao longo dos anos e se tornou uma arma forte contra a ignorância e o combate ao preconceito de todas as formas.

A atuação transformadora de grupos de artes cênicas

Com isso, vários grupos tomaram ciência do grande peso cultural do teatro e por isso, utilizam grande parte de suas apresentações para tornar a sociedade mais reflexiva.

É bastante comum a montagem de peças teatrais sobre algum assunto em debate no momento. Como política, sociedade, preconceito, artes e muito mais.

Tudo isso com o objetivo de fazer a sociedade pensar e refletir, além de se divertirem, é claro. Aliás, é para isso que o teatro também serve, para proporcionar momentos de alegria e lazer para as famílias que ali estão em busca disso também.

E para encerrar, o teatro é peça chave de extrema importância para conscientizar sobre todas as demandas relacionadas à sociedade atual, pois cidadãos melhores e com pensamentos mais amplos são formados por esse meio.

Gostou desse artigo? Quer saber mais sobre o mundo das artes cênicas e como o teatro pode mudar a sua vida? Clique aqui!

Um quadro clínico de depressão necessita de acompanhamento médico e psicológico, mas existem diversas outras atividades que podem auxiliar no tratamento.

Veja como a atividade teatral auxilia no combate à depressão

O grande mal do século XXI é a depressão, uma doença psíquica que acomete um grande número de pessoas e está crescendo especialmente entre jovens. Essa grave condição afeta níveis emocionais, químicos e físicos do corpo e tem levado a saúde mental da nova geração a um estado debilitante.

De acordo com um estudo preocupante conduzido pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, o índice de depressão subiu 37% nas pessoas de ambos os gêneros de idade entre 12 e 25 anos entre os anos 2005 e 2014. Observou-se que um dos principais responsáveis foi o cyberbullying e a hiperconectividade dessa geração.

No entanto, não há uma causa única e específica para a depressão. Ela pode acometer pessoas de qualquer idade, classe social, etnia ou gênero. Seus sintomas podem ser bem nítidos ou quase imperceptíveis, mas em geral são: apatia, desapego pelas pessoas próximas, irritabilidade, perda de apetite ou exagero na hora de comer, ficar trancado em casa, aumento de consumo de álcool e, até mesmo, outras drogas.

Um quadro clínico de depressão necessita de acompanhamento médico e psicológico, mas existem diversas outras atividades e atitudes que podem auxiliar no tratamento. Um exemplo é a atividade teatral.

Para descobrir como a atividade teatral pode ajudar no combate à depressão, continue lendo o nosso artigo!

Ajuda a expressar os sentimentos

O teatro é uma atividade que trabalha muito o emocional e a alegria. Ao interpretar personagens variadas, é possível se conectar com outros sentimentos e expressá-los. Ademais, para uma boa atuação, o espírito alegre como de uma criança é muito exercitado.

Por isso, muitos exercícios das atividades teatrais são dirigidos a lidar com o emocional e saber canalizá-lo. Um dos sintomas graves da depressão é justamente a dificuldade de lidar com os sentimentos e externalizá-los para outras pessoas, mesmo as mais próximas. Por isso, cursos como os oferecidos pelo Teatro Macunaíma ajudam nesse processo.

Estimula o autoconhecimento

O teatro, muitas vezes, tem roteiros profundos, que fazem emergir o próprio eu e entrar em contato com partes de si que estavam inconscientes, trazendo essa exploração íntima e importante à tona na interpretação. É um processo prazeroso, capaz de despertar emoções e auxiliar nessa busca interior ao conectar-se consigo mesmo.

Esse estímulo ao autoconhecimento é importante para ajudar no combate à depressão especialmente por permitir compreender e lidar com os próprios sentimentos conflitantes assim como a visão de mundo.

Promove a prática de atividade física

Um dos conselhos dos psiquiatras e psicólogos para o combate à depressão é a prática de atividade física, por motivos de equilíbrio hormonal e liberação de endorfina, por exemplo. Além disso, a prática de uma atividade física ajuda a estabelecer rotinas, que é muito relevante para quem está travando essa luta.

A atividade teatral, embora não pareça à primeira vista, traz enorme e profunda consciência corporal para melhor expressão.

Melhora a capacidade de se comunicar

O teatro é, em sua essência, sobre a comunicação. É transmitir de um ator ao outro uma verdade, aqui e agora, dentro da encenação e ao público a verossimilhança daquela cena. Ao interpretar, a pessoa se comunica por meio de “outra voz” que, em algum nível, também é dela. Isso ajuda a melhorar a capacidade de se comunicar.

Um dos grandes efeitos da depressão é a dificuldade de estabelecer elos e laços com o outro. Por isso, a atividade teatral pode ser de grande auxílio nessa árdua batalha, permitindo que, mesmo pela voz de uma personagem, a pessoa consiga dar os primeiros passos no sentido de reestabelecer esse vínculo de entendimento mútuo.

Permite buscar soluções para conflitos internos

O teatro, quase sempre, lida com questões profundas da psique humana ou de como a estrutura social atinge as pessoas. Os roteiros, quase sempre, são grandes metáforas para problemas e conflitos da humanidade. Essas lições ajudam a pensar nos próprios conflitos internos e nas formas de lidar com eles.

Isso auxilia muito no processo de identificar os gatilhos depressivos e os problemas da própria vida, questões essenciais para quem está combatendo a depressão. O reconhecimento dessas questões internas e a busca por soluções é um passo essencial para quem sofre de depressão.

Eleva a autoestima

A depressão ataca diretamente o senso de valor e a autoestima da pessoa. Realizar uma atividade como o teatro, em que é possível desenvolver-se e perceber-se na história e no mundo, ajuda a recuperar o amor-próprio, elevando a autoestima da pessoa.

O empoderamento que a atividade teatral fornece é um grande trunfo no combate à depressão. Ajuda a fortalecer a consciência de si mesmo, o que também auxilia a começar a retomar o controle sobre as ações do dia a dia.

Ajuda a desenvolver vínculos

Um dos maiores e mais preocupantes sintomas da depressão é o afrouxamento e o afastamento dos vínculos que a pessoa tem com entes queridos, amigos e colegas de trabalho. Isso, inclusive, gera um círculo vicioso difícil de ser quebrado, em que o depressivo se sente cada vez mais sozinho e o processo de solidão é intensificado por ele se sentir rejeitado.

O Teatro, em primeiro lugar, cria um grupo de amigos composto por pessoas usualmente empáticas e com interesses em comum. Segundo, permite que a aproximação seja gradual, inclusive com o intermédio da interpretação de papéis, o que ajuda no processo de combate à depressão. Além disso, é uma atividade interessante, complexa e que permite muitas conversas e discussões saudáveis.

Como vimos, a atividade teatral ajuda a tratar a depressão em diversos níveis. No entanto, é claro que os cuidados médicos, com o acompanhamento de psiquiatras e psicólogos durante todo o processo, são fundamentais, pois a depressão é um transtorno mental sério.

É importante lembrar sempre que procurar ajuda não é sinal de fraqueza, mas de coragem e determinação. Quanto mais cedo começar o tratamento adequado, melhor. Não é preciso ter vergonha de procurar um médico, um amigo ou uma atividade que possa ajudar.

A atividade teatral pode ser uma excelente forma de combater a depressão, além de oferecer muitos outros benefícios. Quer saber mais informações? Descubra aqui!

Elaboramos este post para voce conhecer os benefícios da arte e ver que podem fazer uma enorme diferença na sua vida. Entenda mais.

6 benefícios da arte que podem mudar a sua maneira de ver o mundo

Não é de hoje que nós conseguimos perceber os benefícios da arte. Desde a antiguidade, ela é utilizada como uma forma de expressão do homem, que registrava a história, a cultura, os sentimentos e as convicções de seu tempo. Por isso, ela também sempre foi vista como um instrumento de reflexão e transformação da nossa maneira de pensar e entender o mundo.

Na verdade, a arte está intimamente ligada à história e à evolução do ser humano, tanto que as expressões artísticas mais antigas da qual temos notícia são as pinturas rupestres do homem pré-histórico. Com o passar do tempo, no entanto, essas manifestações evoluíram, dando origem às artes que conhecemos atualmente.

Hoje, uma das expressões artísticas mais conhecidas pela humanidade é o teatro. Essa forma de manifestação cultural traz inúmeros benefícios para aqueles que a praticam, e com certeza, irá ampliar e melhorar a maneira como tais pessoas enxergam o mundo ao seu redor.

Por meio dessa prática, muitas pessoas conseguem ampliar seus horizontes, desenvolver habilidades interculturais e até acumular diversos ensinamentos.

Pensando nisso, elaboramos este post. Nele, você vai conhecer os benefícios dessa arte que podem fazer uma enorme diferença na sua vida. Ficou interessado? Então, prossiga a leitura!

1. Promove mais flexibilidade

Quando se decide praticar uma arte, é preciso estar ciente que isso se assemelha a participar de uma grande aventura. Afinal, as artes envolvem riscos e desafios. No teatro, por exemplo, um ator exerce enorme influencia sobre os seus pares e ao mesmo tempo precisa ter plena atenção ou que se chama visão periférica.

Nessas situações, o artista deve ser capaz de usar sua flexibilidade para contornar o imprevisto. Ou seja, ele deve transformar o erro em uma oportunidade de improvisação para criar uma estratégia que traga um resultado positivo.

O nosso dia a dia deve ser encarado da mesma forma, pois é extremamente importante preservar e lapidar a habilidade de se adaptar à situações inesperadas ou desagradáveis. Dessa forma, por meio da arte é possível perceber que os erros, os obstáculos e as dificuldades que fazem parte da vida. Essas são as barreiras que devemos transpor para encontrar e desenvolver nosso verdadeiro potencial.

2. Possibilita o acúmulo de ensinamentos

Ao longo da evolução da humanidade, nós criamos o hábito de contar histórias e, atualmente, o teatro é uma das artes usadas para narrar e representar várias delas, cada uma com objetivos diferentes.

Algumas narram contos fantasiosos, enquanto outras falam de momentos históricos e grandes personalidades do mundo. No entanto, elas sempre têm algo em comum: todas trazem uma lição, um ensinamento ou até um conselho de vida escondido ao longo da narrativa.

Por isso, essas narrativas conseguem nos mostrar como nossas escolhas e atitudes afetam o mundo em que vivemos e aqueles que estão ao nosso redor. Elas também nos dão a chance de refletir sobre quem somos no presente e quem queremos ser no futuro.

Assim, essa reflexão é capaz de promover mudanças significativas na forma como nos enxergamos e em nosso comportamento, transformando os ensinamentos acumulados em experiência de vida.

3. Fortalece nossas conexões com o mundo

A arte, em geral, é um trabalho de conexão com a alma, com o mundo e com aqueles que estão a sua volta. Ela estabelece uma troca de energia, de expressões, de sentimentos e sensações. É por meio dessa troca que conseguimos compreender o valor do outro e o que realmente consideramos importante em nossas vidas.

Da mesma forma, o teatro trabalha a conexão humana. Afinal, ele nos mostra o mundo pelos olhos do outro, permitindo que nos conectemos com sua mais profunda essência para entender seus anseios, desejos e sonhos. Com isso, essa arte eleva nossas conexões a um novo nível, no qual podemos perceber que não estamos sozinhos no mundo e que devemos lutar para torná-lo um lugar melhor para todos.

4. Amplia horizontes

A ampliação dos horizontes é, sem dúvida, um dos benefícios da arte que mais podem alterar o seu modo de ver o mundo. Isso porque ela não se prende a uma série de regras e diretrizes. Pelo contrário, ela é fluida e está em constante desenvolvimento. A arte traz inovação, renovação e ainda quebra barreiras muitas vezes consideradas inquebráveis.

Por isso, aqueles que se entregam às artes, em especial ao teatro, conseguem ter uma visão ampla do mundo e da vida. Com ela, é possível se desprender de velhos padrões e convicções.

Assim, o artista tem a capacidade de criar o que está além do cotidiano, de promover visões críticas sobre algum tema e até de propor reflexões por meio de sua arte.

5. Desenvolve habilidades interculturais

O teatro é, na verdade, um grande palco do mundo. Afinal, por meio dele, qualquer cultura, tradição e costume pode ser representado — visto que esse também é um meio que luta pela superação dos preconceitos. Devido a tal característica, essa arte nos permite desenvolver e aprimorar nossa habilidade intercultural.

Basicamente, essa habilidade está ligada ao respeito às diferenças de cada um. Com ela, conseguimos compreender e absorver experiências de contextos diferentes dos que estamos acostumados, extraindo ensinamentos diversos e zelando pelo bom convívio entre os povos — mantendo sempre em mente que nenhuma cultura é melhor ou pior que a outra.

6. Cria novas expectativas

Por fim, vamos destacar um dos mais fascinantes benefícios da arte: sua capacidade de despertar novas expectativas em nossas vidas. Afinal, ela se apresenta como um mundo novo, cheio de descobertas e possibilidades para serem exploradas. É por isso que quem mergulha nesse universo abre a mente para uma série de novas experiências.

Em suas mais variadas formas, a arte nos traz um infindável enriquecimento cultural, social e humano. Um exemplo é são as aulas de teatro, onde podemos vivenciar a arte de uma forma que nunca poderíamos ter tido acesso.

Por meio da arte, também encontramos diferentes crenças, pensamentos, experiências e personalidades, nos levando a entender o quanto a vida é rica e que deve ser desfrutada sem medos e amarras.

Como você pôde perceber, existem diversos benefícios da arte que são capazes de transformar nossa forma de ver o mundo. Mas, eles vão muito além disso, podendo contribuir também para o nosso desenvolvimento pessoal e intelectual, garantindo que nos tornemos pessoas mais felizes, sábias e completas. E então, está esperando o que para começar a mudar a sua forma de ver o mundo por meio da arte?

Gostou do nosso conteúdo sobre os benefícios da arte e quer saber mais sobre assuntos relacionados?

Tem vontade de conhecer novas pessoas e ter mais habilidades sociais?

Como fazer novos amigos? Entenda como o teatro pode ajudar!

O teatro é uma fonte inesgotável de aprendizado. Com a prática da atuação, é possível nos redescobrirmos e mudar a forma como enxergamos o mundo. Um ganho evidente desse potencial se dá no meio social: o teatro é uma experiência artística que traz uma condição natural sobre “fazer novos amigos”.

Já é sabido que aqueles que têm um contato com a arte, mais especificamente o teatro, conseguem lidar melhor com os relacionamentos humanos e com a alteridade.

Tem vontade de conhecer novas pessoas e ter mais habilidades sociais? Através do teatro, é possível evoluir sua desenvoltura e, com isso, conquistar relações sólidas com novas pessoas super interessantes! Leia este texto e descubra novas possibilidades na sua vida! Vamos lá?

Perca a inibição com essa prática

Muitas pessoas sentem-se inibidas em interagir socialmente. Isso é bastante comum, mas é possível melhorar por meio do teatro. Isso porque a atuação coloca você em diferentes situações e traz perspectivas diversas sobre o mundo e as pessoas. Essa característica única do teatro é uma ótima forma de trabalhar a inibição.

Nas aulas, você aprenderá que acabamos por nos limitar com a rotina e as imposições sociais, e somos muito mais mutáveis do que imaginamos.

O teatro o fará entrar em contato com novos aspectos de si mesmo. Assim, você poderá aperfeiçoar-se em pontos importantes de sua personalidade — principalmente no que diz respeito a comunicação e o contato com o outro.

É comum que pessoas muito inibidas tenham também certo receio ou vergonha de frequentar aulas de teatro. Isso é normal e pode ser contornado facilmente. Uma dica é a de buscar lugares que oferecem curso para Iniciantes. Com um momento assim, você terá uma aproximação segura de uma aula de teatro e, assim, poderá perceber como ela é útil para o crescimento e desenvolvimento pessoal.

De uma forma ou de outra, um curso Iniciante de teatro é um espaço que serve também para isso: perder a inibição e ser mais desenvolto nas interações com o outro. Mas saiba que nada disso será feito de maneira forçada ou inconveniente. Muitos indivíduos buscam nessa arte uma forma de lidar melhor com suas questões, portanto os professores estarão atentos às necessidades e os limites de cada um.

O que prometemos aqui não é uma cura milagrosa da noite para o dia. Com o teatro, você se transformará em você mesmo, num novo patamar, num processo contínuo e sólido. Abra seu coração para o novo, é possível movimentar-se e dar novos sentidos à sua identidade. E tenha certeza que todo este movimento acontece de forma segura e orgânica.

Trabalhe o controle de sua timidez

Atuar é expandir suas capacidades sociais. Consequentemente, através dessa prática você acaba perdendo sua timidez. Afinal, no teatro, trabalhamos na relação com outro, mas de uma maneira lúdica e acessível.

Tímidos são aqueles conhecidos por terem dificuldades de se expressar — algo que será praticado o tempo inteiro em sua vivência no teatro de uma maneira divertida e super interessante! Saber se comunicar, mais do que um dom, é algo que deve ser praticado o tempo inteiro para nos desenvolvermos nesse sentido. O primeiro passo é entender que a timidez não é algo fixo em você, mas que pode ser modificado a partir de novas vivências.

Atuar é se arriscar, de maneira segura, com o outro e se fortalecer com esses atos. Pergunte para qualquer pessoa que faz ou já fez teatro. Ela provavelmente dirá como cresceu a partir dessa experiência.

Aprenda com a interação social constante

Trabalhar com teatro é interagir. Nas aulas, você será colocado diante de jogos lúdicos, numa magia que só o teatro tem. É a sua chance de expressar-se de de maneira livre e dar asas a emoções que nem sabia que possuía.

O teatro é um lugar de experimentação. Ali você poderá recriar a si mesmo a partir do contato e do conflito com outras subjetividades. Nem sempre é fácil conversar e se relacionar com o outro, mas aqueles que se lançam nesse caminho de experimentação conseguem ser muito mais desenvoltos e maduros nas relações.

Mais do que atuar em si, os cursos costumam oferecer todo tipo de exercício de expressão individual e coletiva. Você será convocado a dar voz a aspectos próprios que nunca vivenciaria se não fosse por esse viés artístico.

Quando convivemos apenas com as pessoas que conhecemos e temos familiaridade, fica mais difícil se abrir para o novo e conhecer novas pessoas. Por isso, a proposta do teatro pode ser realmente útil para você que quer fazer novos amigos.

Encontre um novo ciclo de pessoas

Além de tudo isso, na própria experiência de uma classe de teatro você conhecerá pessoas novas, dispostas a interagir e provavelmente com os mesmos interesses que você! Ou seja, só de frequentar essas aulas você estará em um espaço propício para fazer novas amizades. E costumeiramente, laços de amizades são feitos para vida toda!

Mesmo que não pretenda seguir o teatro como profissão, isso não impede de aproveitar dessa experiência e expandir seu círculo social e cultural. Em uma aula, você encontrará todo tipo de indivíduo, que vai estar com a mesma intenção de descobrimento que você.

Muitas vezes, nos mantemos restringidos aos mesmos locais de convivência e interação, e ainda reclamamos de não conhecer pessoas novas! Sair um pouco da rotina e frequentar qualquer tipo de formação em conjunto é bastante prazeroso. No caso do teatro, isso se torna ainda mais atrativo, justamente por ser um espaço propício para a formação de vínculos e troca de vivências.

Para além da prática da atuação em si, existe toda uma teoria que envolve esse campo. O teatro é uma arte milenar, que acompanha o ser humano e se mantém presente em nossa sociedade, desde que o mundo é mundo. De certa forma, é possível dizer que seu surgimento coincide com o nascimento de nossa civilização, na medida em que formas de expressão artísticas como essa sempre estiveram acompanhando as mais diversas sociedades.

Agora você compreende que fazer novos amigos com no teatro é um fato! Em apenas um semestre, num bom curso de teatro, pessoas ao seu redor já irão sentir uma enorme diferença!

A vida cotidiana, do trabalho e da rotina trazem consigo uma repetição exaustiva dos mesmos atos. Matricular-se em um curso de teatro é escapar desse ciclo vicioso e abrir portas para outras experiências.

O que achou dessas dicas? Legal né! 😉

Mas afinal, quais são as ameaças da internet e como proteger as crianças desses problemas? Leia mais sobre o assunto neste artigo.

Crianças na internet: entenda os riscos e veja como orientar

O que há alguns anos parecia impensável, agora é realidade: o mundo inteiro está constantemente conectado por meio de aparelhos eletrônicos — e até mesmo a presença de crianças na internet se tornou frequente.

Nos últimos anos, a tecnologia avançou de forma assombrosa e hoje podemos acessar informações rapidamente com apenas alguns cliques em uma tela.

Apesar de extremamente vantajosa, essa tecnologia também pode ser muito perigosa, especialmente quando falamos sobre jovens conectados na web. Com tantas informações de fácil acesso e a possibilidade de conversar com pessoas de todo o planeta, os pequenos podem ficar expostos a uma série de riscos.

Mas afinal, quais são essas ameaças e como proteger as crianças desses problemas? Pensando nessas dúvidas, preparamos este post com importantes informações sobre o assunto. Ficou interessado? Então, continue a leitura e confira!

A quais riscos as crianças estão expostas ao usar a internet?

São diversos os riscos aos quais as crianças estão expostas ao utilizar a rede mundial de computadores. A seguir, falaremos sobre os principais, explicando um pouco sobre cada um deles. Acompanhe!

Cyberbullying

Nos últimos anos, o bullying sofrido pelas crianças nas escolas se tornou uma importante pauta de discussão entre pais, educadores e até mesmo os governos de diversas nações. Essa prática é conhecida por causar danos à autoestima das vítimas, além de outros problemas sérios.

Embora o pátio do colégio seja o cenário mais comum para esse tipo de situação, isso não quer dizer que ela não possa ocorrer em outros ambientes. O espaço online, por exemplo, é um dos lugares onde o bullying é mais praticado.

Isso acontece principalmente por conta da possibilidade de anonimato e da falta de controle. Além disso, a impessoalidade da situação contribui para os efeitos negativos, já que o agressor não consegue observar as reações de suas vítimas e não tem a noção de como suas atitudes são devastadoras.

Predadores sexuais

A possibilidade de conexão e interação com pessoas diferentes é uma das principais vantagens da internet, que reduziu as distâncias geográficas e facilitou os relacionamentos da sociedade. No entanto, esse também é um problema bastante sério quando falamos sobre crianças e predadores sexuais.

Infelizmente, os casos de abuso sexual na internet não param de crescer. A utilização da rede abre portas para um mundo completamente novo, onde os jovens podem se comunicar com pessoas desconhecidas.

Além disso, os criminosos muitas vezes se escondem por trás de identidades falsas, os chamados fakes. Essa prática é utilizada por eles para fingir ter a mesma idade da vítima e atraí-la sem gerar suspeitas, criando primeiro laços de amizade e confiança.

Pornografia

A maioria dos pais ou responsáveis por crianças pequenas teme que algum tipo de pornografia surja acidentalmente na tela enquanto o pequeno utiliza o computador. Embora isso não seja tão incomum, é importante ter em mente que muitas vezes eles também saem em busca desse tipo de material.

Isso não quer dizer, é claro, que eles saibam exatamente o que estão procurando. No entanto, a curiosidade é uma característica inerente das crianças e do ser humano, o que pode levá-los a ter dúvidas sobre assuntos que entreouviram em algum lugar.

Além disso, as crianças podem ser expostas a material pornográfico ao conversarem com pessoas desconhecidas e mal-intencionadas, que compartilham esse tipo de conteúdo nas redes sociais.

Exposição prejudicial

Hoje em dia, o acesso a ferramentas que gravam vídeos e tiram fotos é muito abrangente. Afinal de contas, as câmeras estão por todos os lados, em celulares, computadores e tablets, fazendo com que qualquer criança possa registrar seu dia a dia com muita facilidade.

Além da facilidade de registro, devemos também citar a simplicidade com que o upload desse material é feito na internet. Um bom exemplo são os canais comandados por crianças no YouTube ou os diversos memes envolvendo menores de idade que circulam pela web.

Por isso, esse material pode ser utilizado para que pessoas pratiquem bullying contra essa criança, além de gerar constrangimentos futuros. É importante lembrar que uma vez que algo está online, raramente é retirado e, portanto, todo cuidado é pouco.

Divulgação de dados pessoais

Por fim, citaremos o perigo da divulgação de dados pessoais a estranhos. Esse é um dos principais riscos, já que as crianças — especialmente as muito pequenas — não têm noção de limites e não sabem que certas coisas não devem ser ditas aos estranhos.

Por isso, é muito comum vermos jovens postando relatos detalhados sobre seus dias e divulgando informações importantes, como o número de telefone pessoal ou até mesmo o endereço de suas residências.

Além disso, as imagens postadas podem ser muito reveladoras, contendo informações como a escola que as crianças frequentam (por conta dos uniformes) e outros dados que devem permanecer seguros.

Como proteger as crianças na internet?

Como podemos ver, a internet pode ser um ambiente perigoso para a criançada. Por isso, é essencial que os pais e responsáveis participem do processo de utilização dessa ferramenta, tornando-a o mais segura possível e fazendo com que eles usufruam de seus inúmeros benefícios sem maiores problemas.

Por isso, separamos algumas dicas para tornar o seu trabalho um pouco mais simples. Confira cada uma delas!

Monitore o uso de perto

O primeiro passo para manter a segurança de crianças na internet é monitorar o uso de perto. No entanto, é importante salientar que o monitoramento não é, de forma alguma, sinônimo de invasão de privacidade.

Por isso, fique sempre de olho no conteúdo que seu filho consome online, especialmente para as crianças muito pequenas. Deixe o computador em uma área movimentada, como a sala, e se mostre sempre presente.

Além disso, é válido deixar claro para a criança que você está por ali para tirar eventuais dúvidas. Esse tipo de atitude gera cumplicidade e mostra que ela pode contar com você caso veja algo estranho.

Instale filtros de segurança

Algumas extensões, softwares e aplicativos funcionam como uma peneira na internet, deixando passar apenas informações relevantes e retendo aquelas consideradas nocivas para as crianças.

Por isso, a instalação de filtros é recomendada para reduzir consideravelmente a quantidade de conteúdo prejudicial que seus filhos podem acessar na internet, já que eles bloqueiam certas palavras-chave ou sites.

No entanto, ainda assim, é importante ficar de olho. A razão para isso é que alguns sites conseguem burlar o filtro, evitando o bloqueio feito por esses programas.

Imponha limites no uso

A internet pode ser uma ferramenta interessantíssima. Com ela, conseguimos novas informações rapidamente e podemos adquirir conhecimento de forma muito mais simples. Por isso, ela é uma ótima coadjuvante nos estudos e no desenvolvimento das crianças.

Além disso, ela pode ser utilizada de forma recreativa, diminuindo o estresse e engajando a criança em atividades variadas. Com ela, os pequenos podem descobrir novas paixões e outras culturas, desenvolvendo capacidades, como o autoconhecimento e até mesmo a empatia.

No entanto, o seu uso desenfreado pode trazer o efeito contrário. Por isso, imponha limites e permita o seu uso preferencialmente em momentos nos quais você está por perto. Assim, fica muito mais fácil monitorar o que seu filho está consumindo por meio da web.

Oriente a criança

O diálogo é a melhor forma de prevenção para diversos problemas e riscos que crianças sofrem na internet. Por isso, é importante conversar abertamente e alertar sobre alguns dos principais riscos, sempre com linguagem adequada à sua faixa etária.

Fale sobre o perigo da exposição desnecessária, da revelação de dados pessoais e explique que, embora fazer novas amizades pela internet seja uma boa prática, é necessário ter cuidado com o conteúdo das conversas. Deixe bem claro que alguns assuntos não são adequados e que é importante que ela informe caso eles surjam.

Deixando tudo em pratos limpos, é muito mais fácil manter o diálogo sempre vivo e fazer com que a criança confidencie eventuais problemas a você.

Como podemos ver, a presença das crianças na internet pode representar um risco para esse grupo. No entanto, seu uso também pode ser muito benéfico e é necessário estimular o uso responsável dessa importante ferramenta para que as novas gerações acompanhem os avanços tecnológicos da maneira adequada.

Você conhece alguma dica bacana sobre a proteção de crianças na internet? Então, compartilhe suas experiências com a gente agora mesmo nos comentários! Será de grande ajuda para todos.

Confira, a seguir, algumas dicas para se socializar e entenda como isso é importante para o desenvolvimento pessoal.

Atividades em grupo e amigos: como vencer o isolamento

Desde o início da humanidade, as pessoas se reuniam em grupos em prol da sobrevivência. Então, os primeiros amigos foram fatores decisivos para a vida em comunidade. Como a espécie humana tem um caráter bastante social, essa característica foi passada aos descendentes pelos genes, como forma primordial de se proteger dos perigos e se manter vivo.

No entanto, mesmo com a predisposição para viver em sociedade presente em nossa genética, algumas pessoas sentem um medo intenso de contextos sociais. O receio frenético de ser julgado ou humilhado na frente dos outros faz com que o indivíduo se isole para evitar esse desconforto. Isso é o que chamamos de fobia social.

Esse comportamento pode ser observado em crianças, mas pode se manifestar com mais frequência na adolescência. Se um jovem não se sente aceito em um grupo ou entende que tem risco de sofrer alguma humilhação, ele pode agravar a fobia social. Contudo, ser recebido em um grupo pode melhorar a sua autoestima e confiança. É aí que entra a importância de fazer amigos.

Confira, a seguir, algumas dicas para se socializar e entenda como isso é importante para o desenvolvimento pessoal.

A importância das atividades em grupo

Pode ser difícil participar desse tipo de atividade para quem tem fobia social. Mas, dependendo da intensidade do comportamento ou da tendência do indivíduo a desenvolvê-lo, lidar com outras pessoas em uma equipe na escola, na faculdade ou no trabalho, por exemplo, pode ser uma experiência enriquecedora e uma grande oportunidade de construir amizades.

A seguir, conheça três vantagens das atividades em grupo.

Aprender uns com os outros

Se quem propuser o trabalho em equipe souber delegar funções específicas para cada um, a reunião se torna mais produtiva (independentemente de ser no colégio ou no trabalho) e é possível aprender com as outras pessoas. A linguagem de um colega pode ser menos intimidadora do que a de um professor ou chefe, de forma que é possível aprender mais e tirar dúvidas. Ao adquirir mais conhecimento, a segurança em si mesmo pode aumentar.

Saber lidar com conflitos

Nem sempre todo mundo entra em consenso. Entender como fazer cada ideia contribuir para o objetivo final é uma lição valiosa que ensina a encarar conflitos e imprevistos na sociedade.

Trabalhar a confiança

Para quem sofre de timidez excessiva ou fobia social, é desafiador confiar em alguém, pois há o receio de ser julgado ou de sofrer bullying. O amigo é a figura que vai ensinar sobre confiança e a convivência em grupo. Além disso, é preciso arriscar a confiar nos colegas para desenvolver a atividade.

Os principais sintomas da fobia social

Mas, afinal, como saber se uma pessoa é apenas tímida ou se sofre de fobia social? Ou se até mesmo ela tem uma tendência a desenvolver esse comportamento? Entenda a seguir.

Ficar muito ansioso em ocasiões sociais

Não é simplesmente ficar nervoso antes de uma situação social. A pessoa tem a sensação de que está sendo observada intensamente por todos e que isso resultará em humilhação. A consequência é ansiedade e sofrimento além do normal para ocasiões que, às vezes, não são tão grandiosas.

Deixar de fazer algo por receio de constrangimento

Medo de fazer amigos, interagir com pessoas ou frequentar eventos por receio de ser o centro das atenções e fazer algo de que possa se envergonhar profundamente. Sinais como intenso rubor, suor em excesso e batimentos cardíacos acelerados podem ser observados.

Evitar participar de experiências comuns

Dependendo do nível da fobia social, o indivíduo pode ir além de não interagir com potenciais amigos. Situações socialmente consideradas simples como almoçar na frente das pessoas, frequentar banheiros públicos ou chegar em um lugar onde já tenha gente podem representar verdadeiros desafios.

Como lidar com essa condição

É possível tratar o indivíduo com fobia social por meio de diferentes abordagens que atingem pontos diferentes. Vamos conferir quais são?

Consulte um profissional de saúde mental

É imprescindível ir ao clínico geral ou psiquiatra para que seja possível receber um diagnóstico e pensar em formas de tratamento. Acompanhar as motivações e os medos da pessoa que sofre de isolamento social é essencial para que ela possa compreender melhor a si mesma, aceitar a sua condição e se empenhar para buscar melhorar.

Pratique atividades físicas

Essa dica é para manter a vida física em equilíbrio com a mental. Fazer exercícios físicos ajuda a manter a qualidade de vida, a produção da serotonina, o hormônio ligado à sensação de bem-estar, além de ajudar a esvaziar a mente e regular as respirações.

Também é importante fazer atividades físicas ao ar livre em manhãs de sol para ativar a vitamina D, que auxilia na manutenção da saúde mental. Os exercícios também ajudam a frequentar ambientes com outras pessoas e começar a conversar com elas.

Frequente aulas de teatro

Conversando com o psiquiatra ou psicoterapeuta, dá para ter sugestões do que é melhor e o que deve ser evitado. Em muitas situações, o teatro é uma forma de lidar com a fobia social. É um ambiente bastante propício para fazer amigos e conviver com outras pessoas. Na verdade, a interação faz parte das aulas de teatro, o que torna essa atividade incrivelmente libertadora para quem tem dificuldade de interação.

A chance de falar em público, mas sem ser em uma situação “real”, com palavras que não são suas, pode ajudar na autoconfiança e desinibição. Ao vestir as características de um personagem, é possível enfrentar situações que o indivíduo não viveria na própria pele.

Não existe um manual de instruções para lidar com o isolamento social. No entanto, é possível que a presença de pessoas queridas ajude quem passa por esse tipo de problema. Claro que o acompanhamento com um profissional de saúde é essencial, mas é importante que os laços com amigos ajudem a restaurar a confiança na convivência social.

Ao se sentir parte de um grupo, o indivíduo passa a confiar mais em si mesmo. E, assim, como nos primórdios da espécie humana, poderá enfrentar os desafios com mais força.

E você, conhece alguém que teve uma ótima experiência com atividades em grupo? Comente abaixo!

Neste artigo, vamos explicar como a socialização tem impacto em sua vida, bem como daremos dicas para que você seja uma pessoa mais sociável. Vamos lá?

Como a participação de grupos sociais aumentam as chances de namorar?

A sociabilidade não é um tipo de dom que alguém recebe por pura sorte — é uma característica que está bastante ligada à sua inteligência emocional. Participar de grupos sociais e conhecer diferentes tipos de pessoas é uma excelente maneira para encontrar alguém interessante e namorar.

A base de nosso desenvolvimento como seres humanos são as relações que desenvolvemos ao longo de nossa vida, sejam elas amorosas, familiares, de amizade ou de trabalho.

Neste artigo, vamos explicar como a socialização tem impacto em sua vida, bem como daremos dicas para que você seja uma pessoa mais sociável. Vamos lá?

A importância da socialização

Primeiramente, quando falamos de inteligência emocional, estamos nos referindo à sua capacidade de conhecer e gerenciar suas emoções. É assim que você amadurece e se torna uma pessoa mais empática e sincera.

A capacidade de ouvir e compreender os outros, bem como a transparência, são as características básicas de uma pessoa que é querida por aqueles com quem convive. E tudo isso pode ser desenvolvido por meio da socialização, pois você terá convívio com diferentes tipos de pessoas, trocará ideias e ampliará sua visão de mundo.

Ao participar de grupos sociais, é possível desenvolver sua capacidade de comunicação — e, consequentemente, melhorar suas relações interpessoais, ampliando suas chances de ter um relacionamento amoroso estável e mais sucesso em sua carreira.

Dicas para ser mais sociável e namorar

Ainda que você seja uma pessoa mais tímida, é totalmente possível se tornar mais solta e segura de suas ações por meio de alguns passos simples, veja só:

Não seja tão crítico

Isso vale tanto para aqueles com quem convive quanto para si. Muitas vezes, por insegurança, tendemos a cobrar demais de nós mesmos, além de pensar demais sobre nossas ações e interações — o que nos leva a criticar os outros.

Portanto, aceite tanto suas qualidades quanto seus defeitos, e faça o mesmo com aqueles que o cercam.

Tenha um hobby

Além de servir como uma excelente válvula de escape das atribulações do dia a dia, um hobby lhe permite desenvolver habilidades que você nem sabe que possui. Sabe aquele curso que sempre quis fazer, mas não tem coragem? Pois então, seu hobby pode estar ali.

A prática teatral, por exemplo, é uma atividade bastante completa nesse quesito — uma vez que conviverá com diferentes tipos de pessoas e trabalhará sua timidez, sua comunicação e sua criatividade no desenvolvimento de uma personagem. É um processo que sempre respeita seus limites e seu próprio tempo.

Aceite mais convites sociais

Evite dar as desculpas que servem para evitar a interação com outras pessoas, a não ser que você tenha um bom motivo para não sair, como se estiver doente ou algo do tipo. Ao aceitar um convite, você tem a oportunidade de conhecer pessoas novas e, quem sabe, alguém especial para ter um relacionamento estável.

É importante ressaltar que ser sociável não significa ser amigo de todo mundo, pois isso é praticamente impossível. Você teria que se esforçar além da conta para agradar a todos e passaria uma imagem de superficialidade, o que resultaria em um efeito contrário do desejado, não é mesmo? Lembre-se de sempre respeitar seus limites e ter paciência com seu próprio processo de evolução.

Agora que você já sabe como a socialização tem um papel importante em sua vida — e como ela pode lhe ajudar a namorar —, assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos de qualidade como esse em seu e-mail!

Quer entender melhor a importância de ser flexível nas suas relacoes e como isso impacta sua vida? Continue a leitura deste artigo!

Flexibilidade e relações humanas: a importância do jogo de cintura

As relações interpessoais são a base do desenvolvimento de qualquer pessoa, pois nós dependemos uns dos outros para realizar nossos sonhos e projetos profissionais. Portanto, é necessário ter flexibilidade e saber adaptar-se a diferentes tipos de situações para levar uma vida mais harmoniosa.

O jogo de cintura nos permite ser mais empáticos e encontrar soluções mais efetivas para os problemas que enfrentamos no dia a dia. Quer entender melhor a importância de ser flexível e como isso impacta sua vida? Continue a leitura deste artigo!

As relações humanas e suas ações positivas e negativas

Quando nos relacionamos com outras pessoas — seja no campo pessoal, seja no profissional —, encontramos diversos tipos de comportamento. Alguns indivíduos encaram as coisas de uma perspectiva negativa e se rendem a sentimentos como a irritação, o julgamento e a leviandade.

As pessoas que reagem de maneira positiva têm comportamentos que envolvem a paciência, a habilidade de ouvir, de aceitar e de interessar-se pelo outro, bem como a capacidade de elogiar as atitudes dignas de comentários favoráveis.

É claro que muitos fatores influenciam diretamente na maneira como reagimos a situações e às pessoas à nossa volta. Porém, ao agir com empatia e cuidado fica muito mais fácil reagir positivamente.

A flexibilidade comportamental

Com o passar do tempo, tendemos a desenvolver comportamentos estereotipados e repetitivos — o que pode nos levar à estagnação. Pare e pense em quantas vezes você já se deparou com conflitos e obstáculos em sua vida e sempre obteve o mesmo resultado — provavelmente negativo.

A flexibilidade é a capacidade que uma pessoa tem de se adaptar a diferentes realidades e ambientes, independentemente do perfil daqueles que a cercam ou da situação vivida. O indivíduo que tem jogo de cintura consegue mudar e ajustar suas ações e seus pensamentos de acordo com as exigências que surgem no dia a dia.

No mercado de trabalho, essa característica é vista como uma qualidade essencial para o sucesso — principalmente para que o profissional saiba lidar com as mudanças constantes que acontecem em qualquer ambiente corporativo.

A importância de ser flexível

O grau de flexibilidade de uma pessoa está diretamente relacionado à sua inteligência emocional — ou seja, à sua capacidade de reconhecer e gerenciar suas emoções. Quando você tem um pensamento rígido, dificilmente conseguirá alcançar seus objetivos, uma vez que você não se abrirá para o novo.

Ser flexível traz muitos benefícios para sua vida. Confira alguns deles a seguir:

  • maior criatividade;
  • melhor interação com o ambiente em que está inserido;
  • sabedoria para identificar situações e encontrar as soluções mais adequadas para cada uma delas;
  • clareza de objetivos;
  • facilidade para manter o foco;
  • mais empatia: você se torna capaz de ouvir as pessoas e de compreender suas dificuldades;
  • relações mais saudáveis — seja no trabalho, em casa ou com amigos.

Como é possível perceber, ter jogo de cintura é um processo que requer muito comprometimento e perseverança, já que é necessário realizar uma grande mudança de hábitos e sair totalmente de sua zona de conforto.

A prática teatral é uma excelente opção para desenvolver todas essas características. As aulas de teatro envolvem atividades em grupo, nas quais você aprenderá a lidar com diferentes tipos de situações — sempre respeitando o seu ritmo e os seus limites.

Além disso, há a convivência com pessoas de personalidades distintas — uma excelente oportunidade para desenvolver sua empatia e suas habilidades sociais.

E então, curtiu saber mais sobre como a flexibilidade é importante para o seu sucesso? Aproveite para saber como o teatro pode ser um grande aliado para alavancar a sua carreira!

Se você está em dúvida se vale a pena investir no aprimoramento do seu trabalho em equipe, confira os diversos benefícios que a prática proporciona. Vamos conhecer alguns?

Entenda como o trabalho em equipe é desenvolvido no teatro

Desde muito cedo, percebemos que o trabalho em equipe sempre esteve presente em nossa vida. Nos primeiros anos da escola, por exemplo, os professores propõem tarefas ao lado dos colegas de classe e, mais adiante, trabalhos de pesquisa em grupo. A prática se torna mais frequente na medida em que vamos crescendo, principalmente quando entramos na faculdade e no mercado de trabalho.

Para muita gente, porém, ouvir que é preciso realizar alguma atividade em grupo já desencadeia o pânico. Mas não é preciso encarar esse momento com preocupação. Já que trabalhar em equipe é uma situação bastante comum em nossa vida, seria melhor estar preparado para ela, não acha?

A melhor solução é frequentar aulas de teatro, por exemplo. Nunca parou para pensar nisso? As práticas teatrais desenvolvem o poder da comunicação e tornam a convivência com a equipe muito mais fácil.

Se você está em dúvida se vale a pena investir no aprimoramento do seu trabalho em equipe, confira os diversos benefícios que a prática proporciona. Vamos conhecer alguns?

Facilidade para resolver problemas

Com o trabalho em equipe, a questão a ser resolvida certamente terá várias soluções. Mesmo que nem todas sejam viáveis, a exposição das ideias trará mais luz para resolver o assunto. Afinal, a probabilidade de aparecer uma solução em que você nunca pensou é muito maior em grupo do que sozinho.

No caso de uma tarefa mais complexa, as ideias podem ajudar a solucionar etapas diferentes, construindo uma saída em grupo. Uma pessoa pode complementar a solução de outra e assim por diante, até a equipe encontrar a resposta para o que está procurando.

Se você não consegue expor a sua opinião como os outros, as aulas de teatro são perfeitas para a desinibição. Ao praticar a sua expressividade, colaborar com as ideias não será tão difícil e você perceberá que é, na verdade, uma experiência muito rica.

Com a contribuição de todos, fica mais fácil pensar nas soluções de novos problemas e abrir espaço para que a reunião de equipe deixe de ser algo maçante e se torne um encontro verdadeiramente útil. Isso será importante para o seu crescimento profissional!

Desenvolvimento de novas habilidades

Muitas vezes, um projeto precisa da ajuda de colaboradores de áreas diferentes, o que pode gerar até desconfiança dos demais. Mas, uma das vantagens mais empolgantes do trabalho em equipe é justamente poder aprender mais com a diversidade dos integrantes do grupo.

Ao entender mais sobre como funciona a rotina do outro colaborador, você já pode unir esse conhecimento com o que você já tem para apresentar uma solução mais viável. Com a participação de outras visões sobre o mesmo assunto, é possível enxergar o problema de uma maneira que você nunca percebeu antes.

Para que isso aconteça, é preciso estar aberto para ouvir a outra pessoa, por mais diferente que ela seja de você. Essa atitude pode ser, inclusive, amplamente trabalhada com o teatro, em que você aprende a lidar com as diferenças.

Absorvendo o que as outras pessoas têm a dizer, você também aprenderá a encontrar soluções com os métodos que elas utilizam. Essas novas habilidades vão poder ser úteis em novas situações que surgirem e tornarão você mais receptivo.

Convivência com pontos de vista diferentes

Conviver com pessoas diferentes torna possível entender novas habilidades e diferentes visões na hora de solucionar um problema.

Mas os pontos de vista não serão importantes somente para ganhar conhecimento sobre aquela nova área, mas para compreender como funciona um outro setor e como as pessoas de lá realmente pensam. Serve também para entender os próprios indivíduos em si.

Às vezes, não conhecemos o outro lado de uma questão e, por isso, podemos até sentir antipatia pelas pessoas que o defendem. Mas, ouvindo o ponto de vista delas ao trabalhar na mesma equipe, é mais fácil compreendermos o que pensam, facilitando até mesmo a nossa comunicação com elas.

Como já falamos, as práticas teatrais são ótimas para lidar com as diferenças, já que a turma é bem diversa. Os jogos e exercícios das aulas vão começar a eliminar as barreiras de medo, preconceito e desconfiança entre os alunos para que eles possam encarar uns aos outros como os seres humanos que são. O resultado é a melhor convivência com as pessoas, em geral.

Construção da empatia com a equipe

Com esse maior entendimento do ponto de vista dos outros integrantes, você começa a desenvolver a sua empatia. Com o passar do tempo, a convivência com vários trabalhos em equipe vai abrir seus horizontes. Logo, compreender as pessoas passará a se tornar algo cada vez mais fácil.

Ter empatia é se colocar no lugar do outro, dentro do seu contexto, tentando pensar como ele pensa. Com essa ideia, é possível terminar uma briga antes mesmo de iniciá-la, por exemplo. Por isso, os desentendimentos do grupo poderão se tornar menos frequentes e as ideias vão poder fluir com mais naturalidade.

O conhecimento da realidade e das dificuldades de cada um vai tornar a comunicação mais cordial. A empatia não é somente útil para a vida em sociedade, mas, também, para a sua construção e empenho em se tornar um ser humano melhor.

Acha difícil desenvolver essa atitude convivendo com pessoas complicadas em uma equipe? Isso não se consegue da noite para o dia, porém, é uma consequência da proposta de ouvir mais e compreender a diversidade das pessoas. Se você já realizou essa prática em aulas de teatro, vai observar que criar empatia é só o próximo passo.

Melhora do ambiente de trabalho

Com o desenvolvimento da empatia, da compreensão sobre novos pontos de vista e do aprendizado que várias habilidades combinadas podem trazer, o ambiente profissional (ou qualquer lugar em que esteja sendo realizado o trabalho em equipe) pode se tornar muito mais harmonioso e produtivo.

A afinação de colaboradores de setores diferentes é essencial para manter o trabalho mais fluído. Sem mencionar que isso traz benefícios até para a saúde mental, já que o nível de estresse pode diminuir.

Mas tudo isso não adianta nada se não existir comprometimento para o trabalho em grupo. É preciso que haja vontade de estabelecer a comunicação e a interação com o restante da equipe para que os benefícios possam ser colhidos.

Às vezes, mesmo com vontade, existe dificuldade para lidar com essas situações — e é por isso que as aulas de teatro são de grande valia! Essa arte derruba barreiras entre as pessoas há séculos, e não é à toa que as produções teatrais conseguem nos envolver nas narrativas dos palcos.

Além disso, com o autoconhecimento adquirido por meio das aulas, você ganhará mais confiança e a sua autoestima será renovada. Assim, interagir com as pessoas não se torna mais tão difícil! Com essa segurança, fica mais fácil conversar com quem é diferente de você, o que deixa a outra pessoa mais confortável para expressar o que realmente sente.

Entendeu por que as aulas de teatro são tão importantes para o desenvolvimento do trabalho em equipe? Como a chave de tudo é a comunicação, as práticas teatrais vão aprimorar os mecanismos que você precisa para se sentir confortável consigo mesmo e com os outros.

Se você gostou do texto e quer ficar de olho em outras dicas sobre autoconhecimento, qualidade de vida e bem-estar atrelado à arte, assine nossa newsletter!