Tag Archives: atuação

O improviso é uma habilidade das mais importantes nas relações sociais e no mercado de trabalho.

Como o teatro ajuda na improvisação das situações no dia a dia

Além de pontos como a desenvoltura e a comunicação, o teatro é um grande aliado no desenvolvimento da improvisação. Aqueles que se exercitam nessa área têm maior facilidade em lidar com situações inusitadas, com o inesperado, e assim, criar soluções mais interessantes e criativas para elas!

Mais do que a atuação em si, o alcance dessa forma de arte é muito mais amplo, e tem o poder de afetar nossas experiências diretamente fora dos palcos.

O improviso é uma habilidade das mais importantes nas relações sociais e no mercado de trabalho. Tudo que é feito sem prévios combinados e sem preparação requer o bom uso dessa aptidão. E quantas coisas acontecem no nosso dia a dia que são inesperadas, não é mesmo? Descreveremos neste post de que maneiras o teatro pode ajudá-lo nas situações do cotidiano! Vamos lá?

Adapte-se ao novo e inesperado

Viver é lidar com mudanças continuamente. Apesar dos nossos desejos de estabilidade, isso não é o que ocorre na maior parte do tempo. As pessoas mudam, novas relações são feitas e desfeitas e a sociedade em si está sempre se reorganizando também.

Sendo assim, podemos perceber que aqueles que conseguem se adaptar melhor têm uma vivência muito mais prazerosa e descomplicada. Somos muito mais mutáveis do que imaginamos, e o teatro está aí para nos ensinar e ajudar com isso.

Aqueles que se agarram às suas supostas características da personalidade, o que é perfeitamente normal e corriqueiro no ser humano, têm muito mais problemas em lidar com o novo. Essa rigidez tende a criar situações com mais atrito diante do inesperado e do diferente.

É uma dificuldade pela qual muitos de nós passamos, mas o aprendizado do trabalho do ator, além de ser divertido, ajudará diretamente a lidar com tais questões e desconstruí-las. A novidade costuma ser ameaçadora e angustiante, especialmente em nós mesmos. O teatro nos ensina que é possível se reinventar, assumir outras formas e evoluir dentro dessa multiplicidade.

Tenha maior prontidão nas respostas

Ao enfrentarmos novas situações, mesmo que fictícias, descobrimos mais sobre o outro e sobre nós mesmos. Somos testados em experiências inéditas constantemente no teatro, o que melhora bastante nossa capacidade de resposta.

Além disso, o exercício teatral é como uma partitura de ações: é necessário que haja uma interação e um “jogo” bem estabelecido entre os atores para que a peça aconteça. Essa prática torna uma pessoa muito mais responsiva, que sabe enxergar muito melhor o seu entorno e a reagir com prontidão quando necessário.

Estimule a originalidade

A originalidade é um fator desenvolvido naturalmente com a experiência da atuação. As aulas nos fazem reinventar constantemente aquilo que temos como confortável e conhecido.

Vivemos em uma sociedade massificada; portanto, quem tem originalidade é muito valorizado pelo mercado de trabalho e pela sociedade. Aqueles que se recusam a aceitar a diferença e propagam sempre os mesmos modelos de vida como legítimos terão cada vez mais dificuldades. Entrar em contato com o teatro é romper com tais paradigmas e buscar conforto no novo e disruptivo.

Saiba que é possível aprender com o teatro a usar a originalidade a seu favor, seja no cotidiano de uma empresa, ou mesmo para lidar com os conflitos interpessoais em busca de saídas que verdadeiramente favoreçam você.

Lide melhor com situações de crise

Associamos crises a um momento de despreparo e falta de estabilidade. Como apontamos, o teatro nos demonstra a transitividade das coisas. A partir desse conhecimento, é possível dar respostas mais eficientes e adequadas para os problemas.

Uma escola de atuação estimula a criatividade para construir saídas inteligentes e te tornar apto a enfrentar as adversidades da vida.

Agora ficou mais evidente como o teatro ajuda na improvisação, certo?! Vivenciar essa arte são formas saudáveis de se desenvolver enquanto indivíduo e obter ganhos em diversas áreas de sua vida.

Viu como aprender a improvisar pode te fazer crescer? Siga-nos nas redes sociais e aprenda ainda mais sobre o assunto! Estamos no Facebook

Devo aprender inglês para ser ator?

Devo aprender inglês para ser ator?

O inglês é uma das línguas mais faladas do mundo e extremamente importante em carreiras tradicionais, como administração, economia ou até mesmo jornalismo. Mas, e nas artes cênicas?

É preciso aprender inglês para ser ator? Porque um ator deveria dominar essa língua para perseverar em sua carreira? Se você está começando na carreira e já ouviu muitas vezes que precisa dominar a língua, mas sabe exatamente os motivos, esse texto é para você.

Aqui mostraremos as razões para que você aprenda inglês e como pode melhorar o idioma.

Devo aprender inglês para ser ator?

Conseguir papéis fora do país

O sonho de todo ator é conseguir firmar sua carreira no exterior, estrelando as grandes produções de Hollywood. Mas, para perseverar no cinema norte-americano é preciso, além de ser um bom ator, dominar o inglês.

Por isso, se você deseja vencer nos Estados Unidos ou até começar a participar de produções independentes na Europa é preciso dominar o inglês.

Caracterizar personagens estrangeiros com perfeição

Dominar o inglês é benéfico não apenas para conseguir papéis fora do Brasil, mas também em território nacional.

Em filmes, peças de teatro e novela é comum vermos personagens estrangeiros interpretados por brasileiros. Quando o personagem é inglês e o ator que o interpreta não domina o idioma, a caracterização fica pobre, sem as referências culturais necessárias para que nos identifiquemos com ele.

O mesmo acontece com um estrangeiro, que interpreta um brasileiro, mas não conhece nada sobre nosso idioma ou cultura. Tudo fica raso e artificial, e isso prejudica e muito a caracterização do personagem.

Possibilidade de intercâmbio cultural

Um ator que aprenda inglês tem a oportunidade de realizar intercâmbios culturais em comunidades de atores, participar de workshops, cursos especializados para as artes cênicas ou, ainda, pós-graduação ou ingressar em uma faculdade que o ajude a aprimorar seus talentos nos palcos ou em frente às telas.

Como melhorar meu inglês?

Como pudemos ver, o inglês é importante não apenas para quem tem uma carreira tradicional, mas também para os atores. Por isso, é fundamental encontrar formas para dominar o idioma.

A mais tradicional é ingressar em um curso. Atualmente, existem cursos voltados para artes cênicas, onde o ensino do idioma engloba peças, filmes e outras manifestações culturais que podem ajuda a compor o personagem.

Um programa de intercâmbio é outro caminho para o ator que deseja aprimorar seu inglês. Passar alguns meses em colônias ou países que costumam receber estudantes é uma boa alternativa.

Agora, se você não puder pagar por um intercâmbio, pode aprimorar seu inglês sem sair do Brasil. Além das aulas que frequenta, assista muitos filmes e séries em inglês, ouça músicas e tente ler o máximo possível, em inglês.

Participar de grupos de estudo e se inscrever em eventos onde seja possível se comunicar apenas em inglês também é uma boa possibilidade para quem não pode, por enquanto, sair do país para viver uma experiência em outro idioma.

Agora que você já sabe a importância de aprender inglês, basta escolher a melhor forma para estudar e se dedicar. Você consegue!

Será que dançar e cantar é fundamental para a carreira de ator?

Dançar e cantar é fundamental para a minha carreira?

Atuar é usar seu corpo para passar uma mensagem. É entrar em outras vidas, emprestando sua pele para caracterizar personagens, conhecer novas culturas, vivenciar outras realidades.

Para isso, o ator precisa explorar todas as competências. Precisa saber mover seu corpo muito bem, e usar sua voz para dar vida aos personagens que interpreta. Daí a necessidade de aprender novas habilidades.

Quando assistimos filmes, séries e peças de teatro costumamos ver atores passeando por diversos gêneros. O mesmo ator que faz um faz um filme de ação hoje, pode estar cantando e dançando em outro espetáculo amanhã.

Esse dinamismo levanta a seguinte questão: afinal, é preciso saber dançar e cantar para se destacar como ator? A resposta para isso é sim, e vamos lhe contar por que.

Dançar e cantar é fundamental para a minha carreira?

Multitarefa

Não são apenas as outras profissionais, mais, digamos, tradicionais, que pedem profissionais multitarefas, capazes de executar muito bem inúmeras tarefas. No mundo das artes não é diferente.

Um bom ator não deve somente saber interpretar. Ele precisa saber cantar, dançar, se movimentar com desenvoltura no palco. Afinal, ele pode se deparar com um papel que peça tais competências, como em um musical ou até mesmo em novelas.

Afinal, quantos personagens já apareceram cantando ou dançando apenas para mostrar que estavam participando de uma festa?

Expandir sua área de atuação

As artes cênicas são dinâmicas. Elas envolvem várias áreas. Existem produtos voltados para o drama, para ação, para o terror e também os musicais. Um bom ator precisa saber cantar e dançar para ser capaz de passear por esses diferentes gêneros.

Um ator que não domina essas habilidades fica limitado, preso apenas a um gênero, ou não encontra espaço em nenhum. Afinal, até mesmo em filmes de terror encontramos personagens que podem cantar ou dançar, não é mesmo?

Expressão corporal e composição do personagem

Atuar é vida, é movimento. É usar seu corpo para se expressar. A dança e a música são elementos fundamentais nessa expressão, pois elas ajudam uma pessoa a demonstrar o que pensa, o que sente.

Nas artes, o ator precisa saber expressar os sentimentos. Mas não os seus, e sim do personagem para quem está dando vida.

Daí, é fundamental saber cantar e dançar, para ajudar na composição do personagem, já que essas habilidades permitem que você se mova melhor, se expresse melhor e aprofunde suas emoções.

Como posso aperfeiçoar minhas habilidades em canto e dança?

Antigamente, costumava-se dizer que o canto e a dança eram dons. Ou você nascia com eles, ou jamais conseguiria cantar ou dançar. Atualmente, é possível passar alguns conhecimentos sobre essas habilidades.

As melhores escolas de interpretação estimulam seus alunos a dominar o canto e a dança, usando das habilidades que todos nós possuímos.

Sim, você não leu errado. É possível aprender a cantar, mesmo para os desafinados, e aprender a dançar, mesmo para aquelas pessoas que se sentem, digamos, descoordenados.

Fazer cursos especializados em canto e dança, mesmo fora de sua escola de atuação, podem lhe ajudar a desenvolver esses talentos.

Afinal, como se destacar, alavancar a sua carreira e impressionar aqueles que são os responsáveis pelos testes de ator? Continue a leitura.

Descubra como ser um ator que se destaca da concorrência

Você sabe os segredos de como ser um ator de destaque em sua área de atuação? Sabemos que, ao contrário das crenças populares, o dia a dia de um artista não é nada fácil. Além de lidar com as atribuições específicas do ofício e precisar de constante atualização e estudo, os atores precisam conviver com a pressão e a concorrência.

Assim como acontece em todas as profissões, os atores lidam diariamente com a concorrência por melhores papéis e vagas, e precisam se reinventar completamente a cada audição para cair nas graças dos avaliadores e diretores dos trabalhos em questão.

Afinal, como se destacar, alavancar a sua carreira e impressionar aqueles que são os responsáveis pelo esperado “sim” ou pelo temido “não” após os testes de ator? Continue a leitura e confira algumas dicas imperdíveis para evitar deslizes e garantir o seu lugar ao sol!

Tenha uma boa postura profissional

A profissão de ator pode até ter suas particularidades e ser bastante inusitada, afinal de contas, nem todas as pessoas trabalham com roupas tão incríveis, não é mesmo? Contudo, ela é bastante semelhante a qualquer outra carreira quando falamos sobre a postura profissional.

A postura diz respeito ao modo como nos portamos no ambiente de trabalho ou nas tão conhecidas “entrevistas” dos atores, as audições. Assim como acontece em qualquer emprego, é fundamental respeitar o ambiente e todas as pessoas que dele fazem parte.

Por isso, nada de comportamentos extravagantes, arrogância ou descaso com seus colegas e seus superiores. Seja responsável, esteja sempre presente no horário marcado e seja cortês com todos os outros funcionários. Demonstre seriedade e respeito e, assim, você receberá o mesmo em retorno.

Seja fiel a você mesmo

As artes cênicas envolvem entrar em personagens completamente diferentes e vivenciar as situações a partir de suas experiências e perspectivas. Por isso, é comum que estejamos acostumados a representar papéis que divergem muito de nossa personalidade.

Isso, no entanto, não deve se estender ao modo como você se porta no ambiente de trabalho ou como comanda a sua própria carreira. Esteja sempre em controle de suas atitudes e consiga as oportunidades com base em seus ideais e naquilo que você acredita.

Trabalhar o autoconhecimento e a inteligência emocional são pontos cruciais para ter uma carreira promissora e não cair em emboscadas ao longo do caminho, que podem culminar na perda de boas oportunidades ou até mesmo gerar estresse, ansiedade e problemas na autoestima.

Viva intensamente a sua personagem

Nos palcos, no entanto, a recomendação é completamente diferente e viver a personagem com intensidade e paixão é fundamental. Lembre-se de que essa é a hora de mostrar o seu talento a todos que estão presentes!

Entrar no personagem não é, no entanto, sinônimo de exageros. Isso pode criar uma atuação extremamente caricata, o que não é nada agradável para os espectadores e pode, inclusive, fazer com que você perca pontos importantes com o diretor de sua peça.

Por isso, busque o equilíbrio e estude seu papel com muito cuidado. Tente se colocar no lugar do personagem e utilize a metodologia de sua preferência para embarcar na história e dar tudo de si em cada apresentação ou cena gravada.

Nunca pare de estudar

Um dos maiores erros cometidos pelos leigos é acreditar que ser ator é um trabalho fácil e que não requer estudos. Quem trabalha na área está cansado de saber que esse é um ramo bastante dinâmico e que a atualização é fundamental para estar sempre por dentro das novidades e não ficar para trás.

Além disso, o estudo teatral é a base para trabalhar com a atuação em qualquer segmento, seja nos palcos, na televisão ou no cinema. Para dominar a arte da interpretação, é fundamental conhecer o alicerce e nunca parar de estudar.

Portanto, não pense que estar formado e com seu registro de atores em mãos é uma desculpa para largar os estudos. Continue se profissionalizando e adquirindo novos conhecimentos, experiências e técnicas, que farão toda a diferença em seu currículo no futuro.

Não menospreze o networking

Um velho ditado já dizia que “nenhum homem é uma ilha”. A grosso modo, essa frase quer dizer que não podemos chegar aonde queremos sem o auxílio de outras pessoas. De fato, a integração de pessoas em um mesmo ambiente mostra que tal tarefa é impossível e que dependemos uns dos outros para avançar em nossos objetivos.

O networking, que nada mais é do que uma rede de contatos em determinada área, também é fundamental no ambiente teatral. Conhecer as pessoas certas e manter uma boa relação com todas elas trará muitas oportunidades únicas para a sua carreira.

Por isso, não menospreze a importância de colegas e contatos que podem fazer boas indicações de vagas ou até mesmo auxiliá-lo falando bem de você para algum diretor importante. Seja sempre solícito para ajudar seus companheiros e preste favores quando for possível — lembre-se de que todos estamos juntos nessa!

Busque inspirações qualificadas

Buscar inspirações faz parte da natureza do ser humano. Desde que nascemos nos inspiramos em outras pessoas — nossos primeiros ídolos são, na maior parte das vezes, os nossos pais. Por isso, nos baseamos em suas atitudes para, então, trilhar o próprio caminho.

Quando falamos sobre a vida profissional, isso não é diferente. Definimos ídolos desde cedo, que ditam como será o nosso comportamento e definem quais serão as expectativas que temos acerca de nossas carreiras.

Por conta disso, é importante ponderar quais são as motivações que nos levam a idealizar certas pessoas e buscar inspirações qualificadas e referências em suas áreas, em vez de optar por fatores como a fama ou a beleza. Nossos ídolos devem ser pessoas centradas e que obtiveram o reconhecimento por meio de talento e mérito.

Viu só como ser um ator respeitado e obter destaque em seu ramo não é assim tão complicado? Com algumas mudanças de postura e hábitos, é possível conquistar uma boa reputação em sua área e mostrar que você é um profissional qualificado e comprometido. Aos poucos, melhores oportunidades surgirão!

Ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão para fazer? Não deixe de entrar em contato com a nossa equipe! Estamos sempre à disposição para bater um papo e responder a todas as suas perguntas.

Preparamos um artigo com sete dicas para que você perca de uma vez por todas o medo de fazer feio em uma audição de teatro.

Teste de ator: 7 técnicas para se destacar na audição de teatro

Uma audição de teatro é o momento mais esperado e mais temido de muitos atores. Embora seja incrível conseguir a chance de mostrar seu talento e capacidade de atuação — e, quem sabe, conquistar o tão sonhado papel —, um teste de ator pode ser uma experiência emocionalmente estressante.

O nervosismo e a insegurança em momentos como esse são sentimentos bastante comuns devido ao medo de falhar e não avançar nas seletivas. E eles podem ser os responsáveis por resultados negativos durante as audições.

Pensando nisso, preparamos um artigo com sete dicas imperdíveis para que você perca de uma vez por todas o medo de fazer feio em um teste e encare momentos como esse com mais segurança e naturalidade. Vamos conferir?

1. Treine alguns monólogos

Na grande maioria dos testes de ator, a banca julgadora solicita a leitura de um ou dois monólogos. Por isso, é importante ter um repertório deles guardado para esses momentos específicos.

O ideal é que você conheça bem pelo menos dois tipos de monólogos — os dramáticos e os cômicos — para mostrar aos avaliadores toda a sua versatilidade e capacidade. Outra dica é sempre escolher textos não tão conhecidos, a fim de surpreender os avaliadores.

Por isso, estude bastante as suas possibilidades e treine por muitos dias antes da audição. Além disso, não se esqueça de que lembrar as palavras exatas não é, nem de longe, tão importante quanto fazer uma apresentação memorável e de qualidade. Não coloque o seu foco no lugar errado!

2. Conheça a personagem

Ao fazer uma audição para uma peça, é indispensável que você conheça muito bem o universo no qual ela está inserida, suas personagens (em especial aquela que você vai interpretar ) e o texto da produção.

Por isso, não deixe de estudar as mais diversas nuances da obra. Busque a imersão na história, seja por meio da leitura do roteiro ou a partir da observação de montagens anteriores da peça.

Em uma audição, é extremamente importante que você entre na personagem rapidamente, já que o tempo para mostrar o seu talento é muito curto. Ainda assim, confira nossa próxima dica para não pecar pelo excesso nesses momentos.

3. Não exagere

A frase ‘’menos é mais’’ foi dita pela primeira vez por um arquiteto, o alemão Ludwig Rohe. Essa sentença, no entanto, é extremamente apropriada para várias experiências na nossa vida, incluindo o teste de ator.

Muitas vezes, na ânsia de mostrar o nosso melhor, podemos errar na mão e entregar uma apresentação exagerada, caricata e inadequada. Por isso, tenha a sutileza de mostrar que você sabe o que está fazendo, mas sem forçar a barra.

Jamais se vista como o personagem (a menos que seja uma requisição da banca), pois isso soa extremamente arrogante (afinal de contas, o papel ainda não é seu). Além disso, evite ‘’acrobacias’’ ou atitudes desnecessárias. Isso certamente vai deixar você marcado na memória dos avaliadores — só que, infelizmente, de forma negativa.

4. Faça escolhas inteligentes

Mostrar inteligência é, sem sombra de dúvidas, uma das características mais buscadas pela banca avaliadora. Um ator inteligente conhece bem seus pontos fortes, mas também reconhece suas fraquezas e sabe exatamente como destacar suas qualidades.

Por isso, escolha textos que você sabe que vão mostrar o seu melhor. Além disso, no caso de audições para musicais, prefira canções condizentes com a sua capacidade vocal e evite acidentes desnecessários. Escolha, também, obras que tenham a ver com o musical para o qual você é candidato, mas que não estejam no repertório da obra.

Além disso, seja inteligente no preparo físico para o momento da audição. Se alimente bem, priorizando comidas leves, nutritivas e de fácil digestão. Por fim, não deixe de se hidratar e leve uma garrafa de água com você. A desidratação pode ser uma grande inimiga em momentos como esse.

5. Tenha segurança

Outra maneira de se destacar em sua audição e cativar a banca é mostrar confiança em você mesmo e em seu trabalho. Lembre-se de que ser confiante não é o mesmo que demonstrar arrogância — a primeira é conquistada quando a autoestima e o autoconhecimento são trabalhados positivamente.

Além disso, evite desculpas desnecessárias (como dar satisfações sobre doenças ou atrasos) e mostre o seu melhor em sua apresentação. Se justificar demonstra que você não está confiante.

Outra recomendação é nunca recomeçar. Em caso de erros, improvise e siga em frente. Afinal de contas, refazer uma cena é impossível em uma peça ao vivo, e a improvisação é uma capacidade essencial para atores e atrizes.

6. Se apresente da maneira adequada

Embora possamos fazer algumas ressalvas, é importante dizer que devemos encarar as audições como uma entrevista de emprego qualquer. Por isso, as regras básicas de etiqueta e vestuário também se aplicam nessa situação.

Se vista de modo simples, priorizando sempre cores neutras e peças de roupa sem detalhes, decotes ou penduricalhos exagerados. Considere, também, o seu conforto, já que será necessário se mexer, respirar e esperar por longas horas até a sua vez de se apresentar.

Por fim, seja gentil com todos os membros da banca e mantenha sempre o sorriso no rosto. Apresente-se de forma educada ao entrar e se despeça da mesma maneira ao sair, independentemente de qual tenha sido o seu desempenho na audição.

7. Mantenha a calma

Nossa última dica pode parecer uma piada, mas não é. Sim, sabemos que pode ser muito complicado manter a calma durante uma audição e que, nesses momentos, os nervos ficam à flor da pele. No entanto, uma certa dose de autocontrole é fundamental.

Seja positivo e lembre-se de que não é o fim do mundo caso você não seja aprovado. Cada teste é um novo aprendizado. Por isso, se você não conseguir agora, não se desespere — sua hora vai chegar.

Adotar esse tipo de perspectiva auxilia o ator a manter a calma e faz com que a audição corra de uma maneira mais tranquila, evitando, assim, potenciais erros ou demonstrações de insegurança.

Agora que você já conhece as principais dicas para se preparar para o seu próximo teste de ator, chega de insegurança! Estude bastante e encare as próximas seletivas com a cabeça erguida. Break a leg!

E aí, tem alguma pergunta para fazer ou alguma sugestão para dar para gente? Pois não deixe de entrar em contato com a nossa equipe. Nós estamos sempre disponíveis para ajudar você e sanar suas dúvidas!

Quer aprender algumas dicas para atuar melhor no palco?

Dicas para atuar melhor no palco

Para um ator, principalmente aqueles que estão começando, ter uma boa presença de palco e uma atuação melhor é o grande objetivo, mas não é algo exatamente fácil de conseguir, afinal existem obstáculos, principalmente internos, que impedem a conquista desse sonho.

Se você está começando agora, ou quer melhorar suas técnicas de atuação, esse texto é exatamente para você. Aqui reunimos tudo o que você precisa saber para atuar melhor, e como superar alguns medos que podem bloquear seu potencial.

Conheça as razões de suas reações negativas e como superá-las

Nas primeiras atuações, o nervosismo é tamanho que alguns atores podem simplesmente ter um branco, esquecendo suas falas. Quando isso acontece, em geral, entra em cena o nervosismo, acompanhado de ansiedade, rosto vermelho e o coração batendo tão forte que parece querer sair do peito.

Infelizmente, em alguns momentos, não estamos exatamente bem, e os brancos podem acontecer em várias ocasiões, mas isso não pode ser um motivo para prejudicar sua atuação.

Sempre que tiver um branco, ou alguma dificuldade para interpretar, o ideal é não se deixar curvar ao medo, e sim pensar que pode vencê-lo, buscar mecanismos para superar a ansiedade e deixar o texto, que você passou tanto tempo decorando, fluir sem dificuldades.

Pratique o empoderamento

O ator que deseja atuar melhor quando está diante de um palco precisa saber como se empoderar. Como? Com um exercício muito simples. Basta pensar em momentos onde você agiu corajosamente e muito rápido. Podem ser cenas cotidianas, nada relacionado ao teatro.

Enquanto praticar esse exercício, não se deve pensar nas consequências do ato, sejam elas boas ou ruins, apenas na atitude em si, descrevendo como foram as sensações originadas por ele.

Sentiu-se mais forte ou capaz de dominar o mundo? Essas energias dão muito ânimo, e essa animação pode ser utilizada a seu favor na hora em que estiver em cima do palco, substituindo as reações negativas por positivas.

Não superestime os espectadores

O público, realmente, pode ser implacável com um ator, tendo reações muito positivas ou muito negativas a algo que considere ofensivo ou até mesmo descabido. Mas, quando estiver em cena, uma dica importante para atuar melhor é não se prender a esse poder do espectador.

Não enxergue quem está ali, assistindo seu trabalho, como uma ameaça, alguém pronto a lhe agredir, e sim pessoas interessadas em conhecer suas técnicas e se divertir com uma boa peça, que lhes farão sorrir ou chorar, por exemplo.

O público, jamais, deve ser visto como seu inimigo, e sim como seu aliado e, porque não, colega de trabalho. Afinal, você está ali, interpretando, para outras pessoas, e não para si mesmo.

Tenha empatia com o público

Como já dissemos antes, a plateia não é um inimigo que precisa ser domado ou conquistado. O bom ator conquista o público com empatia, com uma interpretação tão sensível que faz a pessoa estar ali, em seu lugar.

Para despertar esse sentimento em quem está lhe assistindo, a empatia é fundamental. Compreenda os diferentes perfis de público e compreenda o que eles esperam de você. Assim será mais fácil conquistar seus corações e despertar neles os sentimentos que você tanto busca.