Tag Archives: autonomia

Quer conhecer um pouco mais sobre a autonomia na infância e todos os benefícios trazidos pelo desenvolvimento dessa habilidade? Continue a leitura

Autonomia na infância: benefícios de desenvolver e como o teatro vai ajudar

Poucas pessoas conhecem os benefícios do desenvolvimento da autonomia na infância. Para muitos, incentivar seus pequenos a serem independentes pode ser um grande desafio, por medo de que esse tipo de atitude traga alguma aspecto negativo.

No entanto, precisamos ter em mente que a autonomia não significa, de maneira alguma, deixá-los sem supervisão ou completamente sozinhos. De modo geral, essa habilidade apenas trabalha a autoconfiança e faz com que a criança se torne cada vez mais segura de si.

Quer conhecer um pouco mais sobre a autonomia e todos os benefícios trazidos pelo desenvolvimento dessa habilidade? Continue a leitura e descubra como o teatro ajuda as crianças a serem mais independentes e quais são as vantagens disso!

O que é autonomia?

A palavra autonomia tem origem do grego antigo e significa, em tradução livre, ‘’autogoverno’’ ou até mesmo ‘’autolegislação’’. Como podemos perceber por meio dessa definição, essa habilidade está intimamente relacionada à capacidade que os indivíduos detêm de agir de acordo com seus próprios valores, ideais e interesses.

Quando analisada por um viés mais psicológico, a autonomia é composta de um conjunto de habilidades e atitudes, que incluem a capacidade de raciocinar, apreciar diferentes pontos de vista e debater com os outros de maneira respeitosa. Para fazer essas coisas, a pessoa autônoma deve ter um senso de autoestima e autorrespeito, além de respeitar o próximo simultaneamente.

Por isso, tanto o autoconhecimento quanto a empatia são extremamente importantes para que a autonomia possa ser plenamente executada e bem aproveitada pelos indivíduos e toda a sociedade.

Quais são os benefícios da autonomia para o desenvolvimento das crianças?

Agora que já conhecemos a definição correta de autonomia e sabemos do que ela se trata, que tal ficarmos por dentro de algumas das principais vantagens que o desenvolvimento desse tipo de habilidade traz para as crianças? Confira algumas delas a seguir.

Mais confiança

A autonomia está intimamente relacionada com a confiança. Como vimos na definição dessa palavra, uma pessoa autônoma é aquela que pensa por si e realiza as suas atitudes com base naquilo que acredita.

Para defender os pontos de vista e levar uma vida com base em suas convicções, o indivíduo precisa ter muita segurança e confiança em si mesmo. Por isso, trabalhar a autonomia cria pessoas mais críticas e confiantes, mas, ao mesmo tempo, tolerantes e respeitosas com a opinião do próximo.

Mais responsabilidade

Muitas pessoas da geração atual sofrem com a falta de responsabilidade. Muitos atribuem isso ao modo como as crianças foram criadas nas eras mais recentes, superprotegidas e tendo tudo ‘’sempre à mão’’. Por conta disso, trabalhar a autonomia é fundamental para desenvolver um maior senso de responsabilidade.

A responsabilidade está sempre relacionada à organização e capacidade de ter um bom controle de suas próprias atitudes. Pessoas responsáveis são sempre priorizadas em cargos e vagas, além de isso ser um incrível diferencial para a vida acadêmica e pessoal de qualquer indivíduo.

Desenvolvimento cognitivo

O desenvolvimento cognitivo está ligado às habilidades como memorização, dialética e muitas outras que são absolutamente essenciais para a vida em sociedade e para as interações que nela acontecem. Mas, afinal, como a autonomia na infância pode se relacionar com essa questão?

O ponto é que muitas dessas habilidades são desenvolvidas no dia a dia, com as atividades que realizamos e como interagimos com o mundo ao nosso redor. Pessoas autônomas conseguem realizar tais atividades com maior facilidade, e crianças com essa característica exploram o mundo com muito mais confiança.

Maior conscientização

A conscientização é, assim como as outras citadas no decorrer de nossa conversa, fundamental para a vida em sociedade. Pessoas conscientes tomam decisões mais acertadas em uma democracia, além de muitas outras vantagens.

Por isso, trabalhar a autonomia é também trabalhar a empatia, fundamental para nos tornar mais conscientes dos problemas do mundo e mais corajosos para enfrentá-los, nos posicionando e realizando mudanças gradativas que beneficiam a todos.

Mais autoconhecimento

Como ter independência e autonomia sem antes conhecer a si mesmo? Da mesma maneira, o inverso ocorre e todas essas características caminham juntas, se complementando. Portanto, pessoas autônomas e independentes conhecem a si mesmos de maneira muito mais profunda.

Saber exatamente quais são os seus valores, ideais e opiniões é crucial para o desenvolvimento da autonomia, que fará com que você caminhe e trilhe o seu caminho baseado naquilo que quer e acredita.

Como o teatro empodera o desenvolvimento da autonomia na infância?

Algumas circunstâncias sociais podem nos ajudar a ser mais autônomas e outras podem minar a autonomia. Para desenvolver essas habilidades e atitudes, uma pessoa precisa da oportunidade de considerar alternativas significativas, tanto oportunidades de ação quanto formas de pensar sobre o que é importante.

Isso depende do diálogo entre as pessoas: muitas vezes aprendemos sobre nós mesmos por meio das respostas dos outros; é mais fácil reconsiderar nossos valores quando ouvimos as razões de outros e encontramos novas formas de olhar o mundo. Tudo isso está ligado à autonomia, já que nossas ações sempre causarão impactos na sociedade e na vida dos outros.

Nesse contexto, a educação lúdica e o teatro se tornam extremamente importantes, pois trabalham todas essas habilidades simultaneamente. As artes cênicas atuam diretamente no desenvolvimento humano, promovendo um estudo completo e aprofundado sobre as situações sociais, inclusive na infância.

Dessa forma, é possível fazer com que os pequenos se divirtam, trabalhem suas habilidades cognitivas e, ao mesmo tempo, aprendam a lidar com outros seres humanos, tendo mais empatia. Assim, eles também passam a conhecer mais sobre si mesmos, com o autoconhecimento, e desenvolvem a autonomia e a independência de maneira progressiva, incorporando tais características em sua personalidade.

Como podemos perceber, a autonomia na infância é extremamente importante para o desenvolvimento ao longo prazo, sendo uma habilidade crucial para todas as fases da vida. Por isso, trabalhá-la precocemente traz inúmeros benefícios para a vida adulta, podendo inclusive ser um excelente diferencial na hora da inserção no mercado de trabalho, além de melhorar a vida pessoal.

Gostou deste artigo? Confira mais informações sobre os benefícios de aulas de teatro para crianças!

Pensando no valor de ensinar arte dramática para as criancas enquanto atravessam a experiência da educação infantil!

Teatro junto com a educação infantil: entenda a importância para seu filho

Trabalhar o teatro em conjunto com a educação infantil é uma prática extremamente benéfica para as crianças. Suas propostas são um terreno de experimentação para eles, tornando-os indivíduos mais preparadas para lidar com a sociedade e seus dilemas.

As primeiras fases da vida são muito propícias para o contato com essa arte. São épocas que demandam um trabalho direto com a criatividade, no sentido de experimentar diferentes contextos e papéis e preparar-se para os desafios inesperados. Além disso, o movimento e a expressão corporal — outros aspectos cruciais dessa época vida —, são diretamente tratados nesses contextos.

Existem características de diferentes áreas que podem ser trabalhadas em aulas de atuação. As vantagens de frequentar aulas assim podem ser sentidas pelo resto da vida de seu filho, tornando-o muito mais preparado para exercer a profissão que escolher e também para lidar melhor com suas questões pessoais.

Pensando no valor de ensinar arte dramática para esses indivíduos enquanto atravessam a experiência da educação infantil, vamos descrever em detalhes alguns dos benefícios trazidos por ela! Vamos lá?

Promove o aumento da criatividade

Desnecessário dizer que a criatividade é um dos aspectos principais no trabalho com a arte dramática. Já é do senso comum que as pessoas que trabalham com esse campo tendem a ser mais criativas e comunicativas.

Para além do estereótipo, há um certo sentido nessa noção. O teatro traz pontos de vista novos sobre o mundo e sobre si mesmo, aumentando em muito o potencial criativo. Além da distribuição de papéis e ensaio para peças, ali serão feitos inúmeros exercícios que têm em comum a prática da criatividade.

Nesse sentido, entenda que tudo aquilo que é trabalhado nas aulas não fica restrito àquele espaço. O mercado de trabalho busca cada vez mais pessoas que consigam dar soluções criativas para os problemas e demandas cada vez mais complicadas.

O conhecimento técnico não deixa de ser necessário. Mas ele resolve apenas parte da questão: é fundamental também saber aplicá-lo de acordo com cada contingência. Mesmo porque as formações tradicionais fornecem um conhecimento que pode ser alcançado igualmente por todos, mas a força verdadeiramente criativa é algo mais difícil de ser encontrado. Por isso tão valorizada!

Ainda assim, vale lembrar que ser criativo não é um dom ou talento inato. Trata-se uma habilidade que pode ser aperfeiçoada e lapidada com a prática constante. Infelizmente, muitos pais não enxergam todo o potencial de trabalhar com seu filho esse aspecto vital na socialização e no meio profissional.

Melhora a interpretação de texto

Os ganhos no campo da interpretação de texto são expressivos. No teatro, entra-se em contato com textos de diferentes origens, que poderão ser interpretados pela criança à sua própria maneira imaginativa. Essa atitude, sempre estimulada pelos professores, traz a importância de fazer valer o seu ponto de vista para agir no mundo.

A interpretação de texto é uma habilidade que transcende a compreensão de palavras. Ela nos ensina a observar o significado do nosso entorno de uma maneira mais apurada e compreender os fenômenos sociais com maior crítica.

Muitas vezes, somos ensinados desde crianças a compreender o mundo de forma unívoca e absoluta. O teatro e a consequente experiência com a interpretação de texto teatral nos leva além, e faz perceber que existem sempre várias leituras possíveis sobre a mesma situação.

Fortalece a autonomia e a autoria

Vale ressaltar também o estímulo trazido pelo teatro na educação infantil para o pensamento autônomo e independência crítica. A sociedade tem normas e regras massificadas, que sufocam a experiência do sujeito e muitas vezes causam um engessamento.

Na vida social, bem como na escola e vida adulta, interpretamos vários papéis impostos. Diversas vezes nos ajudam na sobrevivência e conduta do dia a dia. Porem, podem nos machucar tão profundamente que só quando formos adultos seremos capazes de perceber e identificar suas terríveis consequências, já que muitas vezes renunciamos a nossa autenticidade.

O teatro ensina que outras vias são possíveis, na medida em que ele nos autoriza a ter autonomia para ter autoria sobre nossos projetos o que consequentemente nos leva a saber gerenciar melhor nossas responsabilidades. Além é claro, de nos ensinar a buscar por nossas próprias respostas. A questão da autenticidade é um exemplo interessante sobre esse processo. Por meio do teatro desenvolvemos a autonomia com maior criatividade e autoria pessoal para assim definir maior autenticidade nas nossas ações. Isto transcende a atuação e influencia a maneira como nos expressamos em qualquer contexto social e profissional de maneira autentica e em acordo com o contexto social.

Fornece um espaço para expressão corporal

O corpo é uma estrutura que pode ser compreendida em diversos níveis. Na educação formal e no cotidiano, não costumamos prestar atenção a certas nuances que podem ser tratadas e desenvolvidas em aulas de atuação.

Existe uma potência no corpo para além de suas funções básicas de movimentação, nutrição, saúde etc. Esse é um espaço também de conhecimento e de expressão subjetiva. Ter um conhecimento sobre a forma como nos posicionamos, no sentido mais estrito do termo, nos faz transitar pelo mundo de maneira mais tranquila.

Outras aulas mais “convencionais” podem ser pouco estimulantes para o aprendizado. No contexto das aulas de teatro, tudo será elaborado pensando também no prazer e divertimento dos que compõem tais classes. Portanto, é uma chance também de trazer entretenimento lúdico para seu filho enquanto aprende.

Desenvolve as habilidades de comunicação do seu filho

Comunicar-se é uma habilidade essencial em nossa cultura. É cada vez mais necessário que saibamos nos expressar e ser bem entendidos. Da mesma forma, aqueles que têm mais desenvoltura nessa área conseguem ter posições mais vantajosas em sua experiência de vida e carreira profissional.

Quem atua sabe dizer bem como essa atividade traz segurança para falar e se expressar. Ou seja, o aprendizado que acontece nesses cursos tem impacto direto sobre a vivência externa de atores e atrizes.

Lembre-se que matricular seu filho em um curso assim não significa que ele deve almejar uma carreira artística. Na verdade, trata-se de vivenciar um momento de trocas e de deslocamentos, extremamente benéfico para o resto da sua vida.

Muitas crianças têm dificuldade de comunicar o que pensam e de se socializar, por inúmeras razões. O teatro tem o potencial de ajudar a tratar — ou mesmo resolver —, muitos problemas nesse sentido. Ali será um espaço seguro e confortável, onde ela terá a chance de treinar sua expressão e trabalhar suas dificuldades sem julgamentos.

Como você pôde perceber, praticar o teatro no contexto da educação infantil traz impactos valiosos na formação de seu filho. Mais do que um espaço lúdico, nele é possível obter enormes ganhos que efetivamente o farão crescer enquanto pessoa. Muitos dos que têm tal experiência na infância carregam-na com carinho e grande virtude em sua vida adulta, e isso não é por acaso.

Você sabia que a atuação poderia ser tão importante? Assine nossa newsletter e entre em contato com outros conteúdos de qualidade sobre essa arte!