Tag Archives: clássicos

Listaremos 6 filmes sobre teatro que você não pode deixar de ver.

6 filmes sobre teatro que todo estudante da arte deve assistir

Além de serem excelentes formas de entretenimento, as obras cinematográficas podem trazer diversos dilemas e situações importantes para o desenvolvimento humano e profissional de quem os assiste. Os filmes sobre teatro são, então, um prato cheio de ensinamentos para os estudantes dessa arte.

Os sacrifícios feitos em prol do trabalho, as relações construídas fora do palco, o temido bloqueio criativo e a luta pela superação e pelo reconhecimento da arte são algumas das questões que já foram abordadas nas telas do cinema.

Foi pensando nisso que preparamos este artigo. A seguir, listaremos 6 filmes sobre teatro que você não pode deixar de ver. Quer conhecer lições sobre a vida no universo da dramaturgia encontradas em grandes clássicos das telonas? Então, continue a leitura!

1. Crisântemos Tardios (1939)

Dirigido por Kenji Mizoguchi, Crisântemos Tardios conta a história do jovem Kikunosuke Onoe. A trama se passa no Japão do século XIX e mostra a reviravolta que ocorre na vida de Kikunosuke quando ele descobre que seu trabalho nos palcos só é elogiado porque é filho de um renomado ator.

Quem faz a triste revelação ao rapaz é Otaku, uma empregada da família pela qual o personagem acaba se apaixonando. No entanto, a família do jovem é contra o relacionamento e o casal acaba sendo expulso do local onde vive.

A partir desse momento, Otaku decide devotar sua vida à luta de Kikunosuke pelo reconhecimento da sua arte. Com um final dramático, o enredo traz uma série de reflexões sobre os sacrifícios feitos pelos protagonistas em prol de um sonho — algo que todo estudante da arte, sem dúvida, deve fazer.

2. Paris nos Pertence (1961)

Retratado na década de 50, Paris nos Pertence é um filme de Jacques Rivette que acompanha a trajetória da parisiense Anne Goupil, uma jovem estudante de literatura. A narrativa gira em torno do envolvimento de Anne com um grupo de atores que ensaia uma peça de Shakespeare mesmo não tendo orçamento algum.

A jovem aceita o desafio de atuar na peça e, ao mesmo tempo, se vê envolvida em um mundo de conspirações políticas e suicídios. O enredo aborda também uma questão muito interessante para qualquer artista: o embate entre a arte independente com aspirações revolucionárias e o mercado capitalista que só visa ao lucro.

3. 8 ¹/² (1963)

Que atire a primeira pedra o artista que nunca sofreu um bloqueio criativo. Esse momento de total ausência de ideias ou inspiração é capaz de deixar qualquer um prostrado, mas foi o pano de fundo ideal para a criação de 8 ¹/².

A obra do italiano Federico Fellini é autobiográfica e mostra situações vividas pelo diretor durante sua maior crise de criatividade. Na tela, acompanhamos Guido Anselmi, um famoso diretor que está prestes a iniciar sua próxima produção, mas não consegue engatar o roteiro.

Guido se vê em uma situação complicada: os produtores cobram por resultados, os atores questionam seus papéis e a imprensa o inunda com perguntas. Para lidar com a crise, o diretor se interna em um spa e a narrativa segue um fluxo de fantasias e lembranças do personagem, que passa a misturar passado e presente, ficção e realidade.

4. O Fiel Camareiro (1983)

Adaptado da peça de teatro The Dresser, do britânico Ronald Harwood, O Fiel Camareiro se passa na Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial. O filme, dirigido por Peter Yates, narra a história de um famoso ator shakespeariano que, já com idade avançada, se encontra frustrado e senil.

Conhecido pelos seus colegas de trabalho como Sir, o ator está obcecado por manter a companhia de pé e exerce uma liderança um tanto tirânica sobre o grupo. Em meio a essa crise, Sir ainda conta com Norman, seu devotado camareiro, que se submete às exigências mais absurdas de seu patrão.

Assim, a trama aborda dois pontos de extrema importância na vida do artista: o fim de carreira causado pela idade avançada e as relações construídas nos bastidores do palco.

5. Birdman (2014)

Vencedor do Oscar de melhor filme de 2015, Birdman, de Alejandro González Iñárritu, conta a história de um astro do cinema que tenta reaver sua antiga fama e seu reconhecimento como ator. Em seu passado, o protagonista Riggan Thomson interpretou o super-herói Birdman em uma trilogia.

O personagem tornou-se um grande ícone cultural e levou a carreira do profissional às alturas, mas Riggan encontra a decadência após se recusar a estrelar o quarto filme da série. Alguns anos depois, o ator, que precisa se reinventar e buscar um novo rumo para sua carreira, decide roteirizar, dirigir e atuar em uma adaptação de uma consagrada peça da Broadway.

Obviamente, nem tudo acontece como o esperado e Birdman acaba nos entregando um relato comovente de um homem que coloca toda a sua energia em seu trabalho e na busca pela superação do passado.

6. Imprevistos de Uma Noite em Paris (2016)

Evidenciando uma série de dilemas profissionais, financeiros e pessoais de um grupo de teatro, Imprevistos de Uma Noite em Paris revela-se uma trama que brinca com a comédia e a melancolia. O enredo nos apresenta Luigi, um diretor que precisa pagar os salários atrasados de seus atores, encontrar um macaco para sua peça e convencer um diretor japonês de que tem tudo sob controle.

Dirigido e protagonizado por Édouard Baer, o filme nos mostra um personagem um tanto egocêntrico, que posterga seus problemas enquanto curte a vida com o dinheiro destinado à produção. Assim, somos levados a refletir sobre como os integrantes da equipe depositam sua confiança em um diretor que claramente não é capacitado para a função e, por consequência, têm suas vidas profissionais e pessoas prejudicadas.

Essa foi a nossa lista de filmes sobre teatro. Esperamos que cada um deles possa acrescentar aprendizados valiosos em sua vida como estudante dessa arte magnífica! Agora, basta preparar a pipoca, escolher o cantinho mais confortável do sofá e se deliciar com essas histórias e curiosidades sobre o mundo do teatro.

E aí, gostou do conteúdo? Então, assine nossa newsletter e receba outros materiais como este diretamente no seu e-mail!

Com tanto tempo de história, é natural que algumas produções de teatro se destaquem. Quer conhecer algumas delas? Continue a leitura!

5 produções de teatro conhecidas que todo ator precisa conhecer também

O teatro é uma das artes mais dinâmicas que existem. Ao longo da história da dramaturgia, ele passou por diversas alterações estruturais e culturais, sempre expressando o contexto histórico do momento em que as peças eram produzidas.

Por conta disso, as produções de teatro conhecidas por todos nós podem ser vistas como uma ferramenta de expressão política, cultural e pessoal, capaz de nos fazer refletir, pensar e até mesmo mudar o nosso modo de nos portar diante do mundo. Além disso, agem como um espelho da sociedade e dos costumes de um povo.

Com tanto tempo de história, é natural que algumas produções se destaquem nesses quesitos e sejam muito relevantes para os atores, estudantes de teatro ou amantes da arte teatral. Quer conhecer algumas delas? Continue a leitura!

1. Hamlet, William Shakespeare

Se William Shakespeare é o dramaturgo mais famoso de todos os tempos, Hamlet é provavelmente uma de suas obras mais conhecidas, com adaptações e releituras feitas para óperas e até para o teatro musical. Sua presença é, portanto, essencial em qualquer lista de peças teatrais indispensáveis para atores.

Sua história gira em torno do príncipe da Dinamarca e em sua luta para descobrir quem é o assassino de seu pai. Durante a busca, diversos temas são abordados e pouco a pouco sua sanidade começa a ser questionada. É uma peça com ótimas construções de personagem e assuntos para reflexão, como a morte e o sentido da vida.

2. Fences, August Wilson

Outra peça repleta de personagens e temas profundos é Fences, do dramaturgo August Wilson. Sua primeira apresentação ocorreu em 1983 e recentemente foi feita uma adaptação cinematográfica, premiada com diversas estatuetas no Oscar. Uma de suas principais características é o poder de suas personagens e a presença de monólogos impactantes.

Com uma produção bastante simples e intimista, a peça conta a história de Troy Maxson, uma ex-estrela do beisebol norte-americano. Com seus dias de glória terminados, ele trabalha como lixeiro e precisa aprender a conciliar o passado com o presente. O texto lida com temas importantes sobre a família, os ressentimentos e a capacidade de seguir em frente.

3. Esperando Godot, Samuel Beckett

Samuel Beckett é um dos mais importantes dramaturgos da Irlanda, nação conhecida por produzir literatura de altíssima qualidade em diversas áreas. Por isso, Esperando Godot é uma das obras de maior relevância do teatro mundial.

A trama, considerada uma das principais do gênero teatro do absurdo, narra a história de dois personagens, Vladimir e Estragon. No decorrer na peça, os homens discutem temas filosóficos sobre a morte e a vida em um cenário pós Segunda Guerra Mundial.

4. Édipo Rei, Sófocles

É impossível falar sobre o gênero da tragédia e não mencionar Édipo Rei, a obra-prima do dramaturgo grego Sófocles. Recheada de temas filosóficos e reviravoltas, essa é uma das peças de teatro mais famosas e conhecê-la é indispensável para alunos e profissionais da área.

A história gira em torno de Édipo, filho do rei de Tebas, que foi entregue para a morte ao nascer por conta de uma profecia ouvida por seus pais. O texto lida com assuntos como o destino e a morte, fazendo-nos refletir sobre a seriedade de nossas ações e o impacto que elas têm em nossas vidas.

5. Álbum de Família, Nelson Rodrigues

Por muitos anos, os artistas brasileiros lidaram com a censura de suas produções. Dentre todos eles, podemos destacar Nelson Rodrigues, cujas obras foram constantemente barradas por muitos anos no país.

Um de seus textos mais polêmicos é, sem sombra de dúvidas, Álbum de Família (escrito em 1945 e liberado para encenação 20 anos depois). A trama tem uma grande variedade de personagens com personalidades distintas e aborda temas como o incesto, a pedofilia e as mais variadas relações familiares.

Como podemos ver, as peças de teatro conhecidas ao redor do mundo refletem as características e o contexto histórico da sociedade no momento em que foram escritas. Por isso, se tornam verdadeiros documentos culturais atemporais, que ultrapassam as barreiras do tempo e mexem com as emoções de pessoas de qualquer época!

Já assistiu alguma dessas peças de teatro conhecidas? Ficou com vontade de conferir as produções? Conte para a gente nos comentários!