Tag Archives: empatia

Vamos abordar algumas das principais habilidades exigidas pelo mercado de trabalho e comentar sobre 8 técnicas de teatro que podem contribuir.

8 técnicas de teatro que vão te impulsionar no trabalho

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e exige habilidades pessoais diferenciadas que normalmente não são obtidas na formação acadêmica. O que poucas pessoas sabem, no entanto, é que as técnicas de teatro podem ajudar e muito nesse sentido.

Não, você não leu errado! As aulas de teatro extrapolam os limites da atuação em palco. As mesmas técnicas ensinadas aos aspirantes à arte cênica são altamente eficazes para o desenvolvimento das competências pessoais.

Neste artigo vamos abordar algumas das principais habilidades exigidas pelo mercado de trabalho e comentar sobre 8 técnicas de teatro que podem contribuir de forma eficaz para o desenvolvimento das capacidades essenciais.

Habilidades e competências exigidas

Há algum tempo, cursos e qualificações acadêmicas eram o principal diferencial para competir por vagas de trabalho e promoções. Dessa forma, os profissionais graduados e especializados em suas respectivas áreas conseguiam as melhores colocações, oportunidades e salários.

Embora o conhecimento técnico ainda seja imprescindível, cada vez mais os recrutadores buscam habilidades diferenciadas, que valorizam o profissional e os ajudam a lidar melhor com a clientela e o público-alvo das empresas.

Além dos conhecimentos específicos exigidos na área de atuação, o profissional também precisa ter uma série de outras competências para se diferenciar ainda mais no competitivo mundo corporativo. Veja a seguir, algumas das principais habilidades valorizadas:

  • empatia;
  • comunicação;
  • argumentação;
  • proatividade;
  • trabalho em equipe;
  • criatividade;
  • senso crítico;
  • liderança.

As empresas consideram que os profissionais que dominam tais habilidades são mais produtivos e fáceis de lidar, contribuindo para um ambiente de trabalho harmonioso.

Como é possível observar, as habilidades requeridas estão diretamente ligadas aos aspectos pessoais e emocionais — são traços de personalidade e competências que dependem em sua maioria, das vivências individuais e educação que são obtidas no âmbito familiar.

As técnicas de teatro trabalham todos esses aspectos, sendo possível desenvolvê-los e incorporá-los na atuação profissional.

Técnicas de teatro para o desenvolvimento pessoal

O teatro é uma das artes que mais desenvolve as capacidades humanas. Logo, é um dos melhores ambiente para desenvolver a si próprio.

Veja a seguir as principais técnicas de teatro que podem ajudar nos relacionamentos interpessoais e proporcionar um diferencial para os profissionais.

1. Empatia

A empatia é uma das competências sociais mais valorizadas pelo mercado de trabalho. É a capacidade que um indivíduo tem de se colocar no lugar do outro, ouvindo-o com interesse verdadeiro e compreendendo as suas necessidades.

É por meio dessa habilidade que os profissionais conseguem absorver a cultura da empresa e adequar-se aos valores estabelecidos, mantendo boas relações interpessoais. Por esse motivo, é uma das qualidades que mais atrai e retém talentos.

O profissional que apresenta essa habilidade consegue desempenhar atividades essenciais que agregam valor à empresa. Por meio do autoconhecimento e controle emocional é possível:

  • compreender as dificuldades dos colegas de trabalho;
  • valorizar a diversidade;
  • ser flexível;
  • identificar os pontos fracos e reforçar as aptidões dos subordinados;
  • perceber e atender as necessidades dos clientes.

As aulas de teatro desenvolvem a empatia de maneira muito interessante. Pois para interpretar um personagem é necessário conseguir entender o outro, saber se colocar no lugar do outro, compreender e respeitar a diversidade.

O teatro também impulsiona o indivíduo perceber a si e o outro, como agentes de mudanças sociais.

2. Comunicação

O domínio da comunicação é de fundamental importância, tanto para lidar com clientes quanto com os superiores e colegas de trabalho. Essa habilidade também é exigida para proferir palestras e apresentar produtos ou serviços.

Dessa forma, um profissional de sucesso necessita se expressar de forma clara, com um tom de voz adequado, ter um bom vocabulário e saber ouvir com interesse.

Nas aulas de teatro, esses aspectos são desenvolvidos o tempo todo! De maneira lúdica e divertida. Exercícios de voz, expressão corporal, leitura de textos e interação com os demais alunos na representação de personagens. Veja seguir os principais aspectos desenvolvidos:

  • melhora da autoestima — conscientização corporal;
  • dicção — permite que a fala seja transmitida ao público com mais clareza;
  • criatividade — por meio da linguagem cênica ensina a ultrapassar situações desafiadoras;
  • comunicação não verbal — trabalha a postura correta (o corpo fala) e o olhar assertivo, objetivando convencer os ouvintes;
  • projeção da voz — ensina como projetar sem comprometer a saúde vocal;
  • redução da timidez e medo de falar em público — exercita a expressão e a improvisação;
  • respiração — estratégias para manter o fôlego e melhorar o condicionamento físico e a articulação da fala.

3. Argumentação

A argumentação é uma habilidade fundamental não só para líderes como para qualquer profissional em situações que exigem um posicionamento forte para indicar a melhor forma de realizar um trabalho e obter bons resultados.

Em reuniões, é comum ocorrer colocações de ideias diferentes. Saber argumentar defendendo um ponto de vista é um diferencial que imprime competência profissional. As empresas valorizam funcionários que defendem o que acreditam de maneira sensata e racional, sabendo ouvir e se colocando no momento apropriado.

A importância das aulas de teatro para o desenvolvimento da argumentação já é reconhecida na área jurídica, tendo em vista que o ganho de uma causa depende intrinsecamente da arte de argumentar.

Utilizando exercícios teatrais você irá desenvolver enormemente seu poder de argumentação e pensamento analítico. Entender as questões de um ponto de vista critico construtivo. Para os mais tímidos estes são excelentes exercícios.

4. Proatividade

As empresas valorizam profissionais com iniciativa, que se adiantam em realizar trabalhos além dos exigidos. A proatividade é uma habilidade que está ligada diretamente à personalidade.

O indivíduo proativo desenvolve o trabalho que lhe cabe com uma visão geral, ou seja, tudo o que pode impactar para um melhor resultado da equipe. Ele analisa e interfere indicando correções de possíveis falhas no processo.

Pessoas tímidas e inseguras, mesmo tendo essa competência, apresentam dificuldades em expressá-la. Ficam com receio de serem mal interpretadas e terem suas opiniões refutadas.

As técnicas teatrais contribuem para o desenvolvimento dessa habilidade, com diversos exercícios.

Dessa forma, o teatro pode ajudar um profissional a ser proativo, confiante e assertivo conseguindo expressar as ideias de acordo com o perfil do ouvinte e ainda, compreender as formas de expressão do outro.

5. Trabalho em equipe

O trabalho em equipe é uma das principais características necessárias para as novas demandas corporativas. Mesmo que uma função seja extremamente individualizada, sempre é parte integrante de uma equipe.

Dessa forma, é importante interagir com os colegas de trabalho, oferecendo ajuda no que for necessário e solicitando auxílio quando houver alguma dificuldade.

Nas aulas de teatro, os jogos e as atividades são uma ponte para as relações interpessoais. A interação entre personagens de um texto, os momentos de vivencias lúdicas e a criação em conjunto estimulam esse aspecto.

Todas as atividades teatrais aprimoram as relações sociais, a partir do conhecimento de si e do outro. A atuação também auxilia a praticar o trabalho em equipe, com motivação e compromisso, já que esse é um aspecto de suma importância para um ator.

O trabalho em equipe pode ainda ser observado no empenho e envolvimento dos atores de uma peça teatral, como resultado de um esforço conjunto que requer muita determinação, disciplina e atividades direcionadas ao alcance de uma mesma meta.

6. Criatividade

O mundo tecnológico reduz cada vez mais as vagas de trabalho e é possível que dentro de alguns anos, muitas profissões sejam substituídas por máquinas. A criatividade é uma das mais importantes competências e com extremo valor para as empresas.

Os robôs não possuem ideias inovadoras. Portanto, um profissional criativo terá mais oportunidades no mercado de trabalho. A capacidade para encontrar soluções rápidas e originais, contribuindo para a elaboração de produtos e serviços diferenciados, agrega um grande valor às habilidades profissionais.

A autonomia para elaboração de uma peça teatral e a busca soluções criativas tiram o aluno dos pensamentos comuns e o transportam para soluções de problemas diferentes do cotidiano. Dessa forma, a criatividade é estimulada por novas vivências e necessidade de improvisações que exigem rapidez de raciocínio.

7. Pensamento crítico

Profissionais com senso crítico sempre se destacam no mercado de trabalho e a tendência é que essa competência seja cada vez mais exigida. Saber analisar situações e tomar decisões é um importante traço de liderança muito requisitado pelas empresas.

O curso de teatro desenvolve o senso crítico ao extremo! O contato com a diversidade cultural das peças teatrais permite novas conexões cerebrais e exercitam o pensamento analítico.

8. Liderança

A liderança deixou de ser uma denominação para identificar pessoas que mandavam em outras e passou a ser entendida como uma capacidade de trabalho em equipe. A nova visão é caracterizada pelo trabalho colaborativo para atingir um objetivo comum em atendimento às necessidades da empresa. Para tanto, é necessário envolver e motivar as pessoas com carisma e saber priorizar tarefas, com claras definições de expectativas quanto aos resultados.

No ambiente de teatro são trabalhadas importantes habilidades e competências requeridas pela liderança. As atividades envolvidas nos processos das aulas de teatro possibilitam exercitar os seguintes aspectos:

  • disposição para assumir riscos;
  • liberdade de expressão — desenvolvimento de talentos diversificados;
  • orçamento e cronograma — exercita o trabalho com limites;
  • unidade organizacional — coesão do elenco para atingir uma mesma meta.

Como pudemos observar, são muitas as habilidades e competências requeridas pelo mercado de trabalho. O preparo para atendimento às exigências vai muito além da formação acadêmica. As técnicas de teatro se apresentam como uma forma eficaz e prazerosa para o desenvolvimento das múltiplas inteligências e potencialidades do ser humano. O que possibilita o aprimoramento do indivíduo para ser um profissional crítico, sensível, flexível, confiante e com capacidade de se expressar corretamente.

Gostou de saber sobre as principais técnicas de teatro que podem auxiliar no desenvolvimento das competências e habilidades profissionais? Para saber mais sobre os benefícios das aulas veja aqui.

E aí, quer saber mais sobre a relação entre empatia e interpretação e descobrir quais são os benefícios dessa dupla para o bem de uma sociedade igualitária?

As vantagens da empatia e da interpretação

“Imagine todas as pessoas vivendo em paz”. Este trecho faz parte de Imagine, de John Lennon, uma das canções mais famosas de todos os tempos. A letra dessa música fala abertamente sobre a empatia e como ela pode mudar o mundo. Você sabia que a interpretação pode nos ajudar a ser mais empáticos?

A arte de interpretar vai muito além de fingir para o entretenimento de outras pessoas. Esse tipo de prática pode despertar sentimentos em todos os envolvidos — sejam eles atores no palco, sejam espectadores na plateia —, e mudar o modo como essas pessoas pensam.

E aí, quer saber mais sobre a relação entre empatia e interpretação e descobrir quais são os benefícios dessa dupla para o bem de uma sociedade igualitária? Continue a leitura!

O que é empatia?

De modo resumido, a empatia pode ser definida como a capacidade de compartilhar e compreender as emoções e sentimentos de outras pessoas. Ela pode ser sentida de diversas formas por indivíduos diferentes e não há uma receita de bolo para defini-la. No geral, ela pode ser dividida em:

  • empatia afetiva — a capacidade de sentir, em si mesmo, as emoções dos outros. É normalmente exemplificada por pessoas que choram facilmente ao assistir filmes ou peças dramáticas ou se assustam ao ver cenas de terror;
  • empatia cognitiva — se refere à habilidade de compreensão dos sentimentos alheios, mas sem necessariamente senti-los por tabela. É o que ocorre, na maior parte das vezes, com psicólogos e profissionais que lidam com a psique humana.

Algumas pessoas — e até alguns animais, como os ratos e primatas — conseguem ser empáticos dos dois modos. Outros, no entanto, não possuem essa capacidade. Para a maioria das pessoas, esses seriam os chamados psicopatas, que normalmente são grandes mestres da empatia cognitiva. Por isso, não ser empático não é um sinônimo de psicopatia.

Quais são os benefícios da empatia para a sociedade?

Como podemos ver, nem todos os seres humanos são empáticos. Embora algumas pessoas afirmem que essa qualidade é inerente ao ser humano (ou seja, adquirida naturalmente, que faz parte da natureza), nem sempre isso ocorre na prática.

A falta de empatia traz inúmeros prejuízos para a sociedade como um todo. Pessoas que não conseguem se sensibilizar com as dores e perdas de outrem são mais propensas a tomarem decisões egoístas ou prejudicar os outros, mesmo que não o façam deliberadamente. Por conta disso, a empatia é fundamental aos grandes líderes e figuras de poder.

No entanto, não são apenas as pessoas poderosas que precisam ser mais empáticas. Afinal de contas, a sociedade precisa de todos para funcionar em harmonia, ainda mais em uma democracia. Somos nós que escolhemos os nossos governantes e pensar em todos — mesmo naqueles que não compartilham nossas crenças, raças ou esferas sociais —, é importantíssimo na hora de tomar certas decisões.

Como podemos relacionar empatia e interpretação?

Como mencionado no início da nossa conversa, a arte de interpretar pode ser uma ótima aliada no desenvolvimento e amadurecimento da empatia. Ainda que à primeira vista a relação pareça inexistente, é possível correlacionar os conceitos com muita facilidade.

Resumidamente, podemos dizer que a interpretação consiste na incorporação de um personagem. Para fazer uma boa performance, é fundamental que o ator “entre” no indivíduo que interpretará. Para isso, ele passará a agir, pensar e sentir como aquela pessoa, real ou hipotética.

Só com isso, já é possível compreendermos muito bem a relação entre as duas coisas. Ao estudar e construir um determinado personagem, o ator entra definitivamente em contato com suas emoções e passa a observar o mundo por meio de seu olhar, abandonando o seu próprio.

Felizmente, a dramaturgia é riquíssima e nos agracia com os mais variados temas e personagens para trabalhar. São vivências, culturas, experiências e personalidades completamente diferentes. Assim, ao interpretar muitas pessoas, conseguimos abrir o nosso leque de pontos de vista e nos tornamos mais empáticos aos problemas de pessoas diferentes de nós.

Quais são as principais vantagens de estudar a arte de interpretar?

Além do próprio conceito de interpretação, conviver em um ambiente repleto de arte e de pessoas interessadas nela é extremamente benéfico para o exercício da empatia e de outros quesitos. O autoconhecimento, a autoestima, a criatividade e até o senso de democracia também são muito favorecidos nesse meio.

A principal razão para esse amadurecimento pessoal é a diversidade encontrada em ambientes como uma escola de teatro. A arte é uma das linguagens universais e pode tocar e fazer com que pessoas extremamente diferentes se conectem e se comuniquem.

Com isso, ao estudar teatro você está mais suscetível a fazer novas amizades com pessoas que não conheceria fora daquele ambiente. Isso nos permite, também, vivenciar novas experiências e entrar em contato direto com outras culturas e vivências.

Quais são os preceitos básicos do método Stanislavski?

Constantin Stanislavski (1893-1938) foi um pedagogo e ator russo, famoso pela elaboração de um dos métodos de atuação mais famosos nos tempos atuais. Esse sistema, que leva o seu nome, é utilizado por diversas escolas de teatro ao redor do globo.

Para ele, o ofício de ator significava o mesmo que dar vida ao espírito humano. Em outras palavras, esse conceito pode ser definido como a arte de representar situações cotidianas de forma realista, utilizando as emoções reais que todos nós experimentamos diariamente.

O Sistema — comumente chamado de O Método — é também conhecido como a gramática do ator e foge da dinâmica de réplica e mimetismo muitas vezes utilizados no ensino teatral. Para Stanislavski, a improvisação e a criatividade deviam ser pilares da formação cênica.

Ele mesmo era um exímio observador e incentivava que seus alunos observassem uns aos outros e buscassem compreender as razões e emoções de cada um deles, utilizando os elementos percebidos durante as apresentações. Por isso, esse método busca uma atuação mais natural e que faça com que o público se identifique.

Agora que você conhece a relação entre empatia e interpretação, que tal começar a fazer teatro? Dessa forma, você desenvolverá seu senso empático e nos ajudará na caminhada para uma sociedade cada vez mais justa. Quem sabe um dia você se juntará a nós e o mundo poderá ser como um só, não é mesmo?

Se você se interessou pelo mundo teatral e gostaria de saber mais, confira nosso post sobre os 9 livros indispensáveis para os estudantes de teatro. Até a próxima!

Quer entender melhor a importância de ser flexível nas suas relacoes e como isso impacta sua vida? Continue a leitura deste artigo!

Flexibilidade e relações humanas: a importância do jogo de cintura

As relações interpessoais são a base do desenvolvimento de qualquer pessoa, pois nós dependemos uns dos outros para realizar nossos sonhos e projetos profissionais. Portanto, é necessário ter flexibilidade e saber adaptar-se a diferentes tipos de situações para levar uma vida mais harmoniosa.

O jogo de cintura nos permite ser mais empáticos e encontrar soluções mais efetivas para os problemas que enfrentamos no dia a dia. Quer entender melhor a importância de ser flexível e como isso impacta sua vida? Continue a leitura deste artigo!

As relações humanas e suas ações positivas e negativas

Quando nos relacionamos com outras pessoas — seja no campo pessoal, seja no profissional —, encontramos diversos tipos de comportamento. Alguns indivíduos encaram as coisas de uma perspectiva negativa e se rendem a sentimentos como a irritação, o julgamento e a leviandade.

As pessoas que reagem de maneira positiva têm comportamentos que envolvem a paciência, a habilidade de ouvir, de aceitar e de interessar-se pelo outro, bem como a capacidade de elogiar as atitudes dignas de comentários favoráveis.

É claro que muitos fatores influenciam diretamente na maneira como reagimos a situações e às pessoas à nossa volta. Porém, ao agir com empatia e cuidado fica muito mais fácil reagir positivamente.

A flexibilidade comportamental

Com o passar do tempo, tendemos a desenvolver comportamentos estereotipados e repetitivos — o que pode nos levar à estagnação. Pare e pense em quantas vezes você já se deparou com conflitos e obstáculos em sua vida e sempre obteve o mesmo resultado — provavelmente negativo.

A flexibilidade é a capacidade que uma pessoa tem de se adaptar a diferentes realidades e ambientes, independentemente do perfil daqueles que a cercam ou da situação vivida. O indivíduo que tem jogo de cintura consegue mudar e ajustar suas ações e seus pensamentos de acordo com as exigências que surgem no dia a dia.

No mercado de trabalho, essa característica é vista como uma qualidade essencial para o sucesso — principalmente para que o profissional saiba lidar com as mudanças constantes que acontecem em qualquer ambiente corporativo.

A importância de ser flexível

O grau de flexibilidade de uma pessoa está diretamente relacionado à sua inteligência emocional — ou seja, à sua capacidade de reconhecer e gerenciar suas emoções. Quando você tem um pensamento rígido, dificilmente conseguirá alcançar seus objetivos, uma vez que você não se abrirá para o novo.

Ser flexível traz muitos benefícios para sua vida. Confira alguns deles a seguir:

  • maior criatividade;
  • melhor interação com o ambiente em que está inserido;
  • sabedoria para identificar situações e encontrar as soluções mais adequadas para cada uma delas;
  • clareza de objetivos;
  • facilidade para manter o foco;
  • mais empatia: você se torna capaz de ouvir as pessoas e de compreender suas dificuldades;
  • relações mais saudáveis — seja no trabalho, em casa ou com amigos.

Como é possível perceber, ter jogo de cintura é um processo que requer muito comprometimento e perseverança, já que é necessário realizar uma grande mudança de hábitos e sair totalmente de sua zona de conforto.

A prática teatral é uma excelente opção para desenvolver todas essas características. As aulas de teatro envolvem atividades em grupo, nas quais você aprenderá a lidar com diferentes tipos de situações — sempre respeitando o seu ritmo e os seus limites.

Além disso, há a convivência com pessoas de personalidades distintas — uma excelente oportunidade para desenvolver sua empatia e suas habilidades sociais.

E então, curtiu saber mais sobre como a flexibilidade é importante para o seu sucesso? Aproveite para saber como o teatro pode ser um grande aliado para alavancar a sua carreira!

Descubra como as aulas de teatro podem ajudar voce a fazer novas amizades!

Como as aulas de teatro podem me ajudar a fazer amizades?

Conhecer novas pessoas é algo que pode gerar muita ansiedade e, para muita gente, fazer amizades não é uma tarefa fácil. No entanto, essa não é e nem precisa ser uma tarefa árdua.

Acredite, fazer amigos pode ser trabalhado e desenvolvido, sempre respeitando os seus limites. Fazer um curso de teatro vai lhe ajudar a vencer todas estas barreiras para melhorar as suas relações pessoais.

A prática teatral traz muitos benefícios para pessoas de todas as idades e ajuda na construção de relacionamentos saudáveis que perduram a vida toda.

Quer descobrir como as artes cênicas podem ser uma ferramenta poderosa para alcançar esse objetivo? Continue a leitura deste texto e saiba mais!

Aventura e Diversão

À medida que você amplia e desenvolve novas habilidades por meio das atividades artísticas, é fato que você fica mais preparado e motivado com a sua vida. Além disso, passa a exercer melhor as suas qualidades pessoais, pois o teatro ampliará, e muito, suas potencialidades.

Consequentemente, também, socialmente se destacará mais, consequência comum de quem exercita as artes cênicas.  É importante destacar que este processo acontece naturalmente.

Ao trabalhar jogos lúdicos e a diversão proposta pelo teatro, ganhamos novas desenvolturas para nossa vida social. Tudo isso acontece de forma inconsciente. O mais legal é que você nem perceberá a transformação. Muito provavelmente, seus amigos comentarão as mudanças antes mesmo de você ter consciência delas.

Lembre-se de que a estagnação é o que gera muitas frustrações, o que exerce um impacto direto em sua personalidade. Quando começar a trabalhar a si no mágico mundo das aulas de teatro, sua vida ganhará movimento. Isso é um poderoso aliado para o seu crescimento, tanto pessoal quanto profissional.

Reconhecimento de suas emoções

Ao ter a oportunidade de vivenciar o mundo mágico do teatro, inevitavelmente você acessará diferentes sensações  de maneira lúdica e prazerosa.

É comum que você descubra novas sensações importantes para o seu dia-a-dia. Fazer teatro é uma grande aventura.

Novas emoções acontecem em diferentes proporções, portanto, quanto mais vivência, mais interessante fica. As aulas vão lidar com quem você é, auxiliar para que fortaleça suas potencialidades latentes para conseguir se desenvolver em quanto ser humano. Isto o ajudara muito nas suas relações pessoais.

Trabalho com a timidez

Ao se preparar para atuar em um palco, inevitavelmente você trabalhará com o medo de falar em público — não somente com sua plateia, mas também com os outros estudantes envolvidos no processo.

Uma grande vantagem do teatro é o fato de a falta de habilidade na comunicação ou a timidez serem vistas como mais uma característica a ser trabalhada, não como um problema ou “defeito”.

Por meio de exercícios com professores especialistas, aos poucos você se soltará e se sentirá mais confortável. Essa desenvoltura acontecerá de forma natural, o que lhe ajudará a se expressar melhor com novos amigos.

Desenvolvimento das habilidades de comunicação

Durante as aulas de teatro, há exercícios que trabalham as expressividades corporal e vocal, que são essenciais para que consiga expor suas ideias de maneira clara e objetiva.

A linguagem não verbal também é uma parte fundamental do processo de comunicação, daí a necessidade de trabalhar esse fundamento. Dessa maneira, você, com certeza, conseguirá interagir em diferentes ambientes e situações de maneira mais natural e interessante aos olhos das pessoas.

Já a expressão vocal é trabalhada por meio de técnicas voltadas ao teatro — respiração, articulação das palavras, relaxamento e ritmo. Já conversou com pessoas que falam e lhe dão sono? A prática teatral traz tempo e ritmo à fala, o que torna a comunicação mais interessante para quem escuta.

Dessa maneira, será possível modular a altura, o tempo e o ritmo de acordo com as particularidades de cada conversa. E não se preocupe, pois isso acontece de forma gradual e natural.

Vale ressaltar que saber se expressar de maneira mais interessante é uma parte importante de sua imagem. Pare e pense como é desconfortável estar perto de alguém que força simpatia, gesticula artificialmente ou finge estar interessado. Um dos pontos-chave para se relacionar bem com as pessoas é a naturalidade.

Aumento da empatia e da tolerância

Como o teatro é uma arte feita em grupo, a prática o transforma numa pessoa que tem facilidade para enxergar e entender melhor as pessoas que fazem parte de sua vida. Consequentemente, torna-o mais acessível, flexível e as diferenças são aceitas de braços abertos.

O aprendizado pela diferença de hábitos e visões divergentes sobre a vida pode ser muito rico, pois isso lhe auxiliará a encontrar soluções mais efetivas para conflitos que possam surgir em seus relacionamentos.

A partir do aprimoramento de si, suas relações interpessoais são aprimoradas. A troca de experiência com outras pessoas, bem como vivenciar situações por ângulos que fogem de sua zona de conforto, é uma excelente maneira de ter um maior jogo de cintura e ser mais criativo. E vamos falar né…. todos adoram ter amigos com jogo de cintura e criativo.

Oportunidade de conhecer várias pessoas e fazer amizades

O teatro é uma prática muito democrática e reúne todo tipo de gente, com diversas experiências de vida. Além disso, é uma atividade coletiva que lhe dá mais liberdade para viver consigo mesmo, o que é possível pelo desenvolvimento das habilidades citadas ao longo deste texto.

Os exercícios feitos ao longo do curso sempre envolvem o desenvolvimento com outras pessoas, o que proporciona um ambiente social e que possibilita a criação de laços fortes entre os estudantes, não importando a sua idade.

As práticas realizadas em grupo exercitam a confiança em si e em seus colegas, além de ensinar a apreciar as qualidades e a respeitar as diferenças que possam existir entre todos.

É muito importante ressaltar o fato de que nós somos interdependentes, ou seja, dependemos uns dos outros para alcançarmos nossos objetivos e sonhos. É por meio de nossos contatos que conseguimos construir uma carreira mais sólida e, também, ter acesso a oportunidades muito ricas de cultura e diversão.

Temos a certeza de que, depois da leitura deste artigo, deu para perceber que as aulas de teatro são uma importante ferramenta para fazer amizades e melhorar suas relações interpessoais.

Então, aproveite a oportunidade para seguir nosso perfil no Facebook e acompanhar nosso conteúdo por lá! Estamos esperando por você e por muitas amizades!