Tag Archives: timidez

A timidez em adultos é um problema que afeta a vida de muitos brasileiros. Suor nas mãos, queimação no rosto e frio na barriga são apenas alguns dos sinais.

Timidez em adultos: descubra como o teatro vai resolver essa questão

A timidez em adultos é um problema que afeta a vida de muitos brasileiros. Suor nas mãos, queimação no rosto e frio na barriga são apenas alguns dos sinais que acompanham as pessoas que sofrem com ela.

Alguns casos são tão complicados que a pessoa chega a perder a fala em situações diversas, como quando precisa falar em público. Ou ainda, tem seus relacionamentos sociais e familiares prejudicados.

Passar por situações assim não é nada legal. Se isso está acontecendo com você em maior ou menor grau, continue a leitura e veja como o teatro pode ajudar a lidar com esta situação.

Na superação da timidez

Antes de entendermos como o teatro pode ajudar, precisamos esclarecer alguns pontos. Primeiramente, o teatro não se resume a estar diante de uma plateia desconhecida, encenando algo como ator. Para uma pessoa tímida isso, a princípio, seria algo quase impraticável. A princípio porque muitos atores são ou eram tímidos e superam esta dificuldade.

Além disso, precisamos lembrar que algumas pessoas têm gosto pelo teatro, mas não querem ser profissionais. Ou seja, nesse caso é o processo que importa. As aulas de teatro, além de ter um caráter que amplia uma novas possibilidades profissionais, também irá ajudá-lo a se expressar melhor, a se conhecer e a se relacionar com seus semelhantes de forma mais sólida e consistente.

Temos que lembrar também que cada pessoa tímida tem suas características próprias, mas geralmente existe a dificuldade de expressar ideias e  sentimentos de maneira ágil e para pessoas que acabaram de conhecer é a mais evidente delas. A timidez em si tem suas raízes como um traço da personalidade normal a várias pessoas.

Os motivos que levam as pessoas a terem um excessivo medo de falar em público e, consequentemente, a terem níveis de timidez elevados são os mais diversos possíveis. Entre eles estão a insegurança, a hipersensibilidade, ausência de habilidades sociais e até a busca pelo perfeccionismo.

É exatamente aqui que o teatro surge como um importante fator de superação da timidez. A pessoa tímida sempre será tímida, mas o teatro a ajudará a encontrar formas de lidar com a questão. Além disso, a própria pessoa entenderá, por meio do teatro, que sua timidez não é ruim e que se for bem trabalhada se tornará uma qualidade.

É por meio da superação da timidez e das técnicas teatrais que o adulto aprenderá a se posicionar em público, a ser extrovertido quando a situação exigir e a usar essas características especiais em benefício próprio – ser atencioso aos detalhes, ouvir com atenção e até ter enorme charme individual.

No desenvolvimento de habilidades

Um curso de teatro ajuda a pessoa a trabalhar o desenvolvimento de suas capacidades e habilidades pessoais de maneira que ela consiga expressar melhor suas ideias e sentimentos por meio de palavras e do próprio corpo.

No caso de um profissional tímido, o teatro poderá ajudá-lo a ser uma pessoa mais assertiva nas sua comunicação, a expressar seus pensamentos de modo muito mais interessante para aqueles que o ouvem. O que consequentemente torna a pessoa mais confiante, proativa e feliz consigo mesma. Ao mesmo tempo, o ajudará a compreender as diversas formas de expressão do outro, inclusive as não verbais.

Além disso, precisamos considerar que quanto mais a pessoa se expressa com convicção, mais ela será bem-vista na vida social. E isso sem falar que essas características são fundamentais para a criação de uma imagem profissional que passe a ideia de competência, confiança e solidez.

Quem se expressa bem consegue ter maior versatilidade para lidar com situações inesperadas e sabe trabalhar melhor as famosas “saias justas” para passar por tais situações sem constrangimentos. Por exemplo, como encarar uma pergunta super constrangedora ou uma apresentação de um projeto na reunião do escritório solicitada em cima da hora?

No conhecimento do próprio corpo

Como volta e meia ouvimos ou lemos, a linguagem não é restrita apenas à comunicação verbal. A comunicação corporal também tem papel fundamental nas nossas relações. Aliás, uma tem de estar de acordo com a outra. Dessa forma, teremos um processo de comunicação coerente e completo.

O nosso corpo fala! Muitas vezes sabemos que a pessoa não acredita no que está dizendo ou que está escondendo algo devido aos seus gestos, às expressões e às posturas que apresenta.

O nosso querido Silvio Santos é um especialista em comunicação não verbal. Já percebeu que, às vezes, quando está falando algo ele estende os braços como se quisesse receber um abraço de alguém? Pois bem, esse gesto passa ao telespectador a ideia de sinceridade, segurança e credibilidade.

Talvez esse seja um dos maiores benefícios do teatro: fazer transformações nas pessoas para que os seus corpos sejam capazes de expressar muito mais do que se imagina e como usar isso ao seu favor.

Não existe uma receita pronta para lidar com situações inesperadas, mas o teatro pode ajudar a pessoa a se sair melhor nelas. É bem provável que você já viu casos de pessoas que ficaram constrangidas, ‘sem jeito’ ou até mesmo sem resposta diante de um acontecimento que não esperavam.

Como o teatro trabalha todos os processos de comunicação, o que inclui ótimos exercícios de reflexão, ele possibilita um nível mais elevado em termos de capacidade de análise, o que resulta na construção de enorme potencial de segurança para lidar com o inesperado. Por exemplo, já viu aqueles atores ou apresentadores que mesmo sendo rechaçados não se abalam e continuam a apresentação? E na maioria das vezes conseguem mudar a situação por completo. É disso que estamos falando: do poder de estar presente e se manter firme.

Dessa forma, podemos sintetizar os benefícios práticos para os tímidos em três frentes:

  1. desenvolvimento e aprimoramento da capacidade de explanar ideias de forma clara, objetiva e confiante ou, ainda, saber o que fazer para improvisar quando necessário;
  2. trabalhar os pontos que impedem a pessoa de se relacionar, expressar e se comunicar melhor, como as ansiedades e dúvidas;
  3. diminuir os obstáculos que dificultam a relação e a comunicação eficiente da pessoa em seu cotidiano.

O que você precisa ter em mente é que o teatro não faz com que timidez simplesmente desapareça. Na realidade, ele te ensinará a criar e aplicar estratégias, conscientemente e inconscientemente, que permitirão que você conviva com ela sem que seja afetado negativamente de alguma forma. Especialmente nos dias atuais, o teatro se torna uma ferramenta fundamental, já que nossos objetivos pessoais e profissionais dependem em grande parte de como nos apresentamos para o mundo.

No trabalho com todas as áreas

Como vimos, há uma série de vantagens práticas quando relacionamos o teatro à nossa vida cotidiana. Imagine algo que pode te ajudar a se destacar no mercado profissional, a socializar mais, melhorar como pessoa, aprimorar seus relacionamentos e ainda te apresentar a um mundo de cultura e aprendizado. O teatro é tudo isso e muito mais!

O teatro não é apenas uma forma de comunicação artística. Ele vai além e proporciona à pessoa que o pratica o desenvolvimento social. Não há regras de início, meio ou fim. É um estado de constante mutação no qual a pessoa trabalha exatamente a área que mais precisa.

Com certeza, o teatro traz à tona o melhor do indivíduo e antes que ele perceba estará completamente transformado. Dar o primeiro passo para conhecer esse processo de mudança de vida é algo extraordinário. Vale a pena!

Então, conseguiu compreender bem como a timidez em adultos pode deixar de ser um problema com a ajuda do teatro? Que tal conferir como é uma primeira aula de um curso teatral? Dá uma olhada nesse artigo especial sobre o tema!

Mas afinal, o que é essa tal comunicação não verbal e qual o papel do teatro para o seu desenvolvimento? Descubra neste post!

O que é a comunicação não verbal? O que tem a ver com a timidez? Descubra!

Não é raro encontrarmos pessoas falando que o teatro auxilia na superação da timidez. Mas, além disso, você sabe como o teatro ajuda na comunicação não verbal? E o que significa isto?

Esse é um dos benefícios mais interessantes do teatro. Afinal, boa parte de nossa comunicação acontece sem percebermos, ou seja, por meio de gestos, reações e expressões silenciosas, mas que comunicam muito! Não se engane, grande parte da sua personalidade é revelada pela sua expressão não verbal.

Mas afinal, o que é essa tal comunicação não verbal e qual o papel do teatro para o seu desenvolvimento? Descubra neste post!

O que é comunicação não verbal e qual a sua importância?

De forma simples, podemos definir a comunicação não verbal como a capacidade de se comunicar por meio de gestos, sinais, expressões corporais ou faciais e reações do corpo aos diversos estímulos do ambiente e das pessoas que nos cercam.

A importância da comunicação não verbal se revela em várias situações da nossa vida, visto que ela tem mais força que a verbal. Por exemplo: em uma entrevista de emprego quer mostrar tranquilidade, mas não consegue parar de mexer seus pés ou mãos e desvia seu olhar do entrevistador repetidamente, sua linguagem corporal claramente está contradizendo a sua fala.

Um ator, por outro lado, normalmente consegue se sair extremamente bem em entrevistas. ou diante do público  Isso porque seu repertório de comunicação não verbal é muito amplo e permite que ele não caia na monotonia. Assim, em uma conversa, seu sorriso, seu olhar e até o silêncio de suas pausas  — que é, na verdade, um item importantíssimo da comunicação não verbal — fazem toda a diferença.

Como o teatro ajuda na comunicação não verbal?

Agora que você já sabe o que é comunicação não verbal e conhece a sua importância, deve estar se perguntando se o teatro ajuda a desenvolvê-la, certo? A resposta é: sim — e você vai descobrir como isso acontece logo abaixo!

Desperta a consciência corporal

No teatro, a comunicação não verbal é muito utilizada e, para isso, é necessário um longo trabalho de consciência corporal. Por meio desse trabalho, o teatro “destrava” os mais tímidos para que eles possam ampliar seu repertório de comunicação.

A consciência corporal é uma habilidade que explora as possibilidades de movimento, da ação física, consequentemente da expressividade do corpo. Por meio dela, é possível exercitar seus limites expressivos, suas dificuldades, suas possibilidades e suas potencias até então desconhecidas. A consciência corporal também mostra como as conseguimos interferir nas nossas emoções e como é possível direcioná-las em cena.

Desenvolve repertório expressivo

O aprimoramento com objetivo é a vivencia de exercícios da sua consciência corporal irão dar vida a um grande repertório expressivo para sua comunicação não verbal. Isso porque, ao experimentar um conhecimento mais profundo sobre nosso próprio corpo, a consciência corporal também traz à tona a nossa força expressiva, inclusive para quem sofre de timidez! Dão resultados incríveis!

Assim, se antes a comunicação estava restringida principalmente à voz, por meio de um trabalho contínuo, outras formas de interação ganham força. Seja um sorriso, um olhar mais profundo ou um simples levantar de sobrancelha. São detalhes inconscientes capazes de gerar uma comunicação mágica e muito mais interessante!

Supere sua Timidez

Em nosso dia a dia, grande parte da nossa comunicação é transmitida pelas nossas expressões faciais. Entretanto, esse processo nem sempre acontece da melhor forma. Isso é perfeitamente natural, pois são atos que acontecem de forma inconsciente. Não existe um roteiro, instruções ou regras para a comunicação não verbal, pois cada indivíduo tem suas próprias características.

Contudo, ao possibilitar o “destravamento” do indivíduo, o teatro permite que as expressões faciais sejam exploradas de forma mais potente para que a magia da comunicação não verbal floresça cada vez mais assertivamente.

Por fim, algo interessante a ser ressaltado é que, além de saber como o teatro ajuda na comunicação não verbal, você precisa entender que ele também auxilia a entender as expressões corporais das outras pessoas. Assim, é possível perceber não só a si mesmo, mas também o feedback que elas dão às suas reações.

E aí, gostou do assunto do post? Esperamos que sim!
Veja a série de benefícios que o teatro pode oferecer para as crianças, auxiliando em seus desenvolvimentos pessoais.

Confira agora 5 importantes habilidades que o teatro desenvolve nas crianças

As diversas atividades culturais e esportivas desempenham um importante papel no desenvolvimento integral do ser humano. Quando praticadas ainda na infância, contribuem para o progresso da inteligência inter e intrapessoal, o fortalecimento da coordenação motora, a formação da inteligência emocional, a percepção das regras, o respeito à diversidade e, talvez a mais marcante, a inserção da criança em um ambiente propício à autoexpressão.

Apesar de as aulas teatrais serem uma boa opção para qualquer faixa etária, é comum que muitos pais, desejosos de proporcionarem aos seus filhos as condições necessárias para um mais potente desenvolvimento social, optem pela série de benefícios do teatro ainda quando crianças. Veja a seguir as principais vantagens da prática.

1. Ensina a perceber e lidar melhor com as emoções

Durante o aprendizado teatral a criança desenvolve, à medida que evolui, a capacidade de perceber e lidar melhor com às emoções e acessar, também, caminhos para expressá-las. Não se pode manifestar ou trazer à consciência um sentimento que não se consegue nomear. Dessa maneira, são notórios os benefícios que as aulas de teatro proporcionam ao fator emocional.

De acordo com Daniel Goleman, que desenvolveu um extenso trabalho sobre a inteligência emocional, tal condição se apoia primordialmente em 5 habilidades:

  • o autoconhecimento emocional, definido pela capacidade de reconhecimento das próprias emoções mediantes aos estímulos externos;
  • o autocontrole, que utiliza as informações recolhidas pela autopercepção para decidir como quer e deve reagir em cada situação, ponderando a mensagem que se deseja transmitir e a que é esperada socialmente;
  • a automotivação, que coloca as emoções a serviço de objetivos específicos, sem permitir que as limitações impeçam o avanço dos intentos definidos;
  • a capacidade de ler as emoções de outros indivíduos, que cresce à medida que se trabalha o conhecimento sobre as próprias emoções, por isso, o desconhecimento do seu papel e influência social implica, também, em uma capacidade precária de leitura dos outros;
  • e a interação social, que se manifesta por um comportamento seguro em interagir com outras pessoas a partir da leitura da sua linguagem corporal e, consequentemente, do fornecimento de respostas adequadas.

Nota-se, então, que a inserção no processo teatral e o desenvolvimento da capacidade de atuar da criança atinge diretamente os fatores listados acima. Para alguém tímido, em um primeiro momento, a tarefa é vivenciar o teatro, simultaneamente, enquanto sujeito atuante e observador do seu próprio processo emocional interno, conforme se expõe ao aprendizado dessa arte.

2. Estimula a criatividade

Graças aos inúmeros adereços que compõem a atividade teatral, performances como essas estimulam a criatividade de diversas maneiras. Por exemplo, o desenvolvimento da autonomia para elaboração do texto da peça, busca por figurinos adequados, imersão histórica, trilha e efeitos sonoros ou linguagem corporal, que se busca desenvolver de acordo com o contexto ou a sondagem das diversas emoções que são vivenciadas pelos personagens.

A combinação de todos esses elementos cria um ambiente rico e propício ao desenvolvimento simultâneo de diversas habilidades, bem como estimula o pensamento criativo de maneira autônoma. Outro fator notável é a ampliação do repertório cultural, uma vez que o indivíduo é apresentado a um universo literário e artístico abundante.

3. Combate a timidez

Um dos grandes benefícios do teatro é a possibilidade de corrigir problemas de interação social e timidez. Devido à exposição gradual e controlada às atividades iniciais de consciência corporal, ocorre um silencioso, mas perceptível, processo individual em que a criança se descobre como um sujeito atuante e tem a oportunidade de explorar a sua influência no ambiente que ocupa por meio de diversas linguagens.

A ampliação da consciência corporal e emocional traz maior segurança para com a própria imagem, o que se evidencia na melhoria da interação social e na capacidade de improvisar criativamente no palco e na vida. Apesar de ser um processo natural, há que se considerar a natureza individual desse trabalho de autoconsciência e que cada criança apresentará o seu ritmo de evolução.

4. Contribui para a formação do caráter

Outro benefício do teatro é que o contato com essa arte também contribui para a consolidação de valores como o respeito à diversidade, ao espaço e os sentimentos do outro e a compreensão da subjetividade que é inerente às emoções humanas.

Dessa maneira, não se pode deixar de citar o benefício do entendimento e o respeito às regras definidas e aos outros participantes, aprendizado absorvível tanto por meio de atividades culturais quanto por meio de atividades esportivas.

Comportamentos infantis nocivos ao bem-estar geral, como a falta de disciplina e a agressividade, também podem ser atenuados com a prática teatral, uma vez que esta assuma o seu papel de ferramenta pedagógica e consolide a transmissão de valores essenciais para uma convivência comunitária harmoniosa.

5. Aumenta o traquejo social

A capacidade de improvisar em diversas situações também é um dos benefícios do teatro, já que depende da utilização de recursos já consolidados e vivenciados pelo indivíduo. Isso significa que quanto maior for a exposição às situações teatrais em que haja a liberdade de improvisação, maior é, também, o traquejo social.

Devido à relação estabelecida entre a exposição que ocorre no meio teatral e a facilidade de lidar com situações inesperadas do dia a dia, pode-se compreender a dificuldade de pessoas tímidas em enfrentar ocasiões sociais corriqueiras como, por exemplo, estabelecer um diálogo com um desconhecido ou interagir com os colegas de estudos e trabalho.

Isso ocorre devido aos aparatos de sobrevivência social construídos pela timidez, que buscam restringir o máximo possível as situações em que há desconforto ou a vivência de cenários emocionalmente incômodos.

A dificuldade em se sentir seguro na própria pele, transmitir mensagens e reagir adequadamente diante de outras pessoas pode ser trabalhada no teatro, já que ali o propósito de todos é o mesmo e, do ponto de vista da pessoa tímida, é um ambiente mais flexível e libertador

Para finalizar a reflexão sobre os benefícios do teatro durante a infância, destacamos a definição da pedagoga Neirimar Cerqueira: “As atividades de expressão libertam a personalidade pela espontaneidade e formam-na pela cultura. As atividades artísticas permitem que a criança se expresse ficando claros seus sentimentos, as suas frustrações e ansiedades, mantendo um clima geral de liberdade e respeito.”

Agora que você já sabe os importantes benefícios do teatro para as crianças, entre em contato conosco e tire todas as dúvidas sobre as aulas de teatro!

Continue a leitura e confira como lidar com a timidez excessiva no meio profissional. Continue a leitura deste artigo aqui.

8 problemas que uma pessoa tem por demonstrar timidez no trabalho

Ser diferente é necessário. Afinal de contas, a sociedade não teria chegado onde estamos hoje se fôssemos todos iguais. No entanto, algumas características podem trazer mais dificuldades, como é o caso da timidez no trabalho.

Na verdade, a timidez, por si só, não deve ser vista como um problema. Ela é uma parte da personalidade de indivíduos que têm características especiais e muitas vantagens. As pessoas tímidas costumam ser, por exemplo, muito mais observadoras e detalhistas.

No ambiente profissional, no entanto, ser tímido pode gerar alguns obstáculos de comunicação com a chefia e outros colegas de profissão. Por isso, é essencial que ela seja trabalhada para que não gere prejuízos. Mas, então, como isso pode ser feito?

É justamente disso que trataremos neste post! Continue a leitura e confira como lidar com a timidez excessiva no meio profissional:

Quais problemas os tímidos enfrentam no ambiente profissional?

Nossa sociedade está, de certa forma, condicionada a amar os personagens extrovertidos. Por isso é que ser tímido é tido como uma desvantagem em um ambiente tão dominado por pessoas com características contrárias.

Vejamos, a seguir, alguns dos problemas enfrentados por esses indivíduos.

1. Dificuldade para ser proativo

No ambiente profissional, ser proativo é ainda mais difícil para os tímidos. Essa é uma das habilidades mais desejadas por empregadores e recrutadores — mas, infelizmente, fica a desejar no caso de muitos tímidos, que se retraem e deixam passar oportunidades por conta de sua vergonha.

Isso não quer dizer, de modo algum, que esses indivíduos sejam menos capazes ou qualificados. Na prática, quer dizer que o medo diante de situações sociais pode deixá-los menos propensos a agir e se destacar em um ambiente repleto de pessoas competitivas e ambiciosas.

2. Problemas para desenvolver relacionamentos

A timidez também pode não ser tão favorável para o desenvolvimento de relações entre os colegas de trabalho, essenciais em qualquer profissão. Isso dificulta até o networking — nome dado às redes de contatos criadas entre profissionais de uma mesma área.

Outro ponto importante é o prejuízo para os relacionamentos com os próprios chefes e superiores, prejudicando a comunicação entre essas partes. Por isso, muitas vezes, pedir um favor ou informar algum problema pode ser bem difícil para pessoas tímidas.

3. Dificuldade de conseguir novas oportunidades

Por fim, podemos citar como um problema os obstáculos colocados para a conquista de novas oportunidades, sejam novos empregos ou a promoção, por exemplo. Isso afeta diretamente a possibilidade de crescimento dentro do ramo de atuação.

Enfrentar entrevistas de emprego ou demonstrar as características necessárias para uma promoção e cair nas graças dos chefes é muito mais complicado para pessoas introspectivas e retraídas, o que pode prejudicar o avanço na carreira escolhida.

4. Dificuldade em expressar opiniões e ideias

A expressão de opiniões e ideias não só é uma capacidade muito valorizada nos dias atuais (especialmente em empresas que têm a cultura do feedback como um de seus valores), como também pode auxiliar qualquer colaborador a melhorar muito as suas habilidades e capacitação.

A comunicação é um ponto crucial para qualquer trabalho e, por isso, deve ser parte do dia a dia dos funcionários. Expressar as suas visões pode fazer com que não só você seja favorecido, mas toda a empresa. Além disso, esse tipo de prática também auxilia na criação de laços e otimiza o networking.

5. Redução da produtividade e bloqueio do potencial

Não conseguir se comunicar adequadamente é prejudicial também para a exploração de todo o potencial das pessoas tímidas. Por serem mais retraídas, elas tendem a se isolar e não experimentam novas situações, além de terem um receio maior de se arriscar por medo de represálias.

Outra consequência direta da timidez excessiva é a redução da produtividade. Por terem medo de serem repreendidos ou de levar broncas, especialmente em frente aos outros colegas, muitos tímidos acabam não se expondo o bastante e não tomando a frente em situações que podem gerar momentos muito produtivos.

6. Dificuldades para desenvolver novas habilidades

O medo mencionado no tópico anterior traz outra séria consequência para os tímidos: a dificuldade do aprendizado de novas habilidades, algumas delas cruciais para o aprimoramento e capacitação dentro da carreira.

Isso ocorre justamente pelo medo excessivo em arriscar e não obter êxito. Em alguns casos, os tímidos têm até mesmo receio de irem bem e serem elogiados em público, atraindo toda a atenção para si. Com isso, se isolam em suas funções, fazendo apenas o básico, sem ousar.

7. Diminuição da autoestima

Embora os tímidos sejam extremamente capazes e a timidez traga muitas vantagens (como a maior capacidade de observação e uma grande empatia), o excesso dessa característica pode ser prejudicial para a autoestima, fazendo com que o indivíduo não confie em seu potencial e se compare frequentemente com as outras pessoas, vendo a si mesmo como inferior.

Os problemas de autoestima podem ser prejudiciais, especialmente a longo prazo. Tudo isso faz com que a timidez excessiva se torne uma reação em cadeia, que afeta os mais variados âmbitos da vida de uma pessoa.

8. Desenvolvimento de problemas emocionais

Por fim, uma das consequências mais graves da timidez no trabalho é o possível desenvolvimento de problemas emocionais, acarretados por um conjunto de fatores que vão desde a queda no desempenho no emprego ou a falta de interação social com os colegas da empresa.

Doenças como a depressão, a ansiedade ou a fobia social são comumente associadas às pessoas tímidas, mesmo que não exclusivas desse grupo. Por isso, trabalhar a timidez para que ela se mantenha em um nível saudável é fundamental não só para a carreira, mas para a saúde mental dessas pessoas.

Como o teatro pode ajudar a vencer a timidez excessiva no trabalho?

Quando falamos sobre atividades capazes de trabalhar o emocional e melhorar o autoconhecimento, o teatro é uma das melhores alternativas. Por conta disso, estas aulas são altamente recomendadas para pessoas tímidas ou com dificuldades de encarar situações sociais.

A questão é: por que isso acontece? O que podemos dizer é que as aulas teatrais trabalham diversas habilidades essenciais para os relacionamentos humanos, como a empatia, a comunicação e a oratória.

Além de auxiliar as pessoas a se portarem diante de outras — tanto no palco quanto em situações do dia a dia —, o teatro trabalha o indivíduo de dentro para fora. Por isso, características como o autoconhecimento, a autoconfiança e a autoestima são exploradas todos os dias.

O aluno passa a se conhecer melhor e, ao mesmo tempo, pratica elementos fundamentais para o relacionamento com os outros. Dessa forma, a longo prazo, a atividade favorece imensamente o currículo e traz mais desenvoltura no ambiente profissional.

E aí, pronto para vencer a timidez no trabalho? Depois dessas dicas, considere as aulas de teatro como uma alternativa para lidar com essa situação! Com certeza, você achará um equilíbrio entre a sua personalidade e a vida profissional, de modo que uma não prejudique a outra.

Agora, se gostou deste post, que tal compartilhá-lo em suas redes sociais? Assim outras pessoas ficarão sabendo como o teatro pode ajudar na vida profissional!

Perder a timidez não é uma tarefa impossível. É por isso que vamos indicar agora quatro maneiras de vencer a timidez. Veja mais.

4 técnicas para perder a timidez

Só quem é uma pessoa tímida sabe a dificuldade que é expressar as próprias ideias em público ou até mesmo em relacionamentos. O medo do constrangimento e do julgamento alheio pode fazer com que as interações sociais se tornem um grande sacrifício, o que prejudica a vida profissional e pessoal.

Mas, calma! Perder a timidez não é uma tarefa impossível e pode ser mais libertador do que você pensa. Afinal, a comunicação é o que move o mundo e aprender a desenvolver essa habilidade vai fazer muita diferença. É por isso que vamos indicar agora quatro maneiras de vencer a timidez.

Acompanhe o texto!

1. Não se cobre exageradamente

Normalmente, quem é tímido enxerga os próprios erros como sendo muito maiores do que realmente são. Se você gaguejou durante uma apresentação da faculdade ou não conseguiu encontrar as palavras adequadas em uma entrevista de emprego, isso não é o fim do mundo.

A impressão que dá é que os interlocutores vão criticar você ou rir da sua cara, mas não é bem assim. Geralmente, as pessoas prestam mais atenção em si mesmas antes de olhar os outros. Ou seja, elas também erram em algum momento. Além disso, sempre existem novas oportunidades para começar de novo se você cometeu algum erro.

2. Não tente agradar a todo mundo

É impossível fazer com que todos gostem de você, nem mesmo sendo uma celebridade extremamente carismática. Quem é tímido valoriza demais as opiniões alheias e tenta agradar a todos para conseguir se enturmar. Mas sempre vão existir pessoas com opiniões diferentes sobre você.

Por isso, mesmo que alguém diga algo desagradável, outra pessoa poderá ter uma opinião favorável e assim por diante. Perder a timidez não é tentar se entrosar com todo mundo. Em vez disso, busque a amizade de quem lhe faz bem.

3. Pratique o convívio social

Que tal aumentar o seu círculo de amizades? Matricular-se em algum tipo de atividade é ideal para começar a perder a timidez. Fazer academia, aulas de teatro ou curso de inglês são oportunidades para aprimorar a sua comunicação.

Seja para tirar uma dúvida, apresentar um trabalho em público ou treinar a autoconfiança, é possível sair da zona de conforto aos poucos e começar a engatar conversas. A partir daí, buscar novas experiências vai se tornando cada vez mais fácil e mais oportunidades poderão aparecer na sua vida.

4. Seja mais otimista

Sabe aquele cenário desastroso que você imagina antes de enfrentar um desafio? Não é ruim estar preparado para imprevistos, desde que isso não faça você desistir. Perder a timidez não é enfrentar qualquer situação de maneira intempestiva, mas permitir espaço ao otimismo.

Se você imagina que falar em público pode ser horrível, por que não imaginar também que pode ser maravilhoso e que vai trazer uma sensação incrível de felicidade? Dessa forma, você não achará tão difícil embarcar em novos desafios.

É só por meio da prática que enfrentar a timidez se torna mais fácil. Não é que você precise se tornar uma pessoa extrovertida da noite para o dia, mas desenvolver habilidades sociais é muito útil. Seja em um curso ou para conseguir um emprego, falar em público pode ser necessário em muitas situações.

Gostou das nossas dicas para perder a timidez? Siga a gente no Facebook, Twitter e Instagram para receber mais conteúdos como este!

Neste artigo listamos 6 dicas para lidar melhor com sua timidez e ser mais desinibido.

Veja como perder a timidez com essas 6 dicas!

Uma pessoa tímida não costuma se dar muito bem em situações sociais, pois apresenta bastante dificuldade em se expressar e sente um medo paralisante diante do novo. Saber como perder a timidez não é uma tarefa fácil, mas é totalmente possível.

Essa característica acaba tendo um impacto negativo na sua vida, pois você pode perder a oportunidade de conseguir um emprego, de fazer novas amizades e até de ter um bom relacionamento amoroso. É necessário estar atento a esses sinais para não ficar paralisado diante dos desafios do dia a dia.

Por isso, neste artigo listamos 6 dicas para lidar melhor com tudo isso e ser mais desinibido. Vamos lá?

1. Reconheça seus medos

Os principais medos relacionados à timidez são os seguintes: não ser aceito, ser julgado, falar “bobagem”, não ser entendido e desagradar às pessoas. Normalmente essas inseguranças surgem na infância e podem até se agravar ao longo do tempo.

Por isso, é importante reconhecer suas origens e entender melhor o que causou essas angústias que você sente nas situações mais corriqueiras do seu dia a dia.

2. Busque apoio terapêutico

Procurar por um psicoterapeuta já é um grande passo, pois isso demonstra a coragem de querer mudar. Esse profissional vai ajudar você a acessar emoções reprimidas e fatos da sua infância que podem ter desencadeado seus medos — e que culminaram no surgimento da timidez.

Além disso, é um caminho seguro para a superação desses sentimentos, pois você terá o auxílio de alguém que é capacitado para isso.

3. Mantenha o contato com as pessoas

Uma das características mais fortes de pessoas tímidas é a introspecção, o que pode prejudicar a socialização com amigos e colegas de trabalho. No entanto, é essencial saber se relacionar bem com o outro para ser bem-sucedido profissionalmente e manter relações interpessoais que sejam saudáveis.

Em um primeiro momento, procure se soltar mais com as pessoas do seu convívio e participe de jogos e brincadeiras em grupo. Isso ajuda você a construir sua segurança e a se soltar mais em outras ocasiões.

4. Valorize-se e acredite no seu potencial

Independentemente das circunstâncias, não deixe de acreditar no seu potencial. Se você chegou onde está, é por que merece estar aí — se outras pessoas reconheceram seu valor, não há por que não valorizar a si. Acredite: ser extrovertido não é nenhum pré-requisito para o sucesso.

Lembre-se que você tem todas as habilidades necessárias para chegar onde quiser e conquistar tudo o que deseja.

5. Aceite elogios

Como a insegurança costuma ser bem forte nas pessoas tímidas, é bastante comum que elas contrariem uma pessoa quando recebem um elogio. Pare e pense nas próprias situações que você já viveu: quantas vezes retrucou um reconhecimento a seu esforço com um “ah, mas foi sorte” ou “fulano é melhor do que eu”?

É essencial resistir ao impulso de se depreciar, pois pode parecer até falta de educação. É desagradável elogiar alguém e então receber uma resposta como as de cima, certo? Saiba que reconhecer seu potencial não é sinônimo de arrogância.

6. Faça aulas de teatro

A prática teatral é uma excelente maneira de trabalhar sua timidez, pois há diversas atividades lúdicas e que são realizadas em grupo — tudo de maneira muito natural, divertida e com muito respeito aos seus limites.

Além disso, você também enfrentará seus medos, saberá trabalhar com suas emoções e sua postura corporal, conhecerá diversos tipos de pessoas e aprenderá a se expressar melhor em público.

Lembre-se de que toda mudança, principalmente comportamental, leva tempo, então tenha paciência. Cada pessoa tem seu ritmo e suas limitações, portanto, é preciso respeitá-las para realmente saber como perder a timidez.

E então, curtiu nossas dicas? Aproveite para seguir nossa página no Facebook e acompanhar nosso conteúdo por lá também!

Descubra vários benefícios trazidos pela prática das aulas de teatro e conheça os motivos para começá-las o quanto antes! 

Fazer teatro: 7 motivos para começar as aulas o quanto antes

Muitos de nós, quando pequenos, sonhamos em nos tornar grandes atores ou atrizes na vida adulta. Afinal, a profissão é comumente associada a um certo glamour que costuma nos encantar.

Felizmente, as aulas podem ser frequentadas por qualquer pessoa, independentemente de sua área de atuação ou de suas expectativas. Isso porque a atividade é comprovadamente eficaz para o desenvolvimento de diversas áreas de nossas vidas e melhora os desempenhos profissional e social dos indivíduos.

As aulas de teatro são, além de muito divertidas e dinâmicas, repletas de outras vantagens para aqueles que as praticam. Além disso, não são, exclusivas para quem busca uma carreira no ramo. Então, chega de perder tempo!

Continue a leitura e descubra vários benefícios trazidos pela prática das aulas de teatro e conheça os motivos para começá-las o quanto antes! Venha com a gente!

1. Vencer a timidez

Embora muitas pessoas tratem a timidez como um problema a ser resolvido, essa característica não passa de um traço de personalidade. Tais traços fazem parte de quem somos e nos tornam seres únicos. E é essencial que essa individualidade seja sempre respeitada.

Por outro lado, a timidez excessiva pode, sim, ser um problema para as relações sociais, além de causar danos nos âmbitos acadêmico e profissional. Saber dosar essa peculiaridade é o melhor caminho para encontrar um equilíbrio entre personalidade e melhores oportunidades dentro da sociedade.

Uma coisa que poucas pessoas sabem é que, na verdade, muitos atores são extremamente tímidos e introspectivos. Isso não os impede, no entanto, de brilhar nos palcos várias vezes por semana. As aulas de teatro são capazes de melhorar a desenvoltura, equilibrar a timidez e ainda assim ensinar o aluno a respeitar sua própria individualidade, melhorando a confiança e a autoestima.

2. Favorece a concentração e a memória

As capacidades cognitivas, que englobam fatores como foco, atenção, concentração, memorização, dicção e percepção, são algumas das áreas mais beneficiadas pela prática de aulas de teatro e outras artes, como a dança e a música.

As aulas de teatro envolvem muito mais do que simplesmente atuar. Elas são um constante exercício de leitura, compreensão de textos e intensa atividade intelectual. Isso desenvolve diretamente diversas áreas do cérebro que podem melhorar — e muito! — o desempenho acadêmico e profissional dos alunos.

3. Desenvolve a capacidade de comunicação

Falar em público pode ser assustador para muitas pessoas. Na realidade, esse medo tem até um nome: é conhecido como glossofobia, que tem origem no grego e significa medo da língua, em tradução livre.

O teatro é famoso por desenvolver a capacidade de oratória, além de melhorar outros aspectos como a linguagem corporal, a dicção e a entonação vocal. Progressos na fala em público podem fazer toda a diferença em sua profissão ou vida acadêmica, já que melhoram a capacidade de apresentar projetos e, com o tempo, permitem até que mais clientes sejam conquistados.

Outro benefício desse aprendizado é a melhoria no âmbito pessoal. Afinal, relacionamentos são alimentados pelo diálogo e pela comunicação, certo? Por isso, saber falar e se expressar de forma correta pode fazer maravilhas nesse sentido.

4. Possibilita o surgimento de novas amizades super interessantes

Embora pareça ser simples para algumas pessoas, nem sempre é fácil fazer novos amigos. Conhecer gente nova e, mais importante, desenvolver uma conexão com tais indivíduos, pode ser um desafio para a maioria dos mortais. Nas aulas de teatro, novas amizades são estimuladas e mais facilmente criadas. Laços se formam com mais fluidez, graças aos interesses em comum que são partilhados pelos alunos.

Além disso, as artes cênicas são inclusivas, democráticas e incentivam o respeito às diferenças. Com isso, você poderá conhecer pessoas de diversas raças, gêneros e esferas sociais, trocar informações e aprender muitos conceitos de empatia.

5. Desenvolve o trabalho em equipe

Saber trabalhar em equipe e lidar com pessoas de personalidades completamente diferentes é um diferencial imenso, que faz toda a diferença em ambientes de trabalho ou de estudo. Afinal de contas, quem nunca se estressou um pouco demais durante um trabalho em grupo?

O teatro incentiva dinâmicas e atividades em grupo em todas as suas aulas. Com isso, ensina os estudantes a ouvirem o que os outros têm a dizer, bem como a expor suas opiniões de forma que elas possam ser ouvidas também. Assim, todos aprendem a lidar com as diferenças com maturidade e resolver todos os problemas com eficiência.

6. Fortalece a confiança

Se a insegurança é um problema presente em seu dia a dia, fazer teatro pode ser uma boa opção para combater essa dificuldade. Nas aulas, os alunos são incentivados todos os dias a desenvolverem a autoconfiança para que se tornem cada vez mais seguros de si. Isso é um grande benefício para a autoestima.

O desenvolvimento da autoconfiança ocorre gradualmente, por meio da exposição a situações um tanto inusitadas no palco. Você ficará surpreso com o quão mais fácil será lidar com pessoas e trabalhar criativamente no cotidiano após as vivências teatrais.

7. Leva a uma nova profissão

Por mais que você já esteja encaminhado em alguma área, fazer teatro pode, sem dúvida, desenvolver em você uma grande paixão pelas artes cênicas e levá-lo a uma nova profissão. Aprender um novo ofício é sempre enriquecedor, além de manter vivo o sonho de muitas pessoas à se tornar realidade.

Fazer teatro é uma atividade que engrandece por inteiro. Além de poder se tornar uma profissão, essa linda arte é capaz de desenvolver inúmeras habilidades extremamente enriquecedoras para quem à pratica. Esses ensinamentos podem ser levados para a vida toda com enormes benefícios e quando colocados em prática traz novos horizontes e possibilidades em inúmeras áreas.

Fique por dentro das nossas novidades e volte aqui no Blog para conferir as novidades!

Confira 4 dicas de como trabalhar sua confiança

Confira 4 dicas de como trabalhar sua confiança

Saber como fortalecer sua confiança é essencial para o seu desenvolvimento pessoal e profissional. Uma pessoa autoconfiante avança a passos mais largos, pois é decidida e sabe como se posicionar e expressar suas opiniões perante outras pessoas sem ser agressiva ou petulante.

Acreditar em si e em suas habilidades é um reflexo de sua autoestima e tem impacto direto em suas pequenas e grandes ações no dia a dia.

Trouxemos, neste artigo, 4 dicas básicas para que você possa desenvolver sua fé naquilo que faz para conseguir alcançar grande êxito em todos os aspectos da sua vida. Continue a leitura para descobrir como fazer isso!

1. Tenha organização pessoal

Sabemos o quanto ser organizado faz toda a diferença em nossa rotina, não é mesmo? Ao planejar seu dia e se manter organizado, será possível lidar melhor com suas tarefas e evitar se estressar com prazos apertados ou a sobrecarga de trabalho — o que acaba minando a confiança em seu potencial e, muitas vezes, atrapalha o resultado final.

Portanto, mantenha uma agenda organizada, tanto para seus compromissos pessoais quanto para os profissionais, e faça anotações das suas tarefas diárias — vários aplicativos de celular podem lhe ajudar. Isso é essencial para que sua rotina seja mais fluida e produtiva.

Ao ter o mapa de todos os seus afazeres em mãos, você organizará melhor sua vida. Assim, ficará mais fácil definir as prioridades e quais ações demandarão mais tempo para serem realizadas. Lembre-se que otimizar seu tempo é a melhor saída para lidar com a ansiedade e conseguir ser mais eficaz.

Vale ressaltar um detalhe muito importante: comece sua jornada pelas tarefas mais complicadas e que demandam mais poder de decisão. Ao priorizar suas obrigações, será possível trabalhar com mais inteligência e criatividade.

2. Avalie seus pontos fracos para fortificá-los

Saber reconhecer suas fraquezas é uma atitude muito importante para potencializar sua confiança! Mesmo que, de início, seja doloroso enfrentar seus pontos fracos, pouco a pouco você melhora — o que resulta numa nova dinâmica de suas habilidades.

O que antes era uma “âncora”, que literalmente precisava ser arrastada pelos seus pontos fortes, passa a ser algo leve e natural e que não demanda tanto esforço. Uma nova ordem será estabelecida e sua autoconfiança ganhará força — basta estar disposto a tentar e a sair de sua zona de conforto.

Procure pensar nas coisas que realmente fazem diferença em sua vida e defina suas prioridades. Essa atitude pode até parecer banal, mas acredite, não é.

3. Pratique atividades que lhe dão prazer

Para ser produtivo e dar o melhor de si é preciso estar se sentindo bem consigo. Por isso, busque se cercar de pessoas positivas e que torcem pelo seu sucesso. Além disso, saia para um happy hour, faça viagens com amigos ou alguém que seja importante para você.

Hobbies são atividades essenciais para uma vida mais leve e prazerosa, pois aliviam a mente e alegram o espírito. Procure separar um tempo para ler, fazer aulas de dança e outras práticas que trabalhem seu corpo e proporcionem a interação com pessoas diferentes.

4. Faça aulas de teatro

A grande vantagem do teatro é o fato de ser uma atividade que vai trabalhar vários aspectos da sua vida. Ao estudar a personagem que será interpretada, por exemplo, você adicionará mais vida à sua própria vida.

Certa vez, perguntaram para Fernanda Montenegro como ela tinha tanta força de realização — a atriz respondeu: “sou um pouco de cada personagem que já interpretei em minha vida”.

Dessa maneira, um curso de teatro se apresenta como uma experiência muito rica, tanto para seu desenvolvimento pessoal quanto para o profissional. Veja, a seguir, outras habilidades desenvolvidas com as aulas:

  • trabalho com a timidez;
  • expressão e consciência corporal e vocal;
  • criatividade;
  • senso crítico;
  • flexibilidade;;
  • pró-atividade;
  • controle emocional.

A prática teatral é uma ótima ferramenta na construção de uma boa autoestima, pois você se torna uma pessoa mais consciente do ambiente e das pessoas que o cercam — além de se tornar mais confiante em suas próprias decisões.

E então, curtiu nossas dicas? Tem alguma dúvida ou outras sugestões de como trabalhar sua confiança? Deixe seu comentário abaixo!