Tag Archives: trabalho

Como apresentar seu trabalho

Como apresentar seu trabalho?

A carreira em artes cênicas é muito dinâmica e requer muita criatividade, não apenas para a composição de personagens, mas também para a apresentação de trabalhos. Com a enorme competitividade, é preciso desenvolver técnicas que o diferencie dos demais e aumente a chance de pegar bons papéis.

Uma delas envolve montar um bom currículo. Ali é preciso informar todos os seus trabalhos já desenvolvidos, com links e outras referências para participação em peças e montagens anteriores.

Mas, para conseguir se destacar e ter sucesso em processos seletivos é preciso muito mais do que ser um bom ator ou ter um currículo incrível. É preciso saber se vender. Você sabe como fazer isso?

Como apresentar seu trabalho

Se a resposta for não, esse texto é para você. Aqui, reunimos tudo o que você precisa saber para ter sucesso nas apresentações e conseguir os melhores papéis.

Monte uma apresentação rápida

Os processos seletivos para peças e filmes costumam ser muito disputados, algumas vezes com milhares de candidatos, dependendo da magnitude do projeto. Por isso, para se destacar dos demais e conseguir deixar nos selecionadores uma boa impressão, é importante caprichar na hora da apresentação.

Monte uma apresentação rápida, onde você possa destacar os pontos positivos de sua carreira. Entregue aos selecionadores uma amostra de seu trabalho, com as experiências mais construtivas em destaque e deixe também um contato, para que possam avisá-lo, caso seja selecionado.

Pesquise tudo sobre o novo trabalho

Na hora de participar de uma seletiva para uma peça, um filme ou uma novela, por exemplo, estude muito bem o personagem.

Embora você não conheça exatamente do que se trata a história, procure ler atentamente o papel que interpretará e utilize todas as técnicas que aprendeu para deixar uma boa impressão em que está montando o elenco.

Use e abuse da expressão corporal

Nas artes cênicas, a expressão corporal é muito importante. Ela é fundamental para que um ator seja capaz de construir o personagem, mostrar suas técnicas de interpretação, se entregar de corpo e alma e passar a emoção que o público gostaria de sentir.

Por isso, na hora da seleção, mostre seus talentos para expressão corporal. Mas a use com sabedoria. Procure esconder a ansiedade excessiva e a insegurança. Mostre a quem estiver avaliando seu trabalho que você domina a técnica necessária para compor o personagem.

Saiba usar a expressão corporal a seu favor, não apenas para mostrar que você domina as técnicas de interpretação, mas também para conquistar o selecionador. Como ator, você sabe exatamente o quanto isso pode ser importante e útil.

Vista-se de forma leve e confiante

As artes cênicas costumam ter um código de vestuário muito mais flexível do que o aplicado para uma vaga em uma grande empresa, por exemplo, mas isso não significa que você não deva tomar certos cuidados na hora da seleção.

Escolha uma roupa que lhe deixe confortável, mas passe também confiança. Não precisa se vestir de acordo com o personagem que irá interpretar, mas escolha um figurino que lhe permita se mover com facilidade.

Com esses cuidados, você conseguirá se destacar na hora da seletiva.

Vamos abordar algumas das principais habilidades exigidas pelo mercado de trabalho e comentar técnicas de teatro. Confira mais aqui.

8 técnicas de teatro que vão te impulsionar no trabalho

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e exige habilidades pessoais diferenciadas que normalmente não são obtidas na formação acadêmica. O que poucas pessoas sabem, no entanto, é que as técnicas de teatro podem ajudar e muito nesse sentido.

Não, você não leu errado! As aulas de teatro extrapolam os limites da atuação em palco. As mesmas técnicas ensinadas aos aspirantes à arte cênica são altamente eficazes para o desenvolvimento das competências pessoais.

Neste artigo vamos abordar algumas das principais habilidades exigidas pelo mercado de trabalho e comentar sobre 8 técnicas de teatro que podem contribuir de forma eficaz para o desenvolvimento das capacidades essenciais.

Habilidades e competências exigidas

Há algum tempo, cursos e qualificações acadêmicas eram o principal diferencial para competir por vagas de trabalho e promoções. Dessa forma, os profissionais graduados e especializados em suas respectivas áreas conseguiam as melhores colocações, oportunidades e salários.

Embora o conhecimento técnico ainda seja imprescindível, cada vez mais os recrutadores buscam habilidades diferenciadas, que valorizam o profissional e os ajudam a lidar melhor com a clientela e o público-alvo das empresas.

Além dos conhecimentos específicos exigidos na área de atuação, o profissional também precisa ter uma série de outras competências para se diferenciar ainda mais no competitivo mundo corporativo. Veja a seguir, algumas das principais habilidades valorizadas:

  • empatia;
  • comunicação;
  • argumentação;
  • proatividade;
  • trabalho em equipe;
  • criatividade;
  • senso crítico;
  • liderança.

As empresas consideram que os profissionais que dominam tais habilidades são mais produtivos e fáceis de lidar, contribuindo para um ambiente de trabalho harmonioso.

Como é possível observar, as habilidades requeridas estão diretamente ligadas aos aspectos pessoais e emocionais — são traços de personalidade e competências que dependem em sua maioria, das vivências individuais e educação que são obtidas no âmbito familiar.

As técnicas de teatro trabalham todos esses aspectos, sendo possível desenvolvê-los e incorporá-los na atuação profissional.

Técnicas de teatro para o desenvolvimento pessoal

O teatro é uma das artes que mais desenvolve as capacidades humanas. Logo, é um dos melhores ambiente para desenvolver a si próprio.

Veja a seguir as principais técnicas de teatro que podem ajudar nos relacionamentos interpessoais e proporcionar um diferencial para os profissionais.

1. Empatia

A empatia é uma das competências sociais mais valorizadas pelo mercado de trabalho. É a capacidade que um indivíduo tem de se colocar no lugar do outro, ouvindo-o com interesse verdadeiro e compreendendo as suas necessidades.

É por meio dessa habilidade que os profissionais conseguem absorver a cultura da empresa e adequar-se aos valores estabelecidos, mantendo boas relações interpessoais. Por esse motivo, é uma das qualidades que mais atrai e retém talentos.

O profissional que apresenta essa habilidade consegue desempenhar atividades essenciais que agregam valor à empresa. Por meio do autoconhecimento e controle emocional é possível:

  • compreender as dificuldades dos colegas de trabalho;
  • valorizar a diversidade;
  • ser flexível;
  • identificar os pontos fracos e reforçar as aptidões dos subordinados;
  • perceber e atender as necessidades dos clientes.

As aulas de teatro desenvolvem a empatia de maneira muito interessante. Pois para interpretar um personagem é necessário conseguir entender o outro, saber se colocar no lugar do outro, compreender e respeitar a diversidade.

O teatro também impulsiona o indivíduo perceber a si e o outro, como agentes de mudanças sociais.

2. Comunicação

O domínio da comunicação é de fundamental importância, tanto para lidar com clientes quanto com os superiores e colegas de trabalho. Essa habilidade também é exigida para proferir palestras e apresentar produtos ou serviços.

Dessa forma, um profissional de sucesso necessita se expressar de forma clara, com um tom de voz adequado, ter um bom vocabulário e saber ouvir com interesse.

Nas aulas de teatro, esses aspectos são desenvolvidos o tempo todo! De maneira lúdica e divertida. Exercícios de voz, expressão corporal, leitura de textos e interação com os demais alunos na representação de personagens. Veja seguir os principais aspectos desenvolvidos:

  • melhora da autoestima — conscientização corporal;
  • dicção — permite que a fala seja transmitida ao público com mais clareza;
  • criatividade — por meio da linguagem cênica ensina a ultrapassar situações desafiadoras;
  • comunicação não verbal — trabalha a postura correta (o corpo fala) e o olhar assertivo, objetivando convencer os ouvintes;
  • projeção da voz — ensina como projetar sem comprometer a saúde vocal;
  • redução da timidez e medo de falar em público — exercita a expressão e a improvisação;
  • respiração — estratégias para manter o fôlego e melhorar o condicionamento físico e a articulação da fala.

3. Argumentação

A argumentação é uma habilidade fundamental não só para líderes como para qualquer profissional em situações que exigem um posicionamento forte para indicar a melhor forma de realizar um trabalho e obter bons resultados.

Em reuniões, é comum ocorrer colocações de ideias diferentes. Saber argumentar defendendo um ponto de vista é um diferencial que imprime competência profissional. As empresas valorizam funcionários que defendem o que acreditam de maneira sensata e racional, sabendo ouvir e se colocando no momento apropriado.

A importância das aulas de teatro para o desenvolvimento da argumentação já é reconhecida na área jurídica, tendo em vista que o ganho de uma causa depende intrinsecamente da arte de argumentar.

Utilizando exercícios teatrais você irá desenvolver enormemente seu poder de argumentação e pensamento analítico. Entender as questões de um ponto de vista critico construtivo. Para os mais tímidos estes são excelentes exercícios.

4. Proatividade

As empresas valorizam profissionais com iniciativa, que se adiantam em realizar trabalhos além dos exigidos. A proatividade é uma habilidade que está ligada diretamente à personalidade.

O indivíduo proativo desenvolve o trabalho que lhe cabe com uma visão geral, ou seja, tudo o que pode impactar para um melhor resultado da equipe. Ele analisa e interfere indicando correções de possíveis falhas no processo.

Pessoas tímidas e inseguras, mesmo tendo essa competência, apresentam dificuldades em expressá-la. Ficam com receio de serem mal interpretadas e terem suas opiniões refutadas.

As técnicas teatrais contribuem para o desenvolvimento dessa habilidade, com diversos exercícios.

Dessa forma, o teatro pode ajudar um profissional a ser proativo, confiante e assertivo conseguindo expressar as ideias de acordo com o perfil do ouvinte e ainda, compreender as formas de expressão do outro.

5. Trabalho em equipe

O trabalho em equipe é uma das principais características necessárias para as novas demandas corporativas. Mesmo que uma função seja extremamente individualizada, sempre é parte integrante de uma equipe.

Dessa forma, é importante interagir com os colegas de trabalho, oferecendo ajuda no que for necessário e solicitando auxílio quando houver alguma dificuldade.

Nas aulas de teatro, os jogos e as atividades são uma ponte para as relações interpessoais. A interação entre personagens de um texto, os momentos de vivencias lúdicas e a criação em conjunto estimulam esse aspecto.

Todas as atividades teatrais aprimoram as relações sociais, a partir do conhecimento de si e do outro. A atuação também auxilia a praticar o trabalho em equipe, com motivação e compromisso, já que esse é um aspecto de suma importância para um ator.

O trabalho em equipe pode ainda ser observado no empenho e envolvimento dos atores de uma peça teatral, como resultado de um esforço conjunto que requer muita determinação, disciplina e atividades direcionadas ao alcance de uma mesma meta.

6. Criatividade

O mundo tecnológico reduz cada vez mais as vagas de trabalho e é possível que dentro de alguns anos, muitas profissões sejam substituídas por máquinas. A criatividade é uma das mais importantes competências e com extremo valor para as empresas.

Os robôs não possuem ideias inovadoras. Portanto, um profissional criativo terá mais oportunidades no mercado de trabalho. A capacidade para encontrar soluções rápidas e originais, contribuindo para a elaboração de produtos e serviços diferenciados, agrega um grande valor às habilidades profissionais.

A autonomia para elaboração de uma peça teatral e a busca soluções criativas tiram o aluno dos pensamentos comuns e o transportam para soluções de problemas diferentes do cotidiano. Dessa forma, a criatividade é estimulada por novas vivências e necessidade de improvisações que exigem rapidez de raciocínio.

7. Pensamento crítico

Profissionais com senso crítico sempre se destacam no mercado de trabalho e a tendência é que essa competência seja cada vez mais exigida. Saber analisar situações e tomar decisões é um importante traço de liderança muito requisitado pelas empresas.

O curso de teatro desenvolve o senso crítico ao extremo! O contato com a diversidade cultural das peças teatrais permite novas conexões cerebrais e exercitam o pensamento analítico.

8. Liderança

A liderança deixou de ser uma denominação para identificar pessoas que mandavam em outras e passou a ser entendida como uma capacidade de trabalho em equipe. A nova visão é caracterizada pelo trabalho colaborativo para atingir um objetivo comum em atendimento às necessidades da empresa. Para tanto, é necessário envolver e motivar as pessoas com carisma e saber priorizar tarefas, com claras definições de expectativas quanto aos resultados.

No ambiente de teatro são trabalhadas importantes habilidades e competências requeridas pela liderança. As atividades envolvidas nos processos das aulas de teatro possibilitam exercitar os seguintes aspectos:

  • disposição para assumir riscos;
  • liberdade de expressão — desenvolvimento de talentos diversificados;
  • orçamento e cronograma — exercita o trabalho com limites;
  • unidade organizacional — coesão do elenco para atingir uma mesma meta.

Como pudemos observar, são muitas as habilidades e competências requeridas pelo mercado de trabalho. O preparo para atendimento às exigências vai muito além da formação acadêmica. As técnicas de teatro se apresentam como uma forma eficaz e prazerosa para o desenvolvimento das múltiplas inteligências e potencialidades do ser humano. O que possibilita o aprimoramento do indivíduo para ser um profissional crítico, sensível, flexível, confiante e com capacidade de se expressar corretamente.

Gostou de saber sobre as principais técnicas de teatro que podem auxiliar no desenvolvimento das competências e habilidades profissionais? Para saber mais sobre os benefícios das aulas veja aqui.

Acompanhe neste post dicas imbatíveis para você dar conta ao mesmo tempo do emprego, estudos e das competências a serem aprendidas com as artes. Confira!

Como conciliar arte e trabalho?

Na vida, se a gente não encontra algo que nos dê prazer e desenvolva nossas habilidades, é possível que esta não pareça fazer sentido. Há pessoas que se aproximam do mundo das artes, especialmente o teatro, como forma de fazer a vida valer a pena. No entanto, é comum que a pessoa já tenha outros afazeres, como obrigações profissionais e acadêmicas.

Nesse caso, é possível conciliar estudos, arte e trabalho? É claro que sim! Basta saber como organizar a rotina para poder ajustar os horários para dar conta de tudo. Escolher uma escola de artes que seja flexível também ajuda bastante nesse processo.

Quer saber mais? Acompanhe este post e conheça dicas imbatíveis para você dar conta ao mesmo tempo do emprego, estudos e das competências a serem aprendidas com as artes. Confira!

Crie um cronograma semanal para dividir o tempo

Todo mundo já sabe que um dia tem 24 horas e uma semana sete dias. Apesar disso, poucas pessoas conseguem aproveitar todo esse tempo de maneira produtiva. Infelizmente, não podemos esticar o tempo, mas podemos fazer chegar perto disso. Como? Elaborando um cronograma semanal.

Esse tipo de estratégia permite separar cada compromisso da semana por tempo de realização. Para criar o seu planejamento, você deve listar todas atividades para esse período. Isso inclui a jornada de trabalho e estudo, o tempo que você precisa para se dedicar a sua arte e até mesmo aquelas idas ao supermercado — ou seja, tudo que você pretende fazer durante a semana.

Depois de reunir essas informações, você pode criar uma planilha. Nela, você deve distribuir suas atividades em dias e horários (lembrando que é interessante reservar pelo menos duas horas diárias para os estudos). Considere também o tempo de deslocamento entre casa e trabalho: isso faz toda a diferença no cálculo das horas disponíveis.

Lembre-se de incluir, nesta planilha e na sua vida, o tempo de descanso. Os fins de semana (ou pelo menos um dos dias dele) devem ser usados para relaxar. Se a arte que você se dedica for muito relaxante, aproveite o fim de semana para se dedicar ainda mais. Com esse cronograma feito, você terá mais chances de acertar na conciliação entre arte e trabalho.

Comprometa-se com o trabalho e estudo

Chegar em casa com trabalho acumulado não é uma coisa boa — e deixar para estudar no trabalho também não é seguro, pois aquele tempo que você separou no cronograma para se dedicar aos estudos ou trabalho vai ser comprometido. No fim das contas, você vai ficar atrapalhado e compensar seu tempo nas horas que você gostaria de dedicar à arte.

Para evitar isso, comprometa-se com o trabalho e estudos. Evite distrações durante os estudos para dar conta do conteúdo. Também mantenha o foco no trabalho e procure formas de ser mais produtivo. Por exemplo, tente delegar tarefas a seus colegas, trabalhe mais em grupo e tenha uma agenda organizada. Assim, você não deixa que suas atividades se acumulem ao longo da semana

Aproveite seu tempo ao máximo

Por acaso você usa transporte público? Tem ao menos quinze minutos livres dentro do seu horário de almoço? Já imaginou aproveitar esse tempo para realizar algumas atividades? Acredite: mesmo com apenas alguns minutos diários você consegue otimizar a sua dedicação ao seu trabalho, estudo ou à sua arte.

Nesses pequenos intervalos, aproveite para fazer uma leitura obrigatória do curso ou responder àquele e-mail do trabalho. Se quiser deixar esses intervalos prazerosos, aproveite para ler um texto ou assistir àquele vídeo que fala sobre teatro. Juntando minuto por minuto, você consegue reunir uma boa bagagem de conteúdo ao fim do mês.

Use a tecnologia a seu favor

Para organizar a rotina de trabalho e estudos não basta ter dedicação e boa vontade: hoje em dia, é preciso recorrer à tecnologia. Há uma série de aplicativos exclusivamente voltados para otimizar os estudos e o trabalho. Eles geralmente são gratuitos e podem ser baixados no seu celular.

É o caso do MyStudyLife. Esse aplicativo ajuda a fazer o planejamento de seus estudos. Com ele você pode cadastrar trabalhos, provas e compromissos, tudo organizado no dia e horário que você achar melhor. Ele também salva todas as informações na nuvem, não consumindo a memória do seu dispositivo e fazendo com que você consiga acessá-las de qualquer lugar. Baixe esse e outros aplicativos e se beneficie dessas tecnologias!

Conte com a colaboração da família e amigos

Mesmo com toda tecnologia disponível e um excelente cronograma semanal, pode ficar difícil conciliar trabalho e estudos se você não tiver uma ajudinha da família e amigos. Esses podem ser essenciais para manter você no foco e também oferecer apoio emocional.

Converse com seus familiares e amigos que você possui uma rotina tripla: quer se dedicar ao trabalho, estudos e também ao teatro. Peça para eles ajudarem você no cumprimento de algumas demandas vindas tanto do trabalho ou dos estudos quanto na vida em geral. Por exemplo, solicite a ajuda de um amigo para arrumar o seu quarto ou para consertar aquele computador que você precisa tanto.

Também conte com a ajuda deles para se sentir motivado. Compartilhe suas preocupações com eles e não se esqueça de desabafar quando as coisas apertarem. Assim, você se sente mais acolhido e terá mais energia para tocar a rotina.

Ainda convide-os para assistir peças de teatro e até mesmo acompanhar você no teste de elenco. Isso te auxiliará a ter mais otimismo e receber um feedback sobre a arte na qual você se dedica.

Procure escolas de arte com horários adaptáveis

Talvez fique difícil de mudar os horários do seu emprego e das suas aulas na faculdade. Então, a saída para poder conciliar estudos, arte e trabalho é recorrer a escolas de arte com horários adaptáveis. Existem, por exemplo, escolas de teatro que oferecem cursos nos três turnos, o que pode contemplar as suas necessidades.

Além disso, nessas mesmas escolas os encontros são uma vez por semana e têm duração de poucos meses. Assim, você consegue dar conta de outras obrigações, frequentar e se formar no curso de arte que agrada a você.

Essas foram algumas dicas para harmonizar a relação entre estudos, arte e trabalho. É importante destacar que a arte não serve apenas para nos dar uma sensação de relaxamento, mas também para nos possibilitar adquirir experiências diversas. Com o teatro, por exemplo, é possível melhorar a capacidade de expressão e criatividade, reduzindo a dificuldade de argumentar e se comunicar.

Por falar em teatro, já pensou em conhecer uma escola de teatro que oferece cursos para diversos níveis? Entre em contato com a gente e se surpreenda-se!

Se você está em dúvida se vale a pena investir no aprimoramento do seu trabalho em equipe, confira os diversos benefícios que a prática proporciona. Vamos conhecer alguns?

Entenda como o trabalho em equipe é desenvolvido no teatro

Desde muito cedo, percebemos que o trabalho em equipe sempre esteve presente em nossa vida. Nos primeiros anos da escola, por exemplo, os professores propõem tarefas ao lado dos colegas de classe e, mais adiante, trabalhos de pesquisa em grupo. A prática se torna mais frequente na medida em que vamos crescendo, principalmente quando entramos na faculdade e no mercado de trabalho.

Para muita gente, porém, ouvir que é preciso realizar alguma atividade em grupo já desencadeia o pânico. Mas não é preciso encarar esse momento com preocupação. Já que trabalhar em equipe é uma situação bastante comum em nossa vida, seria melhor estar preparado para ela, não acha?

A melhor solução é frequentar aulas de teatro, por exemplo. Nunca parou para pensar nisso? As práticas teatrais desenvolvem o poder da comunicação e tornam a convivência com a equipe muito mais fácil.

Se você está em dúvida se vale a pena investir no aprimoramento do seu trabalho em equipe, confira os diversos benefícios que a prática proporciona. Vamos conhecer alguns?

Facilidade para resolver problemas

Com o trabalho em equipe, a questão a ser resolvida certamente terá várias soluções. Mesmo que nem todas sejam viáveis, a exposição das ideias trará mais luz para resolver o assunto. Afinal, a probabilidade de aparecer uma solução em que você nunca pensou é muito maior em grupo do que sozinho.

No caso de uma tarefa mais complexa, as ideias podem ajudar a solucionar etapas diferentes, construindo uma saída em grupo. Uma pessoa pode complementar a solução de outra e assim por diante, até a equipe encontrar a resposta para o que está procurando.

Se você não consegue expor a sua opinião como os outros, as aulas de teatro são perfeitas para a desinibição. Ao praticar a sua expressividade, colaborar com as ideias não será tão difícil e você perceberá que é, na verdade, uma experiência muito rica.

Com a contribuição de todos, fica mais fácil pensar nas soluções de novos problemas e abrir espaço para que a reunião de equipe deixe de ser algo maçante e se torne um encontro verdadeiramente útil. Isso será importante para o seu crescimento profissional!

Desenvolvimento de novas habilidades

Muitas vezes, um projeto precisa da ajuda de colaboradores de áreas diferentes, o que pode gerar até desconfiança dos demais. Mas, uma das vantagens mais empolgantes do trabalho em equipe é justamente poder aprender mais com a diversidade dos integrantes do grupo.

Ao entender mais sobre como funciona a rotina do outro colaborador, você já pode unir esse conhecimento com o que você já tem para apresentar uma solução mais viável. Com a participação de outras visões sobre o mesmo assunto, é possível enxergar o problema de uma maneira que você nunca percebeu antes.

Para que isso aconteça, é preciso estar aberto para ouvir a outra pessoa, por mais diferente que ela seja de você. Essa atitude pode ser, inclusive, amplamente trabalhada com o teatro, em que você aprende a lidar com as diferenças.

Absorvendo o que as outras pessoas têm a dizer, você também aprenderá a encontrar soluções com os métodos que elas utilizam. Essas novas habilidades vão poder ser úteis em novas situações que surgirem e tornarão você mais receptivo.

Convivência com pontos de vista diferentes

Conviver com pessoas diferentes torna possível entender novas habilidades e diferentes visões na hora de solucionar um problema.

Mas os pontos de vista não serão importantes somente para ganhar conhecimento sobre aquela nova área, mas para compreender como funciona um outro setor e como as pessoas de lá realmente pensam. Serve também para entender os próprios indivíduos em si.

Às vezes, não conhecemos o outro lado de uma questão e, por isso, podemos até sentir antipatia pelas pessoas que o defendem. Mas, ouvindo o ponto de vista delas ao trabalhar na mesma equipe, é mais fácil compreendermos o que pensam, facilitando até mesmo a nossa comunicação com elas.

Como já falamos, as práticas teatrais são ótimas para lidar com as diferenças, já que a turma é bem diversa. Os jogos e exercícios das aulas vão começar a eliminar as barreiras de medo, preconceito e desconfiança entre os alunos para que eles possam encarar uns aos outros como os seres humanos que são. O resultado é a melhor convivência com as pessoas, em geral.

Construção da empatia com a equipe

Com esse maior entendimento do ponto de vista dos outros integrantes, você começa a desenvolver a sua empatia. Com o passar do tempo, a convivência com vários trabalhos em equipe vai abrir seus horizontes. Logo, compreender as pessoas passará a se tornar algo cada vez mais fácil.

Ter empatia é se colocar no lugar do outro, dentro do seu contexto, tentando pensar como ele pensa. Com essa ideia, é possível terminar uma briga antes mesmo de iniciá-la, por exemplo. Por isso, os desentendimentos do grupo poderão se tornar menos frequentes e as ideias vão poder fluir com mais naturalidade.

O conhecimento da realidade e das dificuldades de cada um vai tornar a comunicação mais cordial. A empatia não é somente útil para a vida em sociedade, mas, também, para a sua construção e empenho em se tornar um ser humano melhor.

Acha difícil desenvolver essa atitude convivendo com pessoas complicadas em uma equipe? Isso não se consegue da noite para o dia, porém, é uma consequência da proposta de ouvir mais e compreender a diversidade das pessoas. Se você já realizou essa prática em aulas de teatro, vai observar que criar empatia é só o próximo passo.

Melhora do ambiente de trabalho

Com o desenvolvimento da empatia, da compreensão sobre novos pontos de vista e do aprendizado que várias habilidades combinadas podem trazer, o ambiente profissional (ou qualquer lugar em que esteja sendo realizado o trabalho em equipe) pode se tornar muito mais harmonioso e produtivo.

A afinação de colaboradores de setores diferentes é essencial para manter o trabalho mais fluído. Sem mencionar que isso traz benefícios até para a saúde mental, já que o nível de estresse pode diminuir.

Mas tudo isso não adianta nada se não existir comprometimento para o trabalho em grupo. É preciso que haja vontade de estabelecer a comunicação e a interação com o restante da equipe para que os benefícios possam ser colhidos.

Às vezes, mesmo com vontade, existe dificuldade para lidar com essas situações — e é por isso que as aulas de teatro são de grande valia! Essa arte derruba barreiras entre as pessoas há séculos, e não é à toa que as produções teatrais conseguem nos envolver nas narrativas dos palcos.

Além disso, com o autoconhecimento adquirido por meio das aulas, você ganhará mais confiança e a sua autoestima será renovada. Assim, interagir com as pessoas não se torna mais tão difícil! Com essa segurança, fica mais fácil conversar com quem é diferente de você, o que deixa a outra pessoa mais confortável para expressar o que realmente sente.

Entendeu por que as aulas de teatro são tão importantes para o desenvolvimento do trabalho em equipe? Como a chave de tudo é a comunicação, as práticas teatrais vão aprimorar os mecanismos que você precisa para se sentir confortável consigo mesmo e com os outros.

Se você gostou do texto e quer ficar de olho em outras dicas sobre autoconhecimento, qualidade de vida e bem-estar atrelado à arte, assine nossa newsletter!

Dentre as várias exigências que o mercado de trabalho traz, a demanda por profissionais que saibam trabalhar em grupo vem crescendo cada vez mais.

Aprenda a trabalhar em grupo usando essas 6 dicas!

Dentre as várias exigências que o mercado de trabalho traz, a demanda por profissionais que saibam trabalhar em grupo vem crescendo cada vez mais. Isso porque um esforço feito por um time de pessoas traz resultados mais eficazes e duradouros.

Saber realizar tarefas em equipe é a chave para seu sucesso profissional. Por isso, separamos 6 dicas básicas para que você possa desenvolver essa habilidade e ser bem-sucedido. Continue a leitura deste artigo para conferi-las!

1. Comunique-se com diferentes pessoas

Ouvir opiniões diversas é a melhor maneira de ampliar seus horizontes e, assim, encontrar soluções mais efetivas para os problemas que surgirem no dia a dia. Além disso, você tem a oportunidade de exercitar a empatia e de se tornar uma pessoa mais paciente e flexível.

Dessa maneira, passará mais segurança e seus colegas se sentirão mais à vontade, fazendo com que todos trabalhem de maneira mais fluida.

2. Melhore sua comunicação

Para saber trabalhar bem em equipe, é necessário conseguir se comunicar bem. Caso tenha dificuldade em falar em público, por exemplo, invista em cursos que lhe ajudarão a desenvolver sua expressão oral e corporal.

Fazer um curso de teatro pode ser uma ótima solução, pois você aprende a usar o tom de voz adequado, a se posicionar corretamente em diversos ambientes e se torna uma pessoa mais desinibida.

3. Valorize as opiniões de seus colegas

Saber ouvir é essencial para manter um bom relacionamento, seja ele no campo pessoal, seja no profissional. Quando se deparar com um problema e seus colegas se posicionarem, leve as ponderações em conta e tente desenvolver uma solução em conjunto.

É importante demonstrar respeito pela autonomia de cada um — e também pela sua —, pois é por meio dela que se desenvolve a confiança em si e em suas ações.

4. Trabalhe como um moderador e não como um juiz

Conflitos fazem parte de qualquer ambiente de convivência e, com a competitividade dentro de uma empresa, a tensão pode ficar ainda maior. Portanto, caso discorde de alguém, critique a ideia que foi colocada, não a pessoa ou sua atitude.

Além disso, tente dialogar com quem está envolvido na discussão e sugira uma solução para o desentendimento. Isso ajuda a construir uma relação de confiança com seus colaboradores e deixa o ambiente de trabalho mais leve.

5. Reconheça os esforços individuais

É comum que algumas pessoas se sintam desvalorizadas ao realizar um trabalho em grupo, pois as ações costumam ser reconhecidas como um todo. Por isso, procure celebrar o desempenho de cada pessoa envolvida no processo, inclusive o seu. Dessa maneira, todos se sentirão mais motivados para continuar sua dedicação à equipe.

6. Seja comprometido com a empresa e com a equipe

Esteja disposto a sempre se esforçar até atingir os resultados desejados. Demonstrar comprometimento com os valores e objetivos da empresa — e com seu time — é o melhor caminho para ter uma carreira bem-sucedida. Essa é uma postura que demonstra maturidade e lhe ajuda a manter a motivação, além de servir como inspiração para seus colegas.

Lembre-se de que toda mudança exige esforço e leva tempo, portanto, seja gentil consigo, respeite suas limitações e saiba como aperfeiçoá-las para se desenvolver. Aos poucos, desenvolverá suas habilidades para trabalhar em grupo e, quem sabe, se tornará um grande líder.

Agora que já tem essas dicas em mãos, curta nossa página no Facebook para acompanhar nosso conteúdo por lá! Estamos esperando por você!