Neste artigo, explicaremos um pouco mais sobre o conceito de desenvolvimento cognitivo e quais são seus impactos, leia mais aqui.

Veja os impactos do desenvolvimento cognitivo pessoal

Sabemos que o ser humano está em constante evolução e, dia a dia, a ciência descobre novos fatores que envolvem os mistérios de nossa mente. O desenvolvimento cognitivo de uma pessoa acontece desde o momento em que ela nasce e continua evoluindo ao longo de sua vida — ou seja, é um progresso constante.

Neste artigo, explicaremos um pouco mais sobre esse conceito e quais são seus impactos, além de dar dicas para manter seu cérebro em forma. Vamos lá?

O que é o desenvolvimento cognitivo?

É um processo que envolve a aquisição de conhecimento sobre o mundo na medida em que o indivíduo se insere nele e vai se adaptando ao meio que o cerca. Com a Revolução Biológica, percebe-se que as crianças já nascem com mais capacidades inatas do que os cientistas acreditavam antigamente.

Os bebês são totalmente capazes de explorar o mundo à sua volta e estão sempre respondendo aos estímulos do ambiente em que estão inseridos. Na medida em que a mente se desenvolve, vamos aprendendo a lidar melhor com o mundo que nos cerca, além de desenvolvermos nossas emoções.

Por estar em constante evolução, a saúde do cérebro não depende somente da herança genética e das experiências durante a infância, ela também está ligada às escolhas feitas durante a vida adulta.

Quais são os impactos dessa evolução em sua vida?

O preparo cognitivo de um indivíduo está diretamente relacionado às seguintes capacidades: adaptação, raciocínio, recordação, aprendizado e planejamento.

Portanto, uma boa capacidade cognitiva lhe ajudará a ser uma pessoa mais segura, pois você conseguirá tomar decisões melhores, saberá lidar com mudanças e será menos estressado. Além disso, terá mais flexibilidade e aceitará facilmente novas ideias e pontos de vista divergentes do seu — o que é um grande passo para o desenvolvimento pessoal.

Qual é a importância de exercitar seu cérebro?

Para garantir nossa saúde mental e um bom funcionamento de nosso cérebro, é essencial mantermos a mente sempre ativa para evitar sua deterioração natural. Como já foi mencionado, a evolução e o aprendizado são fatores constantes em nossa vida.

Um bom preparo cognitivo permite a mudança de hábitos e comportamentos, fazendo com que seja mais fácil atingir metas e se realizar profissionalmente, por exemplo. Acompanhe, a seguir, maneiras simples de manter uma boa saúde mental:

  • estude: quanto mais você acumula conhecimento, maiores são as chances de evitar a perda de memória — a deterioração cognitiva leve que acontece com a idade avançada;
  • mantenha relações sociais: boas amizades e um círculo familiar saudável diminuem em 38% o risco de ter demência;
  • pratique exercícios físicos: pré-requisito básico para a saúde de seu corpo, aumenta e melhora a circulação sanguínea em seu cérebro;
  • faça atividades que estimulem a mente: aprenda a tocar um novo instrumento, a falar uma nova língua ou procure por um passatempo intelectual.

Uma excelente atividade para seu cérebro — e que trabalha todos os fatores acima — é a prática teatral. Durante as aulas você pratica alongamentos, estuda seu personagem e aprende diferentes contextos históricos, trabalha no desenvolvimento da expressão vocal, além de conhecer pessoas de todos os tipos e idades.

A reserva cognitiva, conceito da neuropsicologia, é um fator essencial para seu cérebro saber reagir à perda de capacidades que costumam acontecer ao longo do tempo. Daí a importância de se manter ativo — dessa maneira, poderá desfrutar de todo seu potencial de maneira mais efetiva e levar uma vida mais saudável e rica.

Agora que você já sabe mais sobre a importância do desenvolvimento cognitivo, compartilhe este artigo com seus amigos nas redes sociais para que eles também entendam como é possível estar em constante evolução!

Já ouviu falar do quociente emocional? É um fator determinante para o nosso sucesso profissional e a harmonia das nossas relações: a inteligência emocional.

Next Article

Veja como a arte atua na inteligência emocional

    Quer aprender a se comunicar melhor? Receba nossas dicas:

    Sem comentários

    Cancelar